O Guia do Carioca B2 2020, a terceira divisão do RJ

Por Bernardo Azeredo

No dia 5 de novembro terá início a 40ª edição da terceira divisão do Rio de Janeiro, a Série B2 do Campeonato Carioca 2020. Em 2020, teremos 16 participantes, sendo 12 da capital (ou da Região Metropolitana), um do Norte Fluminense, dois da Região dos Lagos e um clube do Sul Fluminense.

E no meio dessa variedade de clubes, há clubes centenários e até campeões nacionais, disputando o acesso para a segunda divisão com clubes “crianças” e com pouca expressão no futebol carioca.

Confira mais no guia para saber mais sobre esse torneio cheio de alternatividade.

ÍNDICE DO GUIA


Regulamento

No primeiro turno, temos 2 grupos com 8 times. As equipes se enfrentam na mesma chave e os dois melhores colocados de cada grupo passam para as semifinais da Taça Maracanã, que são realizadas em jogo único, assim como na final.

Já no segundo turno, o formato é parecido, porém, nesse turno as equipes de um grupo enfrentam a do outro. Os dois melhores colocados fazem a semifinal e final da Taça Waldir Amaral, ambos em jogo único.

Os vencedores dos dois turnos vão para as semifinais gerais junto com os times de melhor campanha na classificação geral. Os dois finalistas sobem para o Carioca B1 e fazem a final da competição.


Grupos

 

Grupo A

  • Barra da Tijuca (Rio de Janeiro) — Estádio Aniceto Moscoso
  • Bela Vista (Niterói) — Estádio Alzirão
  • Campo Grande (Rio de Janeiro) — Estádio Ítalo del Cima
  • Carapebus (Carapebus) — Estádio  Antônio Ferreira de Medeiros
  • Mageense (Magé) — Estádio Alzirão
  • Pérolas Negras (Resende) — Estádio do Avelar
  • Profute Volantes (Mesquita) — Estádio Niélsen Louzada
  • Queimados (Queimados) — Estádio Joaquim de Almeida Flores

Grupo B

  • 7 de Abril (Rio de Janeiro) Estádio Los Lários
  • Arraial do Cabo (Arraial do Cabo) Estádio Barcelão
  • Barcelona (Rio de Janeiro) —  Estádio Prefeito Ismael de Souza
  • Barra Mansa (Barra Mansa) —  Estádio Raulino de Oliveira
  • Casimiro de Abreu (Casimiro de Abreu) — Estádio Ubyrajara de Almeida Reis
  • Ceres (Rio de Janeiro) — Estádio João Francisco
  • Mesquita (Mesquita) —  Estádio Lourivaldão
  • Tigres do Brasil (Duque de Caxias) —  Estádio Los Lários

Times Participantes

Nesta edição temos 16 times participantes (mais um desistente), sendo que 3 deles são campeões de oportunidades anteriores. São eles: Casimiro de Abreu, vencedor do campeonato em 2002; o Mesquita, campeão da terceira divisão em 1981; e, por último, o Ceres do Rio, campeão em 1990.

Perolas NegrasAcademia Pérolas Negras: Um dos clubes que mais chama a atenção dos acompanhantes é o Pérolas Negras, clube haitiano que tem sua sede em Paty de Alferes e foi fundado pela ONG Viva Rio em 2004. Em 2016 e 2017 foi convidado a jogar a Copa São Paulo de Juniores e em 2018 jogou a Série C Carioca (Quarta Divisão), conseguindo o acesso na primeira edição. E, já em 2019 quase conseguiu o acesso para a Segunda Divisão Carioca, mas parou nas semifinais gerais.

7deabril7 de Abril: Um clube sediado no bairro Paciência, no Rio de Janeiro. É um time recente, fundado no dia 22 de agosto de 2006. Tem dois projetos muito interessantes: Um é o “Pé na Bola e Cabeça na Escola”, que trabalha com adolescentes no horário em que eles não estão na escola, e o outro é o “Espaço Cuidar”, que capacita familiares (ou não) no cuidado à pessoa idosa. Em 2017, jogaram a quarta divisão carioca e em 2018 já estavam no Carioca B2 e de lá não saíram mais. Sua melhor campanha foi em 2018, onde terminou o campeonato em 6º lugar.

