Centenário e recém ascendido, Marcílio Dias é destaque no Catarinense

Torcida diante da Chapecoense (Foto: Divulgação)
0 1.056

Em meio a grandes nomes do futebol catarinense, o quase-centenário Clube Náutico Marcílio Dias vem sendo o destaque do campeonato estadual. A quarta colocação, as vitórias sobre Avaí e Chapecoense e a terceira maior média de público da competição fazem do Marinheiro uma sensação.

São 17 pontos somados com um jogo a menos (contra o Figueirense em casa, que foi adiado para o dia 6 de março). A quarta colocação vai classificando o Marinheiro para as semifinais do Catarinense e a distância para o quinto colocado Criciúma é de quatro pontos atualmente, enquanto para o líder Avaí é de apenas três. Vem de vitória sobre a Chapecoense em casa por 2 a 0, com gols de Wellington Mello e Juninho Tardelli (sim, irmão do Diego Tardelli!), e joga na próxima rodada contra o próprio Criciúma, fora de casa.

A torcida vem dando show nas arquibancadas. O clube tem a terceira maior média de público do estadual, com 3.656 pessoas por jogo, sendo assim uma média de 59% de ocupação do estádio Dr. Hercílio Luz. O mais curioso é que o Marcílio tem o maior ticket médio da competição e com cinco jogos como mandante, arrecadou R$455.605 como renda bruta.

Fora de casa o torcedor também se faz presente. Em Blumenau, contra o Metropolitano, foi uma verdadeira invasão que somada ao gol da vitória no minuto final, causou uma grande festa na área visitante do estádio.

Jogadores comemorando com a torcida em Blumenau (Foto: Bruno Golembiewski/Divulgação)

O rubro-anil vem se tornando um forte candidato até mesmo ao título catarinense. São boas atuações, partidas dominantes contra grandes do estado e uma vibe extremamente positiva nos arredores do clube. Torcida, imprensa e diretoria estão extremamente unidos e empolgados com o Marcílio e tudo conspira a favor do Marinheiro.

O mascote alternativo

O cachorro “Marujo” recebe um carinho inigualável do torcedor marcilista (Foto: Divulgação)

Um mascote um tanto quanto alternativo chama atenção nos jogos. O “Marujo” é amado pela torcida e cuidado não só pelos marcilistas como também pelo clube. O cachorro recebe muito carinho e chega até a estar em campo antes dos jogos.

O animal foi encontrado após uma festa com o intuito de reunir a torcida antes do Catarinense Série B de 2018. Após o fim do evento, o cachorro foi encontrado com uma roupinha e quem o encontrou buscou o dono por meio de uma publicação nas redes sociais. Após descobrirem que era apenas um cachorro de rua e que a roupinha foi colocada por uma torcedora ao vê-lo com frio, torcedores sugeriram na publicação que o clube adotasse o bichinho. Assim foi feito.

No último jogo, contra a Chapecoense, foi feita uma arrecadação de ração para doar. A iniciativa veio de uma parceria do clube com ONGs que cuidam de cachorros e foi um verdadeiro sucesso. No total, foram arrecadados 300 quilos de ração, que foram doadas para ONGs da cidade de Itajaí.

https://twitter.com/oficialcnmd/status/1099400089527861249

Desde que encontrou o Marujo, o Marcílio Dias vem passando por grandes feitos, como o acesso para a elite estadual, em 2018, e a campanha sensacional que vem fazendo em 2019. Pode ser coincidência, mas eu diria que o Marujo é um verdadeiro amuleto da sorte do Marinheiro.

Ano do Centenário

Campeão catarinense em 1963, da Copa Santa Catarina em 2007 e da Recopa Sul-Brasileira no mesmo ano, o Marcílio Dias tem uma história enorme e em 2019 completa 100 anos de existência, mais exatamente no dia 17 de março. A equipe conquistou o acesso para a primeira divisão de 2019 sobre o Fluminense de Joinville, nas semifinais da série B Catarinense. Buscando coroar a volta para a elite com um título, acabou perdendo a final para o Metropolitano de Blumenau.

Mesmo sendo um time de muita tradição em Santa Catarina, o Marcílio Dias passou por tempos difíceis ultimamente e disputa este ano pela primeira vez a elite estadual desde 2015, quando caiu com a última colocação no quadrangular de rebaixamento da competição. Após muitas reviravoltas, a torcida voltou a abraçar o clube e dá verdadeiros shows antes, durante e depois dos jogos.

O ano do centenário é sempre importante para um clube, e para o Marcílio Dias não está sendo diferente. Com título catarinense ou não, 2019 será inesquecível para o marcilista e tem tudo para ser mais do que apenas os 100 anos de história.

Posts Relacionados
Comments
Carregando...