Todos têm goleiros; só o Sinop teve Rogério

0 385

No dia 7 de setembro de 2011, uma ensolarada quarta-feira em São Paulo, Rogério Ceni entrou para a história do futebol brasileiro mais uma vez. Detentor de diversas marcas pessoais, o goleiro vestiu a camisa do São Paulo Futebol Clube pela 1000ª partida, tornando-se o terceiro jogador que mais repetiu o gesto em um mesmo clube no futebol nacional – Pelé (1116 no Santos) e Roberto Dinamite (1108 no Vasco) ainda superam o capitão tricolor.

O camisa 01 é lembrado como um caso de fidelidade e sucesso no São Paulo. No entanto, o começo de carreira deste paranaense no Sinop-MT é pouco lembrado. Afinal, antes mesmo de conquistar o Brasil, a América do Sul e o mundo, Rogério Ceni já foi o goleiro do Galo do Norte. E conquistou o Mato Grosso uma vez.

Rogério Ceni começou a carreira nas categorias de base do Sinop em 1987. Em 1990, com apenas 17 anos, Rogério foi lançado ao time profissional pelo técnico Nilo Neves – que, mesmo sem o apoio da diretoria do clube, promoveu o jovem ao posto de terceiro goleiro da equipe. A posição, porém, durou pouco.

Quis o destino que Marília, então goleiro titular do Sinop, e Waldir Braga, seu reserva imediato, se machucassem. Rogério, então, assumiu o posto de titular na partida diante do Cacerense – segundo consta, defendeu um pênalti e segurou o resultado de 1 a 1. A partir daí, herdou oficialmente a vaga de titular.

Foi assim até o final do campeonato. O Sinop ficou com o título, deixando o Mixto com o vice-campeonato e levando a taça para o clube pela primeira vez na história. Rogério, por sua vez, tentou a sorte em um teste no São Paulo Futebol Clube. E, em 7 de setembro de 1990, assinou contrato – exatos 21 anos antes da vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-MG no Morumbi, em seu 1000° jogo com a camisa tricolor.

Na época, Rogério chegou para ser o quarto goleiro da equipe, atrás de Gilmar, Zetti e Alexandre. Com a saída do primeiro para o Flamengo e o falecimento do terceiro em um acidente automobilístico, Rogério passou a ser reserva imediato de Zetti. Assim foi até a metade da década de 90, quando Zetti deixou o clube e… Bem, o resto, todo torcedor são-paulino (ou não) já sabe.

Em Pé: Beto Russo, Toninho Tomsani, Nilo Neves, Silva, Valdir Braga, China, Pinga, Rogério Ceni, Amaral, Devanir, Silvio, André, Alberto, Eder e Marilia. Agachados: Alceu Zava, Gaúcho, Eloi, Elisio, Robertinho, Alceu, Carlinhos Urbano, Fábio, Magu, Mil,Chicão do Varejão, Claudio Covoski
Em Pé: Beto Russo, Toninho Tomsani, Nilo Neves, Silva, Valdir Braga, China, Pinga, Rogério Ceni, Amaral, Devanir, Silvio, André, Alberto, Eder e Marilia.
Agachados: Alceu Zava, Gaúcho, Eloi, Elisio, Robertinho, Alceu, Carlinhos Urbano, Fábio, Magu, Mil,Chicão do Varejão, Claudio Covoski

Fotos e informações: Lancenet, Gazeta Esportiva, Plano Tático, WikiSPFC, Wikipedia e Flickr – Fã Clube Rogério Ceni.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...