Acerto de resultados na Espanha? Já houve, e terminou em aposentadoria

0 28

A Espanha vive neste momento uma situação que desagrada todo mundo: a suspeita da manipulação de resultados.

A encrenca é referente à temporada 2010/2011, mas só veio à tona agora. Na última rodada daquele campeonato, o Zaragoza derrotou o Levante fora de casa por 2 a 1, graças a dois gols de Gabi (atualmente no Atlético de Madrid).

levante-zaragoza--575x323Suspeita-se que os levantinos receberam dinheiro para perder aquele jogo. Coincidência ou não, os dois times se salvaram do rebaixamento, com 45 pontos cada. La Coruña (43), Hércules (35) e Almería (30) caíram.

A essa altura, é difícil imaginar que tipo de punição podem receber Levante e Zaragoza. No entanto, o precedente para uma punição existe. Afinal, não será o primeiro caso de acerto de resultados no Campeonato Espanhol.

O caso mais famoso aconteceu na temporada 1979/1980, em jogo pela 29ª rodada (eram 34 na ocasião). Ameaçado pelo rebaixamento, o Salamanca visitou o já rebaixado Málaga. Resultado: vitória dos visitantes por 3 a 0.

O placar, entretanto, provocou desconfianças nos dirigentes. Investigações provaram: a vitória do Salamanca foi prévia e financeiramente acertada.

42851256No dia 25 de abril de 1980, dois dias antes do jogo, o técnico do Salamanca, Felipe Mesones (foto), entrou em contato com o atacante Raul Castronovo, do pequeno Algeciras. Castronovo havia passado por Málaga (1974 a 1977) e Salamanca (1978 a 1979), e ficou incumbido por seu ex-treinador de entrar em contato com representantes do Málaga para saber se alguém toparia sentar e conversar sobre a partida que aconteceria dois dias depois.

O contato foi feito com Julio Orozco, jogador do Málaga e amigo de Castronovo. O trato: o pagamento de 4,4 milhões de pesetas para acertar a vitória do Salamanca no duelo.

castronovoQuando o acordo foi descoberto, o Comitê de Competições da Federação Espanhola de Futebol cassou os dois pontos do Salamanca na partida – o Málaga seguiu sem os pontos. De quebra, entre outras punições, ainda pediu a suspensão de Mesones, Castronovo e Orozco por dois anos.

As punições foram acatadas. Posteriormente, os cinco jogadores do Málaga envolvidos no caso tiveram suas penas reduzidas em 28 de maio de 1981. Castronovo (à esquerda), que havia negado participação no caso, não recorreu e se aposentou dos gramados aos 31 anos.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...