Série D tem times com melhores aproveitamentos do Brasil e improviso na ambulância

FC Cascavel tem a melhor campanha da Série D (Foto: Divulgação)
133

Ao fim da 8ª rodada da Série D do Campeonato Brasileiro, muitos times dispararam nas lideranças dos grupos. Castanhal (PA), ABC (RN), Ferroviária (SP) e Cascavel (PR) abriram pelo menos 4 pontos de vantagem para o vice-líder. Estão muito perto de confirmar as vagas nas próximas fases.

Os maiores destaques continuam sendo o Castanhal e o Cascavel, que possuem o melhor aproveitamento do Brasil. Conquistaram 83,3% dos pontos disputados. Deixaram para trás a melhor campanha da Série A (Palmeiras, com 79,5), da Série B (Náutico, com 71,4%) e da Série C (Ypiranga e Novorizontino, com 70,4%).

Apesar de alguns times dispararem na frente, ainda há muito equilíbrio na Série D. No Grupo 3, por exemplo, quatro times aparecem empatados com 11 pontos. Atlético (CE), Campinense (PB), Sousa (PB) e Treze (PB) fazem uma briga acirrada pelo G-4, junto com 2 times potiguares.

Publicidade

https://twitter.com/_SerieD_BR/status/1419418804032086017

A 8ª rodada também teve a estreia do irmão do Lucas Paquetá,  técnicos demitidos, hat-trick e até jogador sendo levado de forma improvisada na ambulância. Confira o resumão a seguir.

Imbatíveis

Castanhal (PA) 2 x 1 Fast (AM) 

Jogando no Modelão, o Castanhal abriu o placar logo aos 2 minutos. Em tabela com Pecel, Lukinha chutou de fora da área para marcar. No entanto, a vantagem não durou muito. Aos 10, o zagueiro Cleberson falhou e Jackie Chan aproveitou para empatar. A partir daí, o jogo ficou equilibrado, mas era o Japiim quem tinha as chances mais claras. A insistência deu certo e, aos 33, em saída errada do goleiro Iago Sales, Pecel mandou de cabeça para o gol. Buscando a igualdade, o técnico Ricardo Lecheva colocou Flamel no lugar de Guigui e o Rolo Compressor passou a ter mais fluidez no meio de campo. Os amazonenses foram para o ataque, porém sem levar perigo ao gol de Axel. Já o Castanhal soube controlar o jogo e não sofrer mais nenhum gol e embalou na liderança do Grupo 1, com 20 pontos. O Fast, com 6, caiu uma posição e agora é o 7°.

Cascavel (PR) 3 x 1 Rio Branco (PR) 

De virada, o Cascavel venceu o Rio Branco em casa. Logo aos 8 minutos, os visitantes balançaram a rede. Gabriel Honório chutou de fora da área, a bola bateu nos zagueiros e morreu no fundo do gol. Em desvantagem, a Serpente foi para o ataque e, ao 20, o lateral Líbano cruzou e encontrou Robinho na área para empatar. Animado, o Cascavel foi atrás da virada, que veio ainda na primeira etapa. Aos 38, Líbano cruzou para Leo Itaperuna marcar de cabeça. Na etapa complementar, o Rio Brando foi pouco efetivo no ataque e os mandantes souberam controlar até que, aos 12, o zagueiro Lucas Oliveira subiu mais que os defensores após cobrança de escanteio e marcou o último da partida. O Cascavel, com 20 pontos, tem 4 de vantagem para vice-líder do Grupo 8. O Rio Branco é o 8°, com 3.

Lideranças novas

4 de Julho (PI) 4 x 0 Paragominas (PA)

Na tarde de sábado, o 4 de Julho recebeu o Paragominas na Arena Colorada e fez três gols no período final da partida. O time de Piripiri foi dominante quase que do início ao fim. Aos 7 minutos, Jânio Daniel mandou a bola para Alex Mineiro, que chutou forte para abrir o placar. O jogo seguiu com o Colorado indo ao ataque e o Paragominas criando pelo meio de campo. Aos 38, em disputa de bola, Aleilson desferiu um tapa no volante Rômulo, na frente do juiz, que deu o 2° amarelo para o atacante. Mesmo com um homem a menos, o time do Pará quase empatou no fim do 1° tempo. Na segunda etapa, o 4 de Julho aproveitou a superioridade numérica para atacar, porém desperdiçou muitos gols. Então, aos 33, Jânio Daniel cabeceou para fazer 2×0. Já nos acréscimos, Wellyson derrubou Edinaldo na área. Pica-Pau cobrou a penalidade no canto esquerdo do goleiro, que acertou o canto, mas a bola bateu no travessão e entrou. Aos 50, Rômulo deixou o zagueiro no chão e acertou uma bomba no ângulo de Dida. Com a derrota do Guarany de Sobral para o Juventude Samas por 2×0, o 4 de Julho subiu para a liderança do Grupo 2, com 17 pontos. O Paragominas está em 4°, com 9.

