Atacantes se destacam na Série D: tem o maior artilheiro de todas divisões e tem sobrenome dificílimo

Foto: Divulgação
56

A fase de grupos da Série D se encaminha para o final. Ao termino da 9ª rodada, o Castanhal é o líder absoluto da competição, com 85.2% de aproveitamento, já que o Cascavel, que tinha campanha similar, empatou.

Além disso, o campeonato tem o artilheiro do Brasileirão entre todas as divisões. Gabriel Santos, da Caldense, tem 11 gols em nove jogos. Ele balançou a rede contra o Boa Esporte (1x), Uberlândia (2x), Patrocinense (2x) e Águia Negra (3 vezes no 1° turno e novamente 3 gols no returno).

Dessa forma ele supera os artilheiros da Série A (Gilberto, Matheus Peixoto e Bruno Henrique fizeram 7 gols), Série B (Edu tem 9 gols) e Série C (Manoel e Quirino fizeram 6 gols).

Publicidade

Também temos times praticamente eliminados. Com péssimos resultados, Atlético Acreano, Murici, Jaraguá e Patrocinense não devem passar para a 2° fase.  Confira o resumão da rodada:

Goleadas

Fast (AM) 4 x 0 Gas (RR) 

Após quatro derrotas seguidas, o Fast reencontrou a vitória em jogo animado, com gols nos acréscimos, pênalti perdido e expulsão no banco de reservas. O técnico Ricardo Lecheva mudou algumas peças e os amazonenses foram mais agressivos. Frágil, o Gas se segurava como podia e arriscava um ou outro contra-ataque, que logo era parado pelos mandantes.

O Rolo Compressor teve chances com Tiago Amazonense, André Carlos e Lídio, mas pecou na finalização. Enfim, aos 33 minutos do 1° tempo, Flamel cobrou escanteio, Saulo cabeceou e no rebote Charles abriu o placar.

Na marca dos 40, a bola tocou a mão do zagueiro Pastor e o árbitro marcou pênalti. André Carlos cobrou, mas Saulo acertou o canto e defendeu.

No 2° tempo, aos 6, o Fast ampliou com Charles, que limpou dois marcadores e balançou a rede.

Então, a partida ficou mais faltosa e o juiz distribuiu 7 cartões amarelos ao longo da etapa final, sendo 5 para os mandantes e 2 para os roraimenses. Além disso, Bruno Saúl, goleiro reserva do Gas, foi expulso por reclamação.

Nesse clima, o Gas teve duas oportunidades seguidas com Alexandre Pinho, que não foi bem sucedido. Já aos 47, Alexandre puxou contra-ataque, deixou dois defensores para trás e marcou.

Dois minutos depois, um frango. Wendel chutou fraco e a bola passou por baixo das penas de Saulo.

Com a vitória, o Fast ultrapassou o Gas no Grupo 1 e agora é o 6°, com 9 pontos, com dois a menos que o primeiro clube do G4. Com a derrota, a diretoria do Gas anunciou a saída do técnico Léo Goiano “em comum acordo”. Ele deixa o clube na 7ª posição, com 8 pontos, 2 vitórias, 2 derrotas e 3 empates.

Águia Negra (MS) 0 x 6 Caldense (MG) 

