Veja famosos que estão a 2 passos do acesso pra Série C

422

Recentemente falamos sobre jogadores sub-23 que estão se destacando na Série D. Agora é hora de falar do outro lado da moeda: Os atletas que já são famosos, na maioria das vezes veteranos, e estão perto do acesso pra Série C. Faltam apenas 2 jogos para o objetivo principal.

Definir o que são “jogadores famosos” é complicado, pois é muito relativo. Quem é famoso pra mim, pode não ser para você. Por isso, como critério para essa lista, entra quem já jogou em times da Série A e portanto teve mais mídia ao redor.

Publicidade

Novorizontino x Fast Clube

A base da zaga do Novorizontino é formada por jogadores bastante conhecidos: O goleiro Giovanni, ex-Atlético-MG; o zagueiro Édson Silva, ex-São Paulo; e o zagueiro Bruno Aguiar, ex-Santos. Dá pra acrescentar também Willean Lepo, que já jogou no Bahia, mas esse nem sempre é titular do Novorizontino.

No ataque, o principal jogador é Guilherme Queiroz, revelado na Portuguesa, que já passou por vários times e disputou a Série A pelo Figueirense. Já Caio Monteiro, jovem emprestado pelo Vasco, normalmente é reserva. Entra com frequência e já teve bons momentos.

133426105 1710797342412970 3534072589867683236 O
Foto: Divulgação

No Fast, o jogador mais famoso chegou recentemente, apenas para o mata-mata: Régis, aquele ex-São Paulo, que já teve vários problemas com vícios e indisciplina, parece se recuperar agora. Já fez participações importantes e foi decisivo nas oitavas de final, com um gol no tempo normal e na disputa por pênaltis.

Aparecidense x Mirassol

Esse será um duelo com pouquíssimos famosos. O mais conhecido é o técnico do Mirassol, Eduardo Baptista, que faz um ótimo trabalho. No time tem jogadores que entram pelos critérios, mas na prática são pouco conhecidos. É o caso do lateral esquerdo Moraes, que passou pela base do Flamengo e foi revelado pelo Atlético-GO; tem também o atacante Netto, que passou pela base do São Paulo e foi revelado pelo Inter, mas saiu rapidamente do Colorado.

130727988 3884394808261123 5408383538522036211 O
Foto: Divulgação

Assim como o Mirassol, a Aparecidense aposta em jogadores jovens e poucos conhecidos. Não tem nenhum medalhão. Muitos inclusive são formados e revelados em Goiânia mesmo.  Não é algo que costuma dar certo na Série D. Mas quando dá, fica bonito de ver.

América-RN x Floresta

O meio-campo do América-RN tem jogadores bem conhecidos. Rondinelly, ex-Palmeiras e Grêmio, é o camisa 10 desde o começo da Série D e já se destacou bastante. Já Rodrigo Andrade, ex-Botafogo e vááários outros times, chegou para o mata-mata, assim como Tartá, aquele ex-Fluminense.

Rondinelly 13
Foto: Canindé Pereira/América FC

Por outro lado, o Floresta praticamente não tem famosos. Até conta com jogadores experientes, que são o ponto forte da equipe, como Jô, Marconi, Daysinho e Flávio Torres. Mas nenhum tem passagem pela Série A. No máximo dá pra citar Leanderson como mais conhecido, pois foi revelado pelo Grêmio – há muito tempo, em 2003.

Altos x Marcílio Dias

É o duelo com menos jogadores famosos. Betinho, ex-Palmeiras, é o artilheiro do Altos. Juninho Arcanjo, ex-Atlético-MG, também é conhecido e um dos destaques do time. Mas é só isso.

Elw9wqcwkaes10r
Foto: Josiel Martins

O Marcílio tem um time menos conhecido e com muita “fome” por acesso e título. No mata-mata já ficou claro como a equipe é raçuda, o que sempre pode fazer diferença.

Comentários