O dia em que a própria torcida mudou o nome do Cidade Azul-SC

0 397

Publicidade

O que move o futebol é a paixão que o torcedor tem pela seu time, certo? Muitos até dizem que o clube é feito para a torcida. Em alguns casos, essa torcida se torna tão importante que acaba influenciando até na história do time. Este caso é um desses. É a história do dia em que a vontade de uma cidade falou mais alto que a vontade dos cartolas. A vez em que os torcedores da Cidade Azul fizeram com que o time passasse a se chamar Clube Atlético Tubarão.

A Associação Cultural Recreativa e Esportiva Cidade Azul (que nome!) foi fundada em abril de 2005 na cidade de Tubarão, sul do estado de Santa Catarina. Em seu primeiro ano, a equipe conquistou o acesso para a Série B do Campeonato Catarinense e, dois anos depois, uma vaga na elite do futebol catarinense. Porém, os bons resultados da recém-nascida equipe não foram motivos suficientes para o nome cair nas graças dos torcedores.

cidade-azul-254x300

No início do Catarinense 2008, a torcida decidiu protestar porque ainda se identificavam mais com o nome ligado à cidade do que com Cidade Azul. A pressão foi grande a ponto de a diretoria concordar com o pedido da torcida, mudando o nome do clube para Clube Atlético Tubarão – ainda que junto a Federação Catarinense de Futebol (FCF) o nome seguisse Cidade Azul.

Porém, para conseguir a certidão negativa na FCF e mudar de nome, o clube precisou quitar os débitos com INSS e Receita Federal. Como não tinha dinheiro para bancar as dívidas de aproximadamente R$ 3 mil, a diretoria utilizou de um artifício muito comum para angariar fundos: uma rifa!

A iniciativa deu certo e a equipe conseguiu o dinheiro para trocar de nome (e até um pouco mais), mas só mudar o nome não bastou para manter o time na elite estadual por muito tempo. Em 2009, terminou na última colocação e acabou rebaixado.

clube_atletico_tubarao

Tubarão entre os 40 maiores do país até 2025

Em 2015, uma parceria com a empresa K2 Soccer S/A iniciou um projeto inovador, com foco na qualificação, para modernizar e estruturar todos os setores do clube. Estruturada através de uma SPE (Sociedade de Propósito Específico), a união visa preservar receitas para a equipe e potencializar a capacidade de investimento no futebol, fomentando a profissionalização e a busca por novos negócios.

Dessa forma, o time virou empresa (Clube Atlético Tubarão SPE LTDA) e

incubado na Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), se tornando o primeiro clube startup do Brasil. A parceria tem previsão de duração de 20 anos e o propósito de fazer o Tubarão crescer a ponto de se tornar um exemplo nacional de governança e gestão esportiva. Por enquanto, a realidade é um pouco mais cruel: a equipe segue na disputa da Série B do Catarinense.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...