Trofeu Puskás, Wendell Lira e o lado alternativo da Fifa

0 52

O Prêmio Bola de Ouro da Fifa com certeza é o momento mais chique do futebol mundial. Os jogadores vestem terno e tem até tapete vermelho para eles desfilarem com suas belas mulheres. Mas um existe um detalhe alternativo na premiação: o Trofeu Puskás de gol mais bonito do ano. É ele que fica responsável por destacar o futebol nos cantos mais escondidos do mundo da bola.

Como foi divulgado nesta semana, em 2015 o grande representante do futebol alternativo na premiação será brasileiro: Wendell Lira, autor de um golaço de bicicleta pelo Goianésia, está entre os concorrentes. Vote nele no site da Fifa já!

Mas nos 6 anos anteriores algo parecido também aconteceu. Veja os golaços mais alternativos de todos Trofeus Puskas da Fifa:

Grafite (2009)

Apesar de ter conquistado muito sucesso no São Paulo, Grafite nunca foi bem visto no Brasil. Até hoje há quem acredite que ele é apenas um atacante grosso que fazia gols. Mas ele viveu um momento excelente na Alemanha, pelo Wolfsburg, e esse golaço mostra como ele tinha recursos na época. Ficou em 3º lugar naquele Trofeu Puskas e hoje está no Santa Cruz lutando para subir pra Série A do Brasileiro.

Matty Burrows (2010)

Ele é apenas um jogador que sempre atuou na Irlanda do Norte, onde o futebol está longe de ser o esporte principal. A seleção até tem um histórico razoável, mas a liga local é fraca e má organizada. Mesmo assim Burrows colocou seu país na rota do futebol mundial por causa de um golaço de calcanhar, que alcançou o 3º lugar na votação da Fifa.

Benjamin De Ceulaer (2011)

Longe de ser um representante da superestimada “ótima geração belga”, Ceulaer jogava no pequeno Lokeren em 2011, time que nunca venceu sequer um campeonato nacional do país. Mas ele conseguiu aplicar um drible incrível antes de marcar um golaço que com certeza entrou pra história do clube.

Eric Hassli (2012)

Ele é francês, começou a carreira no seu país de origem, mas foi jogando no Canadá que conseguiu entrar na premiação da Fifa. O gol sequer aconteceu na MLS, importante liga americana que o Vancouver Whitecaps participa atualmente. Foi marcado no campeonato canadense e mesmo assim ganhou destaque por causa de uma patada incrível de Hassli.

Juan Manuel Olivera (2013)

Olha o Brasil na lista novamente! Juan é uruguaio, mas fez o gol pelo Náutico em um clássico contra o Sport, pela Copa Sul-Americana daquele ano. E foi um golaço tão incrível que até rendeu uma campanha no UD para que todos votassem nele. Não deu certo, mas sempre lembraremos dessa tabela de futevôlei que terminou com um chute perfeito. Atualmente Olivera joga no Danubio, mas merece ser lembrado para sempre no Náutico.

Camilo Sanvezzo (2014)

Mais uma vez um brasileiro e mais uma vez o Vancouver Whitecaps. O desconhecido Camilo, jogando pelo time canadense, acertou um voleio impressionante atuando pela MLS e entrou na lista do Trofeu Puskas. Atualmente ele está no Querétaro, ex-time de Ronaldinho Gaúcho, e até foi artilheiro do Apertura mexicano no ano passado.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...