Em Rio Brilhante, no Mato Grosso do Sul, a Caldense voltou a golear o Águia Negra. No 1° turno, a Veterana venceu o adversário por 6×2. A Caldense não deixou o Águia ver a cor da bola e fez três gols em 12 minutos. Logo no início, Gabriel Santos recebeu a bola pela esquerda e chutou de primeira, obrigando o goleiro Rodrigo Calchi mandar para escanteio. Pouco depois, o arqueiro se machucou ao fazer uma defesa e precisou ser substituído. Aos 24, Gabriel Santos abriu o placar em chute rasteiro. Quatro minutos depois, em bate-rebate na área, a bola sobrou outra vez para Gabriel Santos mandar para a rede. Ainda na primeira etapa o artilheiro deixou seu hat-trick ao marcar de cobertura. No 2° tempo, os mineiros voltaram com a mesma intensidade. Aos 4, Caio Ribeiro desviou para o gol após cobrança de falta. O Águia não conseguia entrar no campo de ataque e nem se defender. Aos 18, Patrick Lopez arriscou de longe e fez 5×0. Só então a equipe de Rio Brilhante criou uma chance real de gol com Wilson, que chutou do meio de campo e surpreendeu o goleiro João Paulo. No entanto, a Caldense balançou a rede outra vez. Aos 38, Mariotto, que entrou no lugar de Gabriel Santos, cobrou falta e fechou o placar. Com o resultado, a Caldense tem o melhor ataque com 21 gols. Já o Águia sofreu 31 gols e é a pior defesa. Desse modo, a Caldense subiu para a 2ª colocação do Grupo 6, com 17 pontos. O Águia Negra, que não vence há 7 jogos, é o vice lanterna, com 5.

Lei do ex

Moto Club (MA) 1 x 0 4 de Julho (PI) 

O jogo começou com boas movimentações do Moto Club, que dominou as ações ofensivas. Irreconhecível, o Colorado pouco criou. Já o Papão do Norte perdeu boas chances com Wallace e Ted Love no 1° tempo. Na etapa complementar, as equipes sofreram fisicamente com o intenso calor e o rendimento caiu. Aos 26, a lei do ex deu as caras. Ted Love, que defendeu o time de Piripiri até maio deste ano, fez um golaço de falta. Mesmo com a derrota, o 4 de Julho manteve a liderança do Grupo 2, com 17 pontos. O Moto Club está empatado com Juventude Samas com 12, mas é o 4° por ter saldo de gols melhor.

Primeira vitória na 9° rodada

Madureira (RJ) 1 x 2 São Bento (SP) 

De virada, o São Bento conquistou sua primeira vitória nesta edição da Série D. O jogo começou com muitos erros e faltas, tanto que o árbitro distribuiu 3 cartões amarelos em 15 minutos. A única boa chance do 1° tempo foi com o atacante Índio que, sem ângulo, mandou a bola na trave. No 2° tempo, aos 3, Sampaio completou cruzamento direto para o gol. O Bentão deu a resposta aos 17. Em disputa na área, a bola sobrou para o atacando Kayan, que matou no peito e fez um golaço. O Madureira sentiu o golpe e apostou na defesa. Já o São Bento estava disposto a sair com a vitória. Aos 38, o atacante Ayrton avançou pela direita, fez fila e cruzou para o meia Kadu colocar os paulistas na frente. Pouco depois da virada, Paulo Roberto Santos, técnico do São Bento, foi expulso por reclamação. Revoltado, atravessou o campo para questionar a decisão do árbitro Marcel Phillipe Santos Martins. A Policia Militar foi acionada para retirar o profissional. Os paulistas continuam na lanterna do Grupo 7, com 8 pontos, mas ainda sonha com um lugar no G4, já que está quatro atrás do primeiro clube do G4. O Madureira continua em 3°, com 13.

Vantagem na vice-liderança

São Raimundo (RR) 3 x 1 Galvez (AC)

Invicto, o São Raimundo dominou o Galvez a abriu vantagem na vice-liderança do Grupo 1, com 19 pontos. Dominando as ações desde o começo, o Mundão abriu o placar aos 11 minutos do 1° tempo. Juninho recebeu um belo cruzamento e testou firme. O meia Finhinho teve a oportunidade de aumentar aos 34, quando cabeceou sozinho dentro da pequena área, porém mandou para fora. Sufocando o Galvez, os roraimenses ampliaram aos 40. O lateral Maia foi derrubado na área. O atacante Eric Tschurtschenthalen cobrou forte e alto, no canto direito do goleiro e ampliou. A vantagem poderia ser maior, mas a equipe desperdiçou boas chances. Na volta para o 2° tempo, os acreanos foram um pouco mais ao ataque e forçaram alguns erros dos donos da casa. Apesar disso, em uma falha na defesa, Tavinho aumentou para o São Raimundo aos 7. O zagueiro recuou para o goleiro, mas o atacante antecipou e fez. O Galvez não desistiu e marcou seu gol já nos acréscimos. Wanderson fez uma boa jogada individual pela direita, cortou dois zagueiros e chutou forte contra o gol de André Regly. Esse foi o primeiro gol no profissional do atacante de 18 anos. Apesar da derrota, o Galvez é o 3° colocado, com 15 pontos.

