Giro UD #42: Jogador trabalhando como pedreiro, goleiros na linha e mais

Imagem: @leandroferreirajogador/Instagram
69

Oi, tudo bem com você? A gente espera que sim!

Chegamos à 42ª edição do Giro UD, a nossa curadoria do que pintou de mais legal na internet durante esta semana, para que você assista e/ou leia e se mantenha bem informado!

Leia também:

Nesta edição, temos goleiros jogando na linha, a lembrança da morte precoce de um jogador, uma denúncia de racismo no futebol do Pará e a história mais legal da semana, diretamente do Maranhão.

Confira:

Corinthians e América-MG são rivais nas oitavas de final da Copa do Brasil 2020 – o América-MG inclusive já venceu o jogo de ida, em São Paulo, por 1 a 0. Por causa desse jogo, o Meu Timão relembrou um promissor jogador que saiu do clube paulista para defender o clube mineiro, mas teve a trajetória prematuramente interrompida: William Morais, assassinado em 2011. Texto do Tomás Rosolino.

-U-D-

O volante George Pitbull e o atacante Debu, que defendem o Paysandu no Campeonato Brasileiro de aspirantes, passaram por uma situação mais comum do que gostaríamos nos últimos dias: negros, eles foram abordados por policiais em um ônibus por “comportamento suspeito”. Em entrevista a Adriano Wilkson, do UOL, George Pitbull falou da “vergonha” e da “humilhação” com o incidente.

-U-D-

Jackson trabalhou como pedreiro até os 24 anos. Hoje, aos 27, é jogador do Sampaio Corrêa na Série B do Brasileirão. Mesmo assim, não esqueceu as origens, e botou a mão na massa para ajudar a construir a casa de Haroldo, massagista do clube maranhense – contando, inclusive, com a ajuda do volante Ferreira. No GE, o Afonso Diniz conta essa história.

-U-D-

Mais uma vez, Matheus Schenk coloca seu vozeirão para mais um vídeo legal do Non Sense Football. Desta vez, para falar de goleiros que tiveram que atuar na linha – como aconteceu recentemente com Lucas Macanhan, no São Bento, e Vagner, do São Bernardo. Mas há mais casos que merecem ser lembrados.

Comments