SP: no Morumbi, Penapolense completa "quina" contra grandes

0 64

Publicidade

O Penapolense – e não “a Penapolense” – tem sido protagonista de resultados inesperados na elite do Campeonato Paulista. O mais recente deles foi a classificação para as semifinais da edição 2014 do torneio, conquistada graças a uma vitória nos pênaltis por 5 a 4 sobre o São Paulo, em pleno Estádio do Morumbi. No tempo normal, empate por 0 a 0.

No entanto, não foi a primeira vez que o time de Penápolis aprontou para cima de um dos grandes clubes do estado de São Paulo. Na verdade, desde que debutou na primeira divisão paulista em 2013, o São Paulo era o único time que faltava para que a Pantera da Noroeste completasse sua quina de surpresas.

O primeiro a sentir o gosto amargo da zebra foi o Palmeiras. Logo na terceira rodada do Paulista de 2013, o time comandado por Gilson Kleina recebeu o rival no Estádio do Pacaembu e perdeu por 3 a 2. Ayrton abriu o placar para os palmeirenses, mas os capeanos viraram com gols de Guaru, Magrão e Perez. Luan descontou no fim.

Em 2013, Palmeiras recebeu Penapolense e levou a pior: perdeu no Pacaembu por 3 a 2 (Crédito: Marcelo Pereira/Terra)

Naquele ano, o time de Penápolis surpreendeu e conquistou o oitavo lugar na primeira fase, garantindo vaga nas quartas de final. Na briga por vaga nas semifinais, perdeu por 1 a 0 para o São Paulo, também no Morumbi. O gol foi marcado por Jaílton, contra.

Veio 2014 e o Palmeiras venceu o Penapolense por 1 a 0, na quarta rodada do Paulista – Marquinhos Gabriel marcou o gol da vitória. Porém, na oitava rodada, o time comandado por Narciso aprontou para cima do Santos e venceu por 4 a 1. Na nona rodada, venceu a Portuguesa por 2 a 1. Mais tarde, na 14ª rodada, empatou por 0 a 0 com o Corinthians – e, embora o Corinthians não tenha perdido para o rival de Penápolis nos dois anos, o resultado do dia 16 de março selou a eliminação corintiana no Campeonato Paulista.

Corinthians não perdeu, mas empate com Penapolense custou ao time alvinegro a eliminação prematura no Campeonato Paulista de 2014 (Crédito: Célio Messias/Agência Lance!)

Com bons resultados diante de Palmeiras, Santos, Corinthians, São Paulo e Portuguesa, a próxima missão é reencontrar os santistas na semifinal do Paulista. Os dois times medem forças no domingo, na Vila Belmiro, em confronto único por uma vaga nas finais.

Para explicar o aproveitamento surpreendente do Penapolense no segundo Campeonato Paulista consecutivo, em especial diante dos times grandes de São Paulo, o blog conversou com o zagueiro Gualberto. Remanescente do elenco de 2013, o defensor formado pelo Palmeiras creditou os bons resultados ao empenho do time e aos salários pagos em dia em Penápolis.

Confira o bate-papo:

Última Divisão – É a segunda temporada do Penapolense na elite, e o time já aprontou para cima de todos os grandes nesse período. Como o elenco vê esse desempenho?

Gualberto – Time pequeno sempre tem aquela vontade a mais contra time grande. Desde o ano passado, a gente já tem esse sucesso contra eles. Espero que a gente possa continuar nessa semifinal contra o Santos, para tentar mais uma vitória e chegar na final.

Última Divisão – E o Penapolense já teve um bom desempenho contra o Santos neste ano, vencendo por 4 a 1 na primeira fase, né?

Gualberto – É, mas jogo de semifinal é totalmente diferente. Tem que jogar da maneira que a gente vem jogando para tentar surpreender o Santos lá dentro da Vila Belmiro.

Última Divisão – Você acha que falta um pouco de respeito ao time menor nessa hora? Parece que não é o Penapolense que vence – é sempre o Corinthians que empata, o São Paulo que perde, o Palmeiras que perde, o Santos que perde…

Gualberto – É por causa do investimento que o time grande faz, né? O investimento é muito alto. Se você for ao São Paulo hoje, acho que o salário de um atacante ali deles lá paga nossa folha salarial inteira. O investimento deles é maior, a obrigação deles sempre é ganhar da gente. Mas a gente está conseguindo surpreender.

Última Divisão – Como é o investimento no Penapolense? O salário está pago em dia?

Gualberto – Sempre em dia. Alguns clubes grandes atrasam, mas não tenho o que reclamar deles. Clube pequeno paga pouco, mas paga em dia.

Torcida fez festa em Penápolis após superar São Paulo e vaga nas semifinais do Paulista (Crédito: CA Penapolense/Site oficial)

Retrospecto completo

Calma, torcedor! O fato de o Penapolense tem aprontado para cima dos principais clubes de São Paulo não quer dizer que ele não tenha perdido para os rivais – na verdade, como citado, o time de Penápolis nem sequer venceu o Corinthians nos dois anos em que disputa a elite paulista.

Contando todos os confrontos contra os grandes em 2013 e 2014 (até aqui), o Penapolense entrou em campo dez vezes. Neste período, somou apenas três vitórias (contra Palmeiras, Santos e Portuguesa), três empates e quatro derrotas. O problemas para os rivais é que os empates aconteceram justamente quando eram problema – ou, para o Penapolense, solução.

Confira o retrospecto do time de Penápolis contra Palmeiras, São Paulo, Corinthians, Santos e Portuguesa na elite do Campeonato Paulista:

Palmeiras (1 V, 0 E, 1 D)

27/01/2013: Palmeiras 2 x 3 Penapolense (1ª fase, 3ª rodada)

30/01/2014: Palmeiras 1 x 0 Penapolense (1ª fase, 4ª rodada)

São Paulo (0 V, 1 E, 2 D)

03/03/2013: Penapolense 0 x 2 São Paulo (1ª fase, 10ª rodada)

27/04/2013: São Paulo 1 x 0 Penapolense (quartas de final)

26/03/2014: São Paulo 0 (4) x 0 (5) Penapolense (quartas de final)

Corinthians (0 V, 2 E, 0 D)

15/03/2013: Corinthians 1 x 1 Penapolense (1ª fase, 15ª rodada)

16/03/2013: Penapolense 0 x 0 Corinthians (1ª fase, 14ª rodada)

Santos (1 V, 0 E, 1 D)

21/04/2013: Santos 2 x 1 Penapolense (1ª fase, 19ª rodada)

16/02/2014: Penapolense 4 x 1 Santos (1ª fase, 8ª rodada)

Portuguesa (1 V, 0 E, 0 D)

19/02/2014: Penapolense 2 x 1 Portuguesa (1ª fase, 9ª rodada)

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...