Empate no fim

América (RN) 2 x 2 Treze (PB) 

Os clubes voltaram a se reencontrar após três semanas e repetiram o placar. Na Arena das Dunas, o Treze ganhava até o final do jogo, quando o América marcou os gols nos acréscimos. Os visitantes partiram para o ataque e, aos 4 minutos, Levi cabeceou em direção ao gol de Lucas Gomes. No rebote Wallisson Bahia marcou. No entanto, o árbitro sinalizou impedimento do atacante. Depois, justo aos 13, Anderson Gindré deixou dois defensores para trás e, de fora da área, mandou rasteiro no canto direito do arqueiro potiguar, abrindo o placar. No 2° tempo, o Treze recuou e o Mecão ficou no campo de ataque. Porém, aos 22, o zagueiro Euller Viana recebeu a bola dentro da área, matou no peito e foi derrubado pelo goleiro da América. Os jogadores pediram pênalti, mas o juiz marcou escanteio. Na cobrança, Euller subiu mais que todo mundo e mandou de cabeça para a rede. O Treze teve a chance de fazer o terceiro com Anderson Gindré, que esbarrou na ótima defesa de Lucas Gomes. Entrando na reta final, Mazinho cruzou para Alvinho, que cabeceou firme e diminuiu. Um minuto depois, Ferrugem derrubou Alvinho na área e o pênalti foi marcado. Mazinho cobrou no canto esquerdo do goleiro João Guilherme, que caiu para o outro lado. O América continua na vice-liderança do Grupo 3, com 15 pontos. Mesmo com o empate, o Treze subiu duas posições e é o 4°, com 12.

Outros destaques

– A Ferroviária (SP) disparou na liderança do Grupo 6, com 22 pontos, cinco a mais que o vice-líder. Neste domingo, a Ferrinha venceu a Patrocinence (MG) por 2×0. O primeiro tempo foi de poucas emoções, com apenas uma chance real para cada lado. Na etapa final, as equipes voltaram procurando o jogo. Aos 14, a bola foi cruzada na área e iria para as mãos do goleiro Edson, porém o zagueiro Zé Leandro se antecipou e mandou de cabeça contra o próprio gol. Já nos acréscimos, Bruno Santos bateu da intermediária, a bola bateu no travessão e entrou. Sem nenhuma vitória, a Patrocinense é a lanterna do grupo, com apenas 3 pontos.

– O Rio Branco VN (ES) venceu o Uberlândia (MG) por 1×0 com grande atuação do goleiro Giovani Perim. O Verdão começou marcando bem, com mais posse de bola e obrigou o arqueiro rival a fazer uma bela defesa. Aos 29, o goleiro Roballo cometeu pênalti em Diego Costa. O meia Gustavo Tonoli cobrou e fez o único gol da partida. Nos acréscimos, o atacante Daniel Costa foi tocado pelo zagueiro Rafael Olioza e outro pênalti marcado. Ele mesmo foi para a cobrança. Giovani Perim fez grande defesa e a bola não entrou. No rebote, Daniel Costa mandou para fora. O Uberlândia caiu uma posição e agora é o 3° do Grupo 6, com 15 pontos. O Rio Branco VN permanece em 5°, com 13.

