Veja jogadores sub-23 que se destacaram na Série D

Reprodução
1.533

Os jogos de ida das oitavas de final tiveram duas goleadas, com 2 grandes destaques individuais. O atacante Fabrício Daniel fez 3 gols na vitória do Mirassol sobre o Brasiliense, por 4 a 0. E o meia Albano fez 3 gols na vitória da Aparecidense sobre o São Luiz, por 4 a 0. 

Isso me lembrou como tem bons jovens se destacando na Série D de 2020. E me inspirou a fazer essa lista abaixo, com atletas sub-23 que podem aparecer em times e divisões maiores em breve.

Fabrício Daniel (Mirassol)
Posição: Atacante (ponta e centroavante)
Idade: 23 anos
Times em que jogou: Ferroviária, Santos B, Cianorte, Noroeste, Cuiabá e Mirassol

Publicidade

126206159 3829363723764232 4313500204479767912 O
Divulgação

Fabrício começou o ano se destacando pelo Noroeste na 3ª divisão paulista, com 6 gols em 11 jogos. Depois de uma passagem rápida pelo Cuiabá, com poucas chances, ele foi para o Mirassol. E deu tudo certo na Série D. Está com 9 gols em 15 jogos. 

Fabrício sempre foi um centroavante que saía bem da área. No mata-mata, com a chegada de João Carlos (ex-centroavante do Volta Redonda), ele foi deslocado para a ponta e tem conseguido se adaptar bem, fazendo a movimentação diagonal. É canhoto e sabe se posicionar. Olho nele!

Albano (Aparecidense)
Posição: Meia
Idade: 23 anos
Times em que jogou: Vila Nova, Formosa, Votuporanguense e Jataiense

5f8ce82d01456
Divulgação

Albano virou referência na armação da Aparecidense, que já está praticamente classificada para as quartas de final. O time goiano tem boa campanha e não deve enfrentar um grande adversário na decisão, então tem muitas chances de subir pra Série C.

Albano sabe bem bater bem na bola, tanto em bola parada quanto em chutes de longa distância. É canhoto e técnico, por isso resolve jogadas rapidamente, com poucos toques. Às vezes “some” em campo, mas quando aparece, pode decidir.

Paulo Baya (FC Cascavel)
Posição: Meia (ou ponta)
Idade: 21 anos
Times em que jogou: Revelado no FC Cascavel

Infelizmente o FC Cascavel caiu já na 2ª fase, porque teria sido legal acompanhar Paulo Baya por mais algumas partidas. Mas o time não acompanhava a qualidade dele.

É um meia criativo, que pensa diferente, e tem boa técnica pra bater na bola. Inclusive fez gol de falta na Série D. Mandou em alguns jogos, se movimentando bastante, mesmo chegando ao time profissional agora. Precisa ser lapidado pra tomar decisões melhores, mas tem muito potecial. 

Gustavo Coutinho (Cabofriense)
Posição: Centroavante
Idade: 21 anos
Times em que jogou: Alcanenense-POR e Fortaleza 

Gustavo Coutinho
Divulgação

Gustavo ainda pertence ao Fortaleza, de onde saiu com boa média de gols no time profissional: 5 gols em 10 jogos. E terminou a Série D com bons números também: 9 gols em 13 jogos. Certamente buscaria a artilharia se a Cabofriense tivesse um time um pouco melhor.

Além da boa capacidade de finalização, também me chamou atenção a capacidade de fazer jogadas de pivô, participando ativamente da criação. É provável que ele entre nos planos do Fortaleza para 2021.

Matheus Firmino (Real Noroeste)
Posição: Meia (ou ponta)
Idade: 21 anos
Times em que jogou: Estrela do Norte e Vilavelhense 

5fadbf7324755
Divulgação

Eu esperava mais do Real Noroeste. Mas o time caiu de produção na reta final e ainda deu muito azar no chaveamento. Isso atrapalhou a observação do Matheus Firmino. Mas enquanto o time esteve bem, o garoto partiu pra cima.

