Torneio de Football Manager é o eSports mais alternativo do mundo

0 560

Quem acompanha o Última Divisão sabe que a gente costuma falar bastante de Football Manager e sobre como ele é adorado até por técnicos e boleiros profissionais. Mas sempre achei que o manager é melhor jogado sozinho, pois imagine como seria chamar a galera pra um campeonatozinho de leve e pense no quão entediante isso seria.

Pelo menos era o que eu pensava. Acontece que no começo de maio, um bando de gente acompanhou a transmissão ao vivo via streaming do BetBright FM 2017 Cup, o primeiro torneio oficial de Football Manager que se tem notícia. Até Cherno Samba, uma das grandes lendas do Championship Manager 01/02 (e que não passou de mais uma eterna promessa no futebol real), estava lá acompanhando.

E diferente das minhas expectativas iniciais, o torneio é extremamente emocionante. Cada jogada que pinta na tela é uma possível chance de gol, e o técnico não tem muito o que fazer senão rezar para que os algoritmos estejam do seu lado. E como o esquema é mata-mata em jogo único, qualquer jogada despretensiosa no meio de campo pode virar um gol perdido que sacramentará o destino da equipe no torneio.

Outro ponto a favor é que as regras da competição tornam o jogo bastante dinâmico. Cada técnico tem direito a cinco minutos para escalar o time e montar suas estratégias. Depois do apito inicial, eles podem fazer alterações apenas uma vez para cada tempo (exceto em caso de lesão ou expulsão) e elas devem durar no máximo um minuto.

Isso agiliza a partida para quem assiste, mas é um verdadeiro inferno para os técnicos, que ficam de mãos atadas durante boa parte do jogo enquanto veem seu lateral com uma avenida aberta nas costas pronta para tomar um contra-ataque mortal ou sua zaga tendo sérias dificuldades para fazer uma linha de impedimento acontecer.

Só que é bom frisar: em meros 15 minutos o espectador acompanhou em tempo real as agruras de um técnico e as glórias de outro, e algumas horas de cerveja depois ele acompanhou o desenrolar de um torneio inteiro e está comemorando mais uma noite de puro futebol. Isso me parece uma boa definição de diversão.

Um eSports diferente

Football Manager como eSports é mais ou menos como uma mistura de jogo de cartas com futebol: é extremamente importante saber usar o que se tem em mãos, mas ter um pingo de sorte é um elemento indispensável para vencer.

Esse talvez seja um dos problemas do FM no cenário competitivo. Games criados especificamente para serem eSports, como o Overwatch, tentam tornar suas partidas mais justas possíveis, botando o jogador no centro do jogo. Por isso, o game é atualizado constantemente para deixá-lo mais balanceado possível e evitar que um personagem se torne forte demais e o jogador tire vantagem disso.

A desenvolvedora do FM, Sport Interactive, se ligou nisso. Tanto que no FM 2017 Cup, os times que disputaram as partidas foram todos montados pela empresa, segundo a Eurogamer. Então, no geral, as equipes de alguma forma eram balanceadas entre si – embora se possa discutir se o elenco campeão não era forte demais.

Mas por outro lado, quem liga? Mesmo que elementos aleatórios ou que estejam fora do controle do jogador definam uma partida decisiva, é de se ressaltar que no futebol real as coisas não são muito diferentes. Um cochilo do zagueiro e todo o exaustivo trabalho de um campeonato é jogado no lixo. É assim que as coisas funcionam e isso o game reproduz com fidelidade.

Então, embora não seja justo que fatores externos deem o tom do jogo, saber lidar com esses imprevistos é uma habilidade importante do técnico virtual – e que costuma ser totalmente desprezada.

Então, é difícil dizer se o Football Manager vai deslanchar como eSports. Mesmo sendo cultuado no mundo inteiro, essas caraterísticas o deixam deslocado do atual cenário competitivo e de seus eventos grandiosos e cheios de pompa, como o Fifa Interactive World Cup.

E isso não é ruim. O charme do FM, pelo menos nessa tacada inicial como competição, está exatamente no clima de camaradagem e informalidade do certame, com os técnicos bebericando um copo de cerveja entre um lance decisivo e outro. Não sei como será o futuro da modalidade, mas esse será o modelo que nos norteará quando formos falar para nossos netos “no meu tempo era assim”.

O embrião

Diferente do que possa parecer, a ideia do torneio — que teve uma primeira parte pré-eliminatória em março e começou suas disputas regionais a partir de 6 de abril — não partiu da Sports Interactive. Quem criou o torneio (e suas regras) foi o pessoal do site The Set Pieces, capitaneado pelo jornalista britânico Iain Macintosh.

Em julho de 2015, Macintosh lançou uma série de posts semanais narrando suas aventuras com o Everton no Championship Manager 01/02. O objetivo era reabilitar o time na Premier League e levá-lo à conquista de alguma taça.

Um ano depois, após sete temporadas, ele finalmente se sagrou campeão da League Cup em cima do Tottenham. Mas na temporada seguinte, com o time voando, perdeu a final da FA Cup no dérbi de Liverpool. O baque e a humilhação foram de tal proporção que ele decidiu dizer adeus ao Goodison Park e seguir sua trajetória em outro clube. A história finda com ele livrando o Portsmouth de uma queda praticamente certa.

Então, em novembro de 2016, Iain deu prosseguimento à saga lançando o FM 17 Project. A diferença agora é que não apenas a campanha se daria na versão mais recente do game como teria a companhia do colega de site Alex Stewart controlando algum time rival (no caso Celtic x Rangers e Arsenal x Liverpool).

E os embates comentados entre Iaian e Alex acabaram chamando atenção, sobretudo após o site BetBright — que patrocina o The Set Pieces — passar a transmitir os jogos via streaming em seu Facebook. Era um sinal de que as pessoas possivelmente queriam ver algum tipo de competição envolvendo o Football Manager, mesmo que não fosse de alto nível, como brinca Macintosh. Daí para a criação do FM 2017 Cup foi um pulo.

Abaixo você confere o vídeo da fase semifinal e final da competição (começa no minuto 23:10).

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...