– O Murici (AL) perdeu para o Atlético Baiano por 1×0 e chegou a oito jogos consecutivos sem vitória. O gol foi marcado por Robert, em cobrança de pênalti. O time alagoano venceu apenas o Bahia de Feira, por 2×0, na 2° rodada. Depois, apenas derrotas. Assim, o clube é o lanterna do Grupo 4, com 3 pontos. O Atlético tem 10 e é o 6°.

– Jogando em casa, o Asa (AL) recebeu o Retrô (PE) e perdeu por 1×0, completando seis jogos sem vitória. Mayco marcou aos 37 minutos do 1° tempo. O Retrô subiu duas posições e assumiu a vice-liderança do Grupo 4, com 16 pontos. O Asa é o vice lanterna, com 6.

– Enfim o Rio Branco (PR) venceu a primeira nesta Série D. Neste domingo, o clube paranaense bateu o Aimoré (RS) por 1×0, que sofreu sua terceira derrota seguida. Aos 19 minutos do 2° tempo, Renato Oliveira marcou de cabeça. O Rio Branco continua na lanterna do Grupo 8, com 6 pontos. O Aimoré  é o 7°, com 7.

Juventus (SC) e Cascavel (PR) empataram em Jaraguá do Sul, na tarde deste sábado, por 1×1. O time paranaense saiu na frente aos 15 minutos do 1° tempo, em cobrança de pênalti de Robinho. Dez minutos depois, Matheus Claudino igualou para o Moleque Travesso. Os aurinegros continuam na liderança isolada do Grupo 8, com 21 pontos. O Juventus está em 4°, com 12.

– O Boavista (RJ) alcançou a marca de cinco jogos sem vitória, sendo quatro derrotas em série. Neste sábado, no Limeirão, o clube perdeu para a Inter de Limeira (SP), que conquistou sua segunda vitória na competição. Gui Mendes marcou aos 21 do 2° tempo. Assim, a Inter subiu uma posição e está em 6° no Grupo 7, com 10 pontos, dois a menos que o primeiro colocado do G4. O Verdão de Saquarema foi para 7°, com 9.

– Com um a menos, a Juazeirense (BA) segurou o empate em 0x0 contra o Sergipe (SE) e manteve a invencibilidade na Série D, além da liderança do Grupo 4, com 19 pontos. A primeira boa chegada aconteceu aos 7 minutos da primeira etapa. Junior Timbó arriscou de fora da área, mas o goleiro sergipano defendeu. Depois, aos 24, Luizinho puxou contra-ataque e saiu em liberdade no campo do Cancão de Fogo e só foi parado com falta de Wendell na entrada da área. O zagueiro levou o cartão vermelho. Daí em diante, o Sergipe pressionou no campo de ataque e a Juazeirense se segurou. Com o empate, o Sergipe caiu uma posição e é o 4°, com 15 pontos.

– O Bahia de Feira conquistou sua segunda vitória ao bater o Itabaiana (SE) por 2×1 fora de casa.  Diones abriu o placar de cabeça para os baianos aos 22 do 1° tempo depois do cruzamento de Jarbas. Mais tarde, Pedro Henrique pegou rebote e igualou. Thiaguinho marcou na etapa final e deu a vitória ao tricolor baiano. Com 15 pontos, o Itabaiana é o 3°. O Bahia de Feira é o 5°, com 11 e ainda sonha com uma vaga no G4 do Grupo 4.

– O Castanhal (PA) venceu o Atlético Acreano por 1×0. Willian Fazendinha foi o autor do gol. O clube paraense é o líder isolado do Grupo 1, com 23 pontos. O Atlético continua em 8°, com 4.

– O Campinense (PB) fez 3×0 em cima do Atlético Cearense e foi para a 3° posição do Grupo 3, com 14 pontos. Wendel Barros e Fábio Lima marcaram na primeira etapa e Allefe no 2° tempo. Com a derrota, o Atlético Cearense saiu do G4 e está em 5°, com 11 pontos.

 

Comentários