Você conhece o FC Nivelcrack?

0 330

Publicidade

Na Copa de 1986, a Coreia do Sul era só mais uma seleção a ser massacrada pela Argentina de Maradona naquele Mundial. Mas o ímpeto, digamos, aguerrido da equipe asiática se eternizou com a imagem de um zagueiro apresentando o joelho à coxa do Pibe de Ouro, que compreensivelmente protestou após a peleja: “Eles não jogam futebol, eles lutam taekwondo”.

Trinta anos depois, justamente na Coreia do Sul, nasceu FC Nivelcrack, uma marca de streetwear que tem o futebol como tema norteador – e obviamente que o famigerado golpe nas pernas de El Diez foi lembrado e virou uma belíssima camiseta.

Se o nome Nivelcrack soa estranho para uma marca sul-coreana, saiba que há uma explicação bastante razoável. Seu fundador, Shinjae Lee, trabalhou alguns anos como estagiário em Barcelona e conheceu de perto a cultura futebolística local.

Em entrevista para o Última Divisão, ele conta um pouco da marca e de como o esporte o inspira a criar novos produtos:

Última Divisão: De onde veio a ideia de misturar futebol com streetwear? E de onde vem o nome FC Nivelcrack?
Shinjae Lee: Você já deve saber que o somos baseados em Seul, na Coreia do Sul. Eu cresci em Seul, mas também morei em Londres e Barcelona. Trabalhei como estagiário em uma empresa de marketing em Barcelona. Não fiquei muito tempo, mas foi o que me inspirou a lançar a marca. O nome Nivelcrack vem do espanhol, que significa nível de jogador craque. Obviamente, o nome veio da época que morava em Barcelona.

UD: Há planos de lançar uma linha inspirada no futebol brasileiro ou na nossa seleção?
SL: Gosto muito dos jogadores brasileiros. O estilo de jogo deles é inspirador. Ronaldo (não o português, o verdadeiro Ronaldo) é um dos meus jogadores favoritos. Na verdade, o moletom Nerazzurri que lançamos há um tempo foi inspirado em sua época na Inter de Milão. Ainda pretendo fazer uma coleção envolvendo samba e futebol um dia.

UD: Qual é a sua visão do futebol atual? Vi algumas camisas com a inscrição “Anti-Futebol Moderno” e fique curioso para saber sua opinião.
SL: Eu cresci durante os anos 90. Naquele tempo, cada time tinha seu estilo e sua história, e havia uma certa disputa entre os clubes. Hoje em dia apenas os times com muito dinheiro são competitivos. A maioria dos jogadores estão atrás de dinheiro e fama ao invés de jogar futebol, e muitos não entendem o significado de defender sua seleção. Não acho que é culpa deles, mas sinto falta da época em que só o futebol importava.


Abaixo, veja algumas imagens dos produtos vendidos pela Nivelcrack. Caso você queira comprar, há duas opções: pelo site oficial deles ou em pontos de venda espalhados pelo mundo – infelizmente, nenhum deles é no Brasil.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...