Boavista (RJ) 0 x 1 Portuguesa (SP) 

A Portuguesa venceu a primeira fora de casa e, além dos três pontos, saiu com a liderança do Grupo 7, com 15 pontos. A Lusa começou criando bastante jogadas no meio de campo e indo ao ataque. O Boavista tentava responder, mas esbarrava na defesa dos paulistas. Aos 30 minutos do 1° tempo, os cariocas conseguiram equilibrar a partida, no entanto a rede não balançou. Na volta do intervalo, logo no primeiro minuto, Tito aproveitou o erro na defesa, roubou a bola do goleiro e fez o único gol do jogo. Aos 7, a Portuguesa ficou com um a menos em campo. Lucas Douglas não gostou de uma entrada recebida do lateral do Boavista, iniciou uma discussão e recebeu o cartão amarelo. Insatisfeito, o atacante e iniciou um bate-boca com o árbitro e levou o segundo amarelo. Em desvantagem no campo, a Portuguesa segurou o Boavista e conseguiu sua segunda vitória consecutiva.  Com a derrota, o Boavista saiu do G4 e agora ocupa a 6° posição, com 9 pontos.

Briga pelo G4

Sousa (PB) 0 x 2 América (RN) 

A partida foi bem movimentada e no início o Sousa dominou as ações ofensivas. A melhor jogada do 1° tempo aconteceu aos 32 minutos para o Dinossauro. Arthur fez boa jogada e mandou a bola em direção ao gol, com o goleiro Samuel totalmente fora da jogada. Porém, Adriano Napão, do Sousa, estava no caminho da bola, que bateu nele e foi para a linha de fundo.  Na etapa final, o jogo seguia no mesmo ritmo. Então, aos 24, Erick Varão arriscou um chute de longa distância e a bola morreu no gol. Aos 34, Alvinho ganhou a disputa com Wesley, limpou e soltou uma bomba para definir o placar. O América assumiu a vice-liderança do Grupo 3, com 14 pontos. O Sousa caiu duas posições, saiu do G4 e agora é o 5°, com 11.  Após o jogo, o Dino anunciou o desligamento do técnico Warley. Ele assumiu o comando da equipe na terceira rodada e sai com 2 vitórias, 2 empates e 2 derrotas. Rapidamente, o clube anunciou Pedro Manta como o novo comandante.

ABC (RN) 2 x 0 Campinense (PB) 

O ABC voltou a bater o Campinense. Assim como no jogo passado, a Raposa criou muitas chances, mas não foi eficiente. Já o alvinegro não desperdiçou. Aos 16 do 2° tempo, Valderrama fez jogada individual pela esquerda e chutou de canhota. A bola fez uma curva e encobriu o goleiro Camilo. Pouco depois, Wesley Pibinha invadiu a área. Na tentativa de afastar, Patrick encheu o pé contra a própria meta. Essa foi a primeira vitória do ABC na casa dos paraibanos. O Elefante da Frasqueira continua líder absoluto do Grupo 3, com 18 pontos. O Campinense caiu duas posições e é o 4°, com 11.

Treze (PB) 3 x 1 Caucaia (CE) 

O Treze se lançou ao ataque desde o início e aproveitava os erros da zaga do Caucaia. Aos 34 minutos, Márcio Diogo tentou tirar a bola alçada por Walisson Bahia e mandou contra o próprio gol. Nos acréscimos, Vanderlan encontrou espaço pela direita, avançou e cruzou para Genesis, que completou de cabeça. Com o placar igual, o Treze voltou do intervalo buscando o gol e dominando a posse de bola.  Aos 21, Walisson Bahia finalizou forte para virar. Aos 45, Júlio Ferrari invadiu a área e foi derrubado por Joabe. Birungueta bateu o pênalti no canto esquerdo para dar números finais. Com 11 pontos, o Treze está em 6° no Grupo 3 pelos critérios de desempate. O Caucaia continua em último, com 5.