CeacArraial do Cabo: O clube da cidade paradisíaca no litoral carioca foi fundado em 1994 pelo ex-árbitro Walquir Magalhães Girardin Pimentel e já em 1995 disputou sua primeira competição estadual, a terceira divisão carioca. O auge do time foi em 2000, onde chegou na final da Segunda Divisão contra a Portuguesa-RJ, mas perdeu e não jogou o Campeonato Carioca de 2001.

BecBarcelona-RJ: Não…não é aquele Barcelona conhecido mundialmente. Esse é o Barcelona do Rio de Janeiro e tem o símbolo e cores quase iguais a do gigante Barcelona espanhol e, suas melhores campanhas foram as suas participações na Segunda Divisão Estadual, mas nunca chegou perto da elite.

 

Barra Mansa FcBarra Mansa: Esse é o clube mais antigo que está no Carioca B2. Tem 112 anos, foi fundado em 1908, mas tem somente uma participação na elite carioca que foi em 2015. Entrou na Série A estadual como campeão da Série B de 2014. Em 2015, logo na primeira rodada, no jogo entre Barra Mansa x Volta Redonda, 6 mil torcedores Barramansenses foram ao estádio Raulino de Oliveira, sendo o segundo maior público da rodada, atrás somente de Macaé x Flamengo, que bateu o recorde de público do estádio Moacyrzão. Um jogo marcante do time nessa campanha foi onde o Leão do Sul, como é conhecido, quase ganhou do Vasco em São Januário, levando o empate aos 36 do segundo tempo. O ano estava maravilhoso e a expectativa era de que o clube iria permanecer no Carioca, mas por causa de um erro no mecanismo de inscrição da FERJ, o clube sofreu uma punição. Foi rebaixado para Série B Carioca, e daí em diante, nunca mais voltou e caiu para o Carioca B2 em 2018.

GetlogoBela Vista: Fundado em 1977, é um clube pouco conhecido da cidade de São Gonçalo. Já se licenciou quatro vezes do futebol: três vezes nos anos 90 e outra vez em 2010. Em toda a sua história, nunca foi um time de brigar para chegar à elite estadual. Jogou a Terceira Divisão por 17 vezes e a Série C, que equivale a Quarta Divisão, por 04 vezes e sua melhor campanha na história foi um sétimo lugar na terceira divisão em 2017.

Aa Carapebus Rj (bra)Carapebus: Clube recente de 2006, é um dos poucos do interior na competição. No mesmo ano da sua criação, disputou a Terceira Divisão do Carioca e terminou em último lugar do grupo. Após essa experiência, o time se licenciou e em 2011 voltou para Terceirona e subiu no mesmo ano para a Segunda Divisão. Em 2015, fizeram uma parceria com o Campos AA e em 2017 jogaram a Seletiva da Série A, mas caíram logo de cara e a parceria acabou e o Campos se filiou de novo a FERJ.

Getlogo Removebg PreviewCasimiro de Abreu: Esse é outro time do interior que nunca chegou na primeira divisão e nem fez nenhuma campanha notável na Segundona do Rio. Seus maiores feitos são os títulos da Terceirona em 2002 e da Série C do Rio em 2000. Seu mascote tem um nome curioso – Poetinha, faz referência ao poeta que dá nome ao time e a cidade.

 

971 9710180 Profute Volantes Rj Emblem Removebg PreviewProfute Volantes: Time fundado em 2004 e que já em 2005 jogou a Terceira Divisão. Em 2006, foi convidado a jogar a Segundona e assim foi até o ano de 2010. Em 2011 o time se licenciou, saiu da cidade de Tanguá e parecia o fim deste tão jovem clube. Mas, em 2013, sob nova direção e com várias mudanças, o clube voltou às atividades e passou a se chamar Itaboraí Profute e, em 2016 voltou sendo campeão do Torneio Amistoso FERJ, equivalente a um nível abaixo da Quarta Divisão Carioca. O time joga suas partidas em Duque de Caxias.

Ceres Rj (bra)Ceres: Outro clube bastante antigo. Tem 87 anos, mas só se tornou profissional em 1988 na Terceira Divisão e, apesar de antigo, o time nunca jogou a elite do Rio de Janeiro. Sua melhor campanha foi um vice-campeonato da Segunda Divisão Carioca de 1997 e seus principais títulos são a Série B2 de 1990, Série C do Rio em 2019. Uma curiosidade foi que o time revelou o meia croata-brasileiro Eduardo da Silva, ex-Flamengo e Athletico-PR e, o histórico Ademir da Guia, que fez história pelo Palmeiras.

