Subindo! Água Santa e São Bernardo FC disputarão o Paulistão em 2022

Reprodução/Facebook Água Santa e Rodrigo Corsi/Paulistão
246

O ABC Paulista está em festa!

São Bernardo FC e Água Santa estarão na edição de 2022 do Paulistão e voltam à elite do futebol estadual. As equipes com nomes relacionados à religião ocupam as vagas deixadas pelos também religiosos São Caetano e São Bento.

O Água Santa, equipe com a segunda melhor campanha na primeira fase, afogou as chances do Rio Claro, enquanto o São Bernardo conseguiu uma classificação épica — nos pênaltis — contra o Oeste, que tinha a melhor campanha no geral. Confira como foram os jogos:

Publicidade

Água Santa 2 x 2 Rio Claro

Após ter eliminado o Red Bull Brasil, o Rio Claro chegou às semifinais da Série A2 do Campeonato Paulista como a representante do interior paulista na disputa. O Galo Azul tinha a ingrata missão de encarar o Água Santa, que havia feito a segunda melhor campanha na primeira fase, e só conheceu a derrota no segundo jogo das quartas de final, diante da Portuguesa.

No primeiro embate entre as equipes, no Schmidtão, o Netuno conquistou uma excepcional vantagem de 2 a 0. O jogo até começou equilibrado, mas a equipe de Diadema foi aos poucos se impondo e mostrando o motivo de não ter perdido na primeira fase.

Na marca dos 36 minutos da primeira etapa, após boa jogada pelo lado direito do ataque, a bola ficou viva dentro da área do Rio Claro, a zaga se embolou toda, e ficou oferecida para Renato Junior mandar na gaveta.

No segundo tempo, o jogo ficou mais pegado e nervoso, com ambas as equipes abusando das faltas. Em uma delas, Tauan levou o segundo cartão amarelo e deixou o Água Santa com um a menos em campo. Mesmo assim, o Netuno manteve-se focado e conseguiu chegar ao segundo tento no fim da partida.

Após bola alçada na área, Bambam caiu pedindo pênalti. Depois de uma certa demora, o juiz da partida foi ao monitor e assinalou a infração – o próprio Bambam colocou a bola na marca e bateu no canto esquerdo do goleiro Rafael.

No jogo da volta, em Diadema, mais uma vez muito nervosismo e equilíbrio de ambos os lados. Contudo, novamente o Água Santa soube se defender muito bem e aproveitar as chances que teve: aos 36 minutos do primeiro tempo (de novo!), escanteio para o Água Santa, a bola ficou viva dentro da grande área e Bambam aproveitar para abrir o marcador. O lance ainda teve revisão do VAR, que apenas confirmou.

https://twitter.com/EscanteioSP/status/1398044067561361408

Na segunda etapa, a equipe do Rio Claro mostrou-se valente e não se deu por vencida. Logo aos 3 minutos, Cesinha acertou um lindo chute de fora da área e manteve as esperanças para a equipe do interior.

Aos 20, um lance curioso: Luan Dias do Água Santa foi substituído, mas demorou para deixar o campo. O juiz não hesitou e mostrou o vermelho. Só que o Netuno continuou com 11 jogadores, pois a alteração já havia sido realizada.

O jogo seguia e o Rio Claro pressionava os mandantes. Até que, aos 33 minutos, veio a ducha de água fria (ou santa). Rhuan deu um corte sensacional no marcador, deixando-o no chão, penetrou a área e bateu cruzado para praticamente assegurar o acesso do Netuno.

Mesmo com o gol, o Rio Claro mostrou bravura e empatou aos 42 minutos com Thiaguinho, mas a reação parou por aí e o acesso ficou com o time de Diadema, que retorna a divisão principal do futebol paulista.

 

Oeste 1 x 1 São Bernardo FC

O Oeste sofreu dois rebaixamentos na temporada de 2020 e buscava, através da Série A2 do Paulistão, o seu primeiro objetivo da temporada que era retornar à elite do futebol estadual. A equipe de Barueri teria pela frente o São Bernardo FC, que trouxe o iluminado atacante João Carlos, somente para esta fase final do campeonato. Pelo jeito funcionou mais do que bem.

https://twitter.com/ultimadivisao/status/1398103762535845888

A primeira partida aconteceu no estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo, com muito equilíbrio e disputa, sem muitas chances de ambos os lados.

Na volta do intervalo, o confronto pegou no tranco, com o Oeste tomando mais as ações de ataque. Aos 23 minutos, Léo Arthur bateu escanteio e o zagueiro Victor Lisboa apareceu bem dentro da área para mostrar aos atacantes como é que se faz: chapada certeira e placar aberto no ABC.

Após o gol, o São Bernardo acordou na partida e passou a pressionar o rival em busca do gol. E foi recompensado, também em uma cobrança de escanteio, que ficou reboteada na entrada na área para Gionnotti acertar um belo chute no canto e igualar o marcador. Final de jogo: 1 a 1, e tudo aberto para o retorno em Barueri.

Na partida decisiva na Arena Barueri, os papéis se inverteram. Afinal, quem saiu na frente foi o Tigre do ABC: logo aos 9 minutos de jogo, ele, João Carlos, subiu bem e testou firme para o fundo da rede Rubro-Negra, após bom cruzamento de Pará.

O gol acendeu a luz de alerta nos donos de casa que não demoraram muito para igualar o placar. Léo Arthur tentou acionar o atacante Zeca, a zaga adversária tentou interceptar, mas acabou deixando a bola ainda mais oferecida para o camisa 9, que tocou na saída do goleiro. 1 a 1.

Mesmo com o gol, o Rubrão manteve-se no ataque, com o São Bernardo tentando aproveitar os contra ataques oferecidos. Na segunda etapa, o São Bernardo voltou melhor, contudo, a melhor chance foi do Oeste com Léo Artur que acertou o travessão.

A partida seguiu na mesma pegada e nenhum das equipes conseguiu o gol e, com isso, a vaga seria disputada nas penalidades máximas.

O São Bernardo começou batendo e fez com Patrick, sendo que Léo Arthur deixou tudo igual para o Oeste. Na segunda rodada, Léo Castro fez para o Tigre e Gustavo Salomão acabou mandando no travessão sua cobrança.

Na sequência, Renan Diniz e Rafael marcaram para o São Bernardo, enquanto De Paula e Léo Ceará converteram as suas cobranças em favor do Rubrão.

Coube a Gionnotti bater a cobrança que daria o acesso para a equipe do ABC e ele não desperdiçou: bola de um lado, goleiro de outro e acesso garantido.

Agora, São Bernardo e Água Santa fazem a final e buscam o título. O Tigre vai em busca do bi (levantou o caneco em 2012), enquanto o Água Santa tenta o título inédito.

Comentários