Hat-trick

Brasiliense 3 x 0 Jaraguá 

Com hat-trick de Luquinhas, o Brasiliense (DF) venceu novamente o Jaraguá, mas dessa vez por 3×0. Jogando na Boca do Jacaré, os goianos conseguiram segurar o empate até a metade do 2° tempo. Assim, o técnico Vilson Taddei decidiu mexer no time e colocou o atacante Luquinhas no lugar de Milton Júnior. Deu certo e, aos 24, o jogador abriu o placar de voleio. Logo depois, Robinho fez falta em Tobinha e recebeu o 2° amarelo. Com um a mais, o Brasiliense ficou mais solto. Aos 32, Zé Love invadiu a área e finalizou. A bola foi interceptada pela defesa, mas caiu nos pés de Luquinhas para ampliar. No final, Tobinha foi derrubado na área e o pênalti marcado. Luquinhas cobrou no canto esquerdo de Gabriel Félix para fechar o placar. Com o resultado, o Brasiliense subiu para o 3° lugar no Grupo 5, com 14 pontos. O Jaraguá amarga sua sétima derrota e é o lanterna, com somente 1 ponto.

Socorro improvisado

Gas (RR) 2 x 0 Atlético Acreano 

No duelo entre os dois últimos colocados do Grupo 1, o Gás levou a melhor jogando em casa. O Leão do Norte começou melhor e com poucos minutos exigiu uma bela defesa do goleiro acreano. Os mandantes chegaram a fazer um gol na primeira etapa, porém o arbitro assinalou o impedimento. No começo do 2° tempo, os roraimenses mandaram a bola para a rede. Alexandre Pinho recebeu cruzamento e cabeceou. O goleiro Miller deu rebote e sobrou para Lídio fazer 1×0. A partida ficou movimentada, com o Gas saindo em velocidade e o Atlético chegando algumas vezes ao ataque. O placar foi alterado novamente no último lance. Em jogada rápida, Magrão cruzou para Tiago Amazonense marcar. Ao fim do jogo, as comissões técnicas dos dois times se desentenderam e foi preciso acionar o policiamento para apartá-los. Agora o Gas é o 5ª do Grupo 1, com 8 pontos. O Atlético tem 6 derrotas e é o lanterna, com 4.

Porém, a nota triste fica para o descaso com a competição. O meio-campista Victor Hugo, do Atlético Acreano, machucou o pé aos 30 minutos do tempo complementar. Segundo informações do GE, o time acreano estava sem médico e o socorro foi prestado pelo profissional do Gas. Os problemas não pararam por aí. Com suspeita de fratura, o atleta teve o pé imobilizado e foi colocado na maca. Entretanto, as rodas da maca travaram ao subir na ambulância, que não tinha trilhos de correr para auxiliar. Assim, o jogador foi colocado de forma improvisada no banco lateral interno do veículo e levado para o Hospital Geral de Roraima. Nesta segunda-feira, o Galo Carijó informou que o meia sofreu uma luxação no tornozelo e deve usar bota ortopédica por pelo menos 10 dias.

Outros destaques

– O Ypiranga (AM) sofreu sua sexta derrota na competição. Neste domingo, jogando na Arena da Floresta, perdeu para o Galvez (AC) por 2×0. Felipinho, no 1° tempo, e Esquerdinha, no 2°, marcaram. Assim, o Ypiranga caiu para a 6° posição do Grupo 1, com 8 pontos. O Galvez está em 3°, com 15.

– O Aimoré (RS) perdeu para o Juventus (SC) por 1×0 no Estádio Cristo Rei, em São Leopoldo. Maurício marcou de cabeça aos 11 minutos do 2° tempo. O Juventus foi a 11 pontos e é o 4° do Grupo 8. Com 5 derrotas, 2 vitórias e 1 empate, o Aimoré é o 6°, com 7 e, após a partida, a diretoria anunciou a demissão do técnico Gilson Maciel e do auxiliar Éverton Vanone.

https://twitter.com/AimoreOficial/status/1419389733784936452?s=20

– Jogando em casa, o Palmas (TO) devolveu a derrota para o Moto Club (MA), mas dessa vez por 2×1 e conquistou sua segunda vitória. Rafael Gladiador e Isaac marcaram para o tricolor. Marcelo Gomes descontou. A vitória tirou o Palmas da lanterna do Grupo 2 e agora é o 7°, com 7 pontos. O Moto estacionou na 5ª posição, com 9.

– Em jogo de duas viradas, o Imperatriz (MA) venceu o Tocantinópolis (TO) por 3×2, no Frei Epifânio. Aos 11 minutos, a zaga do Tocantinópolis vacilou e Hudson chutou forte para abrir o placar. Aos 19 do 2° tempo, Dioguinho empatou e pouco depois virou com Jheimy, que foi derrubado na área. Ele mesmo cobrou a penalidade. O Cavalo de Aço voltou a deixar tudo igual com Lineker. No último minuto, Robson aproveitou rebote do goleiro para decretar a vitória dos maranhenses, que permanecem em 3° no Grupo 2, com 13 pontos. O Tocantinópolis caiu duas posições e foi para a lanterna, com 7.