Getlogo Removebg Preview (1)Mageense: Segundo clube mais antigo da competição ficando atrás apenas do Barra Mansa. Foi fundado há 103 anos, em 1917 na cidade de Magé e esse clube tem uma história peculiar: jogou o Campeonato Fluminense de 1944 (esse campeonato reunia times do estado do Rio, menos da cidade do Rio de Janeiro que naquela época ficava no estado da Guanabara). E 74 anos depois, o clube fez outra partida oficial, dessa vez pela Série C Carioca e logo em 2018 subiu pro Carioca B2 como campeão e até hoje não saiu de lá.

Getlogo (1)Barra da Tijuca: Time da capital carioca, foi fundado em 2010. Tem as mesmas cores do Fluminense: verde, branco e grená. O time começou na Carioca B2, subiu em 2012 e na Segunda Divisão sempre brigava pra subir. Chegou a ficar em terceiro lugar em 2014 mas depois disso o nível do time caiu muito e, em 2019, foi para a Terceirona do Rio.

 

Mesquita Futebol Clube E8674906 74be 4999 B327 Deed45cb4af Resize 750 Removebg PreviewMesquita: Time da Baixada Fluminense que completou 100 anos em 2020. Já jogou o Campeonato Carioca por 4 vezes: 1986,1987,2008 e 2009. Já teve jogadores que hoje são técnicos notáveis, como Milton Mendes e Lucho Nizzo e já foi campeão da Segunda Divisão invicto em 1981 e campeão do Primeiro Turno do Carioca B2 de 2017.

 

GetlogoQueimados: Time da Baixada Fluminense e, assim como o Mesquita, tem quase a mesma idade, 98 anos. Porém, o Queimados só tem títulos municipais, apesar de estar disputando os campeonatos estaduais desde 2011.

 

Getlogo Removebg PreviewItaboraí: Está aí o primeiro time rebaixado pra Série C do Rio de 2021. Sim, mesmo antes da competição começar o Itaboraí desistiu de disputar essa edição do Carioca B2 e foi rebaixado. Mas esse time disputa os campeonatos estaduais desde 1995. Neste mesmo ano, parou e só voltou em 2007. E daí em diante só foi subindo, e de 2016 até 2018 o clube sempre brigou pra subir para o Campeonato Carioca. Em 2018 foi vice da Copa Rio e conseguiu disputar a Série D Brasileira, sendo eliminado na primeira fase.

Getlogo (1)Tigres do Brasil: Time novo de 2004, porém com uma certa relevância no Estado. Já jogou a elite carioca 4 vezes: 2009,2010,2015 e 2016. Jogou a Copa do Brasil em 2010 e foi eliminado na primeira fase pelo Fortaleza após o empate de 2×2 em Los Lários em Xerém, e a derrota por 3×2 em Fortaleza. O time já ganhou a Copa Rio por 2 vezes: 2005 e 2009. Caiu da Primeira Divisão em 2016 e de lá pra cá, nunca mais voltou, e caiu também no ano passado pra Terceirona Estadual.

Getlogo (2)Campo Grande: Está aí o único campeão nacional entre os 17 times que foram apresentados. Campo Grande, time que leva o nome de um dos bairros da Capital, foi campeão da Série B Brasileira em 1982. O tão consagrado técnico Vanderlei Luxemburgo treinou esse time em 1983. Em 1998 foi a última aparição nacional do time, quando jogou a Série C Nacional. Em 2008 foi campeão da Terceira Divisão Carioca, mas não subiu pra Série B e em 2011 fez mais uma campanha pífia e foi eliminado na primeira fase. Em 2012 foi excluído da Terceira Divisão por problemas financeiros. Ficou um tempo sumido e, no ano passado, conseguiu o acesso para a Terceirona.


Palpites

Infelizmente temos poucas informações sobre jogadores, times, jogos e até imagens do Carioca B2, mas eu busquei por essas poucas informações e tenho meus palpites.

Favoritos ao título: Tigres do Brasil, Barra Mansa, Barra da Tijuca e Pérolas Negras

Lutam pra subir: Campo Grande, Carapebus e Queimados

Rebaixamento: Bela Vista, Barcelona-RJ e Mageense

Comments