Tancredo, Aécio e o Minas Futebol Clube: o time da família Neves em São João Del-Rei

(Crédito: Mineiros do MFC)
0 322

Tancredo Neves era torcedor do América-MG – embora admirasse “o Atlético e o Cruzeiro, assim como todos os outros clubes do estado (de Minas Gerais)”. Já Aécio Neves é torcedor do Cruzeiro – e apenas do Cruzeiro. No entanto, a ligação da família Neves com o futebol aponta vínculos mais ao sul de Belo Horizonte, cidade de América-MG, Cruzeiro e Atlético-MG. Mais exatamente, a São João del-Rei, cidade-natal de Tancredo e sede do Minas Futebol Clube.

minas_fc_distintivoO clube foi fundado em 15 de agosto de 1916 por iniciativa de três esportistas: José de Assis Viegas, Humberto Renari e Verbini Parizzi. Por conta da data da fundação, dia de Nossa Senhora da Glória, o Minas adotou as cores azul e branco em seu distintivo; a efeméride valeria também à equipe o apelido de Glorioso.

Anos mais tarde, as histórias de Tancredo Neves e do Minas Futebol Clube se uniram. Ex-atleta com passagens por categorias menores do América-MG e do próprio Minas, Tancredo – então um iniciante no ramo da política – presidiu o clube entre 1942 e 1946. Mesmo afastado do cargo nas décadas seguintes, seguiu como benemérito da agremiação – o então peemedebista foi justamente responsável pela construção do ginásio na sede do clube, cujas obras começaram em 1984.

mfc4-h6
(Crédito: Mineiros do MFC)

Em 1969, o Minas aderiu ao profissionalismo, mas sem jamais conseguir decolar para além de seus domínios. Naquele ano, inscreveu-se na terceira divisão do Campeonato Mineiro, mas não chegou a disputá-la. A situação foi a mesma em 2003, no último esboço profissional do Minas – o clube se inscreveu na Segunda Divisão do Mineiro, mas não entrou em campo.

Mesmo após a morte de Tancredo, porém, a família Neves segue ligada o Minas Futebol Clube. Aécio Neves, neto do ex-presidente eleito, figurava a lista de conselheiros efetivos do clube no triênio 2004/2006 – assim como seu tio, Tancredo Augusto Tolentino Neves, filho de Tancredo.

(Crédito: DACAF Notícias e Eventos)
(Crédito: DACAF Notícias e Eventos)

Em 2016, afastado do futebol profissional, o Minas Futebol Clube completou 100 anos. A situação do Leão da Biquinha, porém, não era das mais confortáveis – em boa parte, pela excessiva dependência do clube aos investimentos de Tancredo Neves. Na posse do presidente João Guilherme de Paiva (foto) para o biênio 2015/2016, o ex-presidente João Neves admitia que a ausência de obras em sua administração “foi motivada por recursos (financeiros) inexistentes”. Na época, convocava os membros do conselho do Minas para vender bens do clube, “para que não seja preciso decretar a insolvência do Glorioso”.

Os registros indicam um clube de pouca tradição, certo? Errado. Afastado dos gramados profissionais, o Minas Futebol Clube se mantém ativo na Liga Municipal de Desportos de São João del-Rei (LMD), que organiza campeonatos amadores municipais e regionais. Na competição, é dono de quatro títulos da primeira divisão (1957, 1958, 1959 e 1960). Na cidade, tem como principais rivais o Athletic e o Figueirense.

Minas x Athetlic, em 2012 (Crédito: LMD/Divulgação)
Minas x Athetlic, em 2012 (Crédito: LMD/Divulgação)
Você pode gostar também
Comentários
Carregando...