– Em jogo de reviravoltas, Retrô (PE) e Itabaiana (SE) empataram em 2×2 na Arena Pernambuco na tarde deste domingo. Aos 17 minutos do 1° tempo, Augusto Potiguar desviou para o gol após cobrança de falta. O empate aconteceu no final da etapa. Jacobina cabeceou depois de receber cruzamento pela esquerda. No 2° tempo, a defesa do Retrô bobeou e o zagueiro Ramon virou. Por fim, aos 35, Romarinho chutou firme para empatar. O Itabaiana segue na vice-liderança do Grupo 4, com 15 pontos. O Retrô tem 13 e é o 4°.

– Após seis jogos, o Rio Branco (ES) voltou a vencer. Na tarde deste domingo, no Kleber Andrade, o Capa Preta bateu a Patrocinense (MG) por 2×1. O Rio Branco fez os gols na 1ª etapa com Marcus Vinícius e Gil Mineiro. Felipe Codognatto diminuiu. A equipe do Espírito Santo continua na 6° posição do Grupo 6, com 8 pontos, mas agora com 4 de desvantagem para o G4. A Patrocinense segue na lanterna, com apenas 3.

– A Ferroviária (SP) venceu o Boa Esporte (MG) por 2×0 e disparou na liderança do Grupo 6, com 19 pontos. Aos 24 minutos do 1° tempo, Leo Castro sofreu pênalti. Ele mesmo cobrou e fez. No 2° tempo, a Locomotiva tentou controlar a partida e viu o adversário crescer. Quase no fim, a defesa dos mineiros falhou e Gleyson ampliou com uma cabeçada. Aos 45, o Boa teve a chance de diminuir. Lucas Coelho foi derrubado na área por Bruno Leonardo. O atacante cobrou a penalidade com um forte chute, mas o goleiro da Ferrinha defendeu. Assim, o Boa Esporte terminou a rodada em 4°, com 12 pontos.

– O Uberlândia (MG) bateu o Águia Negra (MS) por 2×0 e foi para a vice-liderança do Grupo 6, com 15 pontos. O time mineiro fez um gol em cada tempo. Ingro e Franco, de pênalti, marcaram. A partida ainda marcou a estreia de Matheus Paquetá, irmão de Lucas Paquetá, no Verdão. Essa foi a 10ª derrota do Águia Negra em 11 jogos fora de casa.

– O Juventude Samas (MA) derrotou o Guarany de Sobral por 2×0 e conquistou o primeiro triunfo em casa. Cris Maranhense marcou os gols aos 10 e aos 45 minutos do 2 tempo. Com a derrota, o Guarany perdeu a liderança do Grupo 2.

-Em casa, o Santo André (SP) não tomou conhecimento do Madureira (RJ) e venceu por 2×0. Denis Germano e Léo Barbosa, contra, fizeram os gols. Os dois times estão empatados com 13 pontos, mas pelo número de vitórias, o clube paulista assumiu a vice-liderança do Grupo 7.

– Em jogo tenso, Bangu (RJ) e Inter de Limeira (SP) empataram por 1×1 no Estádio Moça Bonita, no Rio de Janeiro. O alvirrubro teve um gol anulado por impedimento aos 9 minutos do 1° tempo. Depois, aos 43, Rochinha finalizou na cara do goleiro e abriu o placar para os cariocas. No 2° tempo, o jogo estava sem grandes movimentações até que, aos 33, Dyego Coelho, técnico da Inter, foi expulso por reclamação. Então, o clima ficou quente. Mais tarde, em disputa na área, Gui Mendes foi derrubado. Na cobrança do pênalti, Daniel Vançan deslocou o goleiro e igualou o marcador. A partida seguiu sem grandes chances, mas com muitas discussões. Nos acréscimos, Vinícius Matheus recebeu o 2° amarelo e deixou os paulistas com um a menos. O empate não foi bom para nenhuma equipe. O Bangu continua fora do G4 do Grupo 7, em 5°, com 9 pontos. O Leão da Paulista é o 7°, com 7. Mais tarde, a diretoria da Inter de Limeira anunciou a demissão de Dyego Coelho. Ele assumiu a equipe na metade de maio. Na Série D, sai com apenas 1 vitória, 4 empates e 3 derrotas.

https://twitter.com/interdelimeira/status/1419367760119967744?s=20

– O São Bento (SP) segue sem vencer nesta Série D. Neste sábado, o Cianorte (PR) bateu os paulistas por 1×0, com gol de Rafael Cavalheira no início do 2° tempo e afundou o rival na lanterna do Grupo 7, com 5 pontos. O Cianorte está em 4°, com 11.

 

Comentários