Dois grandes jogos provaram o equilíbrio da Série B na 15ª rodada

(Foto: Divulgação)
101

A 15ª rodada da Série B criou grandes expectativas por causa de 2 jogos: Coritiba x Náutico e Botafogo x Vasco. Quando a bola rolou, não houve decepção. As partidas foram boas e comprovaram o equilíbrio da competição. Afinal os vencedores foram os times que estavam atrás na tabela.

O Coritiba derrotou o líder Náutico e pode assumir a liderança se vencer o jogo adiado, contra o Brusque, nesta terça-feira.

O Botafogo derrotou o Vasco e ficou na frente do rival na tabela. Foi a 3ª vitória seguida do time, que passar a mirar no G-4.

Publicidade

Veja o resumo da 15ª rodada para saber mais sobre todos jogos.

Melhor jogo

Coritiba 3 x 1 Náutico

O Coxa finalmente mostrou muita eficiência no ataque. Os 3 principais atacantes do time fizeram gols: Igor Paixão, Waguininho e Léo Gamalho. A defesa, que normalmente é forte, segurou bem quando precisava.

No lado do Náutico, os desfalques começam a pesar. O time já tinha caído de rendimento em comparação com as primeiras rodadas. Agora perdeu Kieza até o final da Série B, por contusão. Jean Carlos sofreu uma lesão leve e não jogou. O ataque teve até um lateral improvisado, Bryan. Essa era a principal preocupação do Timbu, a falta de opções no elenco.

Pelo menos a diretoria agiu e já contratou Caio Dantas, artilheiro da Série B de 2020, para substituir Kieza. Ótima contratação.

Pior jogo

Goiás 1 x 0 Operário e Remo 1 x 0 CSA

Foram 2 jogos em que os times vencedores fizeram o primeiro gol e só administraram a vantagem até o final, com pouco perigo – estão certos, afinal na Série B é importante ser pragmático também.

O problema, para Operário e CSA, é terem tantas limitações ofensivas. Estão com menos de um gol marcado por jogo. As dúvidas sobre os 2 times só aumentam. Ambos pareciam ter força para lutar pelo acesso, mas estão na parte de baixo da tabela e não evoluem.

Melhor time

Vila Nova e Botafogo

O Vila Nova teve a melhor atuação do time na Série B até agora, fazendo 4 a 1 no Guarani. A defesa foi estável e os contra-ataques finalmente funcionaram muito bem. E o adversário não era qualquer um, afinal o Bugre luta pelo G-4 e também já teve grandes atuações no campeonato.

Pior time

Confiança

Fica cada vez mais claro que o time sergipano errou demais na montagem do time, principalmente pelas indicações dos técnicos anteriores, que queriam fazer um jogo que não combina com o objetivo do clube. A meta é se manter na Série B e, pra isso, a defesa precisa ser mais eficiente. Dessa vez a equipe sofreu 3 gols no 1º tempo e perdeu pro Brusque. E até agora não foi definido um novo técnico pro Confiança.

Melhor jogador

Thiago Alagoano (Brusque)

Um dia antes do jogo contra o Confiança, o “Rei do Vale” usou coroa para uma ação de marketing do clube. E deu sorte, porque ele mostrou a veia artilheira e fez 2 gols contra o Confiança.

Surpresas

CRB 1 x 1 Ponte Preta e Brasil 1 x 2 Sampaio

O resultado no jogo da Ponte não surpreende tanto, mas o contexto sim: a Ponte teve um jogador expulso no começo do 2º tempo e sofreu para segurar o empate fora de casa, mas conseguiu. Com isso ficou fora da zona de rebaixamento pelo saldo de gols.

Quanto ao Sampaio, o time vinha de 5 sem jogos sem vencer e, sem um ataque potente, ia enfrentar uma defesa razoável do Brasil. Esperava um empate. Mas Ciel, de novo, e Jean Silva decidiram pra Bolívia Querida.

Paredão

Georgemy (Vila Nova)

Quando o Vila começou a abrir vantagem contra o Guarani, houve uma reação dos adversários. Mas outra vez o goleiro do Vila se destacou e permitiu a goleada do time goiano.

Destaque técnico

Enderson Moreira (Botafogo)

É preciso aplaudir um técnico que consegue 3 vitórias consecutivas no início do trabalho, inclusive com boa vitória contra o rival Vasco. Ele não fez grandes mudanças táticas, mas tem escalado melhor e dá para perceber um clima de mais confiança, inclusive entre jogadores que não estavam tão bem.

Pior técnico

Mozart (Cruzeiro)

Mozart não pode dizer que foi injustiçado. A passagem foi curta, teve pressão desde o início, mas ele errou demais. Nesta rodada, inventou novamente a escalação com 3 zagueiros. E ainda escalou Rafael Sóbis e Marcelo Moreno juntos.

Resultado: passou dificuldades contra o Londrina em casa, ficou na zona de rebaixamento e pediu demissão. Vanderlei Luxemburgo será o substituto. Deve ser o suficiente para evitar o rebaixamento, mas não para buscar o acesso.

Cadê o VAR na Série B?

Avaí 0 x 0 Vitória

O time catarinense reclamou de dois pênaltis não marcados em jogo no Barradão. Na minha opinião foram erros do árbitro. Se já tivéssemos VAR, o placar teria sido diferente.

Comentários