Lembranças de uma tarde ao sul de Londres

0 33

Publicidade

No meu último post eu citei Eddie Thompson, o já falecido presidente do clube escocês Dundee United, que disse que você pode trocar muitas coisas na sua vida, mas o seu time de futebol deve sempre permanecer o mesmo. Eu concordo; como escrevi da última vez, meu time é o Gillingham.

No entanto, enquanto há apenas um time pelo qual você vai realmente torcer, acho que também é bastante normal acompanhar ou gostar de outros times – até mesmo Eddie Thompson, que torcia pelo Motherwell antes de se envolver com o Dundee United.

No meu caso, vocês já sabem que aqui no Brasil eu torço pelo Juventus. Contudo, lá na Inglaterra também tenho uma quedinha pelo time da cidade onde cresci, o Sutton United, já que esse foi o primeiro jogo que assisti quando era criança.

Naquela época, na década de 1980, ir a um jogo de futebol na Inglaterra era uma experiência muito diferente do que é hoje. A maioria dos estádios eram velhos e muito desconfortáveis, e a presença do hooligans ainda era muito comum.

Com isso em mente, meu pai – que também torce pelo Gillingham – pensou que, para o meu primeiro jogo, seria melhor me levar para ver o Sutton United, um time amador do sul de Londres que atrai um público modesto, entre 500-1000 pessoas, na Football Conference (o quinto nível do futebol inglês *).

grander-green-lane-sutton
Gander Green Lane, a casa do Sutton Utd
Foto: Andy Martin

Provavelmente meu pai pensou que, aos cinco anos idade, eu ficaria entediado e sairia correndo pelo estádio semivazio do Sutton. No entanto, depois do nosso primeiro jogo (que eu ainda me lembro – uma derrota em casa por 1-2 para Macclesfield, em setembro de 1988), eu virei fã de futebol e em pouco tempo eu queria que ele me levasse a todos os jogos; dentro e fora de casa. Então, seis meses depois, algo incrível aconteceu…

Na Inglaterra, a competição mais prestigiada – apesar de ter perdido um pouco da sua importância ultimamente – é a FA Cup. A primeira rodada acontece geralmente em novembro e inclui times profissionais da terceira e quarta divisões (como o Gillingham) e times amadores que se qualificaram nas rodadas anteriores.

Em 1988 o Sutton havia se classificado depois de vencer o Walton e o Hersham. Na primeira rodada, meu pai me levou até o leste de Londres para vê-los vencer o Dagenham – outro time amador** – por 4-0. Na segunda rodada o Sutton jogou fora de casa contra o Aylesbury United, mas meu pai foi com um amigo porque eu estava doente.

O Sutton venceu por 1-0, resultado que os classificou para a terceira rodada, momento em que as equipes das duas primeiras divisões (como Liverpool, Manchester United, etc) entram na competição. O Sutton tinha um grande jogo pela frente, já que o sorteio os colocou para jogar em casa contra o Coventry City, time da primeira divisão que havia vencido a FA Cup duas temporadas antes, quando bateu o Tottenham por 3-2 no antigo Wembley.

TonyRains
Hoje, Tony Rains é um simpático motorista de taxi em Sutton
Foto: SuttonGuardian.co.uk

Milagrosamente, o Sutton venceu por 2-1, com gols marcados por Tony Rains, que trabalhava em uma seguradora (hoje é taxista em Sutton) e Matt Hanlan, um pedreiro – os dois que ilustram o topo desta história. Até hoje nenhuma outra equipe semiprofissional venceu um time da primeira divisão*** na FA Cup****.

Ainda me lembro de ouvir meu pai comentando que ele era torcedor do Gillingham há mais de 30 anos e nunca os tinha visto vencer um clube da primeira divisão, mas lá estava eu, seis meses depois de virar fã de futebol, vendo o Sutton vencer o campeão da FA Cup de 1987.

Na quarta rodada, o Sutton jogou fora de casa contra o Norwich City, outro clube da primeira divisão. Eu e meu pai, agora frequentadores assíduos da maioria dos jogos, fomos até Carrow Road, mas o Sutton não conseguiu repetir o feito heroico da rodada anterior. O abismo entre as divisões se mostrou intransponível… e eles perderam por 8-0.

Nos anos que se seguiram, meu pai começou a me levar aos jogos do Gillingham, o que supostamente seria um upgrade na qualidade do futebol – mas na primeira temporada que fui vê-los eles foram rebaixados.

Apesar disso, minha lealdade foi mudando lentamente e pouco a pouco começamos a frequentar mais jogos do Gillingham e menos do Sutton. Mas não deixei de ir a um jogo ou outro, quando morava em Londres, e ainda hoje continuo acompanhando os resultados do Sutton, mesmo vivendo no Brasil.

Hoje em dia o Sutton joga na Conference South (a sexta divisão do futebol inglês), mas esta semana, após quatro rodadas da fase de qualificação, eles se classificaram novamente para a primeira rodada da FA Cup. O jogo será no sábado, 9 de novembro e eles jogarão fora de casa contra o Kidderminster Harriers, uma equipe amadora da Football Conference.

Será que o Sutton conseguirá uma vitória surpreendente e continuará na competição para matar outro gigante? Só nos resta esperar e conferir o resultado no dia 9.

ATUALIZADO em 12 de novembro, às 14h: No sábado, o Sutton United não suportou a pressão do Kiddminsters e acabou derrotado por 4-1 fora de casa. Com isso, deu adeus a esta edição da FA Cup.

* Apenas as quatro primeiras divisões do futebol inglês (League Football) são oficialmente profissionais. A maioria dos times nas outras divisões (Non League) são semiprofissionais e seus jogadores geralmente têm outros empregos em tempo integral. No entanto, na última década, mais e mais clubes, especialmente na Football Conference, tornaram-se totalmente profissionais. O Sutton ainda é um time semiprofissional.

** Dagenham (agora Dagenham and Redbridge) joga na quarta divisão e agora eles são profissionais.

*** Hoje chamada de Premier League.

**** Em janeiro, o Luton Town, da Football Conference, venceu o Norwich City, da Premier League, por 1-0 na quarta rodada da FA Cup. No entanto, apesar do Luton ter batido o recorde do Sutton, vencendo um time da primeira divisão na FA Cup, eles são profissionais – há algumas temporadas eles estavam jogando na terceira e quarta divisões na Inglaterra.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...