A principal característica de Firmino é o drible, então ele precisa de confiança pra se destacar. Além disso, também é veloz e tem boa técnica. O principal problema é ser muito franzino. Seria bom ir pra clube maior, onde pudesse trabalhar essa parte física e evoluir para se destacar em divisões maiores. Tem potencial pra isso.

Lucas Negueba (Aparecidense)
Posição: Ponta
Idade: 22 anos
Times em que jogou: Aparecida, Inhumas e Velo Clube

Experiencia E Juventude Onato E Negueba
Lucas Negueba surgiu quando Nonato estava na Aparecidense. Foto: Divulgação

Lucas fez a formação em times maiores, como Palmeiras, Atlético-GO e Vila Nova. Mas não foi aproveitado. Só se encontrou na Aparecidense, a partir de 2019.

É um ponta típico, com muita velocidade e habilidade. Tem recursos para melhorar, inclusive na parte física também, mas foi fundamental para a campanha da Aparecidense até agora. Fez 6 gols em 12 jogos, além de participar muito bem da criação de outros lances importantes, inclusive saindo da ponta para o meio.

Diogo (Brasiliense)
Posição: Lateral direito
Idade: 22 anos
Times em que jogou: Fluminense

Art Capa 6
Divulgação

Diogo foi formado em Xerém e ainda pertence ao Fluminense. Está apenas emprestado ao Brasiliense. É o melhor lateral direito da Série D até agora. Diante da carência que temos nessa posição, imagino que ele receberá chances melhores a partir do ano que vem.

É um lateral que sabe defender e atacar com qualidade proporcional. Caiu de produção nos últimos jogos e gerou desconfiança, mas acredito que foi pelos problemas internos do Brasiliense. Com sequência e confiança, é um jogador seguro e promissor.

Danilo Boza (Mirassol)
Posição: Zagueiro
Idade: 22 anos
Times em que jogou: Revelado no Mirassol, mas já passou emprestado por Braga-POR, Figueirense e Athletico

Unnamed (2)
Divulgação

Durante a formação, Danilo jogou como lateral e zagueiro. Por isso chegou ao Athletico apresentado como lateral e dizendo que se inspirava em Sergio Ramos, que também fez essas duas funções no início da carreira.

Mas tal qual Sergio Ramos, espero que Danilo se firme como zagueiro. Nessa função, marcando, ele teve bons momentos na Série D. E a qualidade com a bola nos pés vira um diferencial, diante de muitos zagueiros fracos nesse quesito. No mata-mata, contra o Caxias, ele foi expulso de forma infantil, mas faz parte da inexperiência. Com mais rodagem e melhor formação, pode ir longe.

Barba (Novorizontino)
Posição: Volante
Idade: 21 anos
Times onde jogou: Revelado pelo Novorizontino

5e63ef6983da5
Divulgação

O Novorizontino tem uma das melhores defesas da Série D. Para falar sobre isso, normalmente destacamos os experientes Giovanni, Edson Silva e Bruno Aguiar. Mas tem um jovem que ajuda muito nesse sentido. É João Pedro, mais conhecido como Barba.

É bom marcador e tem crescido durante a temporada, inclusive nos fundamentos com a bola. Às vezes falta mais imposição física, mas isso pode ser corrigido e superado.

Luan (Marcílio Dias)
Posição: Zagueiro
Idade: 21 anos
Times onde jogou: Revelado no Marcílio Dias

Unnamed (1)
Divulgação

Na base, Luan passou por Coritiba e Oeste. Mas está recebendo a primeira sequência agora. E deu certo. Combinou bem ao lado do experiente Magrão e ajudou o Marcílio a surpreender na Série D, baseado principalmente na boa marcação. 

Luan é alto (1,91m) e também tem as qualidades de ser ambidestro, com razoável qualidade na saída de jogo. 

Berguinho2
Berguinho, do ABC. Foto: Renne Carvalho

Esses são os 10 principais. Mas vale citar também o zagueiro Alisson (Fast), o meia Alisson Taddei (Goiânia), o ponta Berguinho (ABC), o centroavante Edson Kapa (Globo), o lateral esquerdo Moraes (Mirassol) e o atacante Zé Vitor (Marcílio).

Comentários