Série B: no jogo da rodada, Cruzeiro e Vasco repetiram erros. Mas só um evoluiu…

Foto: Divulgação
182

A 6ª rodada da Série B foi terrível. Foram 9 jogos disputados, e 4 deles terminaram no 0 a 0. O nível técnico foi abaixo da média. E poucas partidas tiveram emoção considerável. Então o grande destaque ficou por conta do duelo entre Cruzeiro e Vasco, times gigantes que já fizeram até final da Série A do Campeonato Brasileiro, em 1974 – o Vasco venceu em partida marcada por críticas contra a arbitragem.

Em 2021, os 2 times chegaram pro jogo em crise e mostraram os mesmos erros vistos antes: o Cruzeiro ficou desatento e até perdeu a cabeça, tendo o 5º jogador expulso em 6 jogos (dessa vez uma expulsão questionável). Mas o Vasco foi pior, tomando gol em bola aérea de novo, e errando na saída de bola de novo.

A vitória do Cruzeiro por 2 a 1 não foi convincente, mas o time mostrou evolução mental, pra reagir no 1º tempo, e defensiva, pra segurar o resultado no 2º tempo. E esse placar foi importante demais. O time se afastou da zona de rebaixamento, colocou no Vasco e está a 3 pontos do G4. Agora pode trabalhar com um pouco mais de tranquilidade.

Publicidade

Veja mais sobre a rodada na análise a seguir.

Melhor jogo

Cruzeiro 2 x 1 Vasco

O 1º tempo foi um jogaço de fato. Apesar de alguns lances terríveis, sobrou emoção. O Vasco abriu o placar com 9 minutos de jogo, com Morato. Mas o Cruzeiro virou com 2 gols de Matheus Barbosa, aos 16 e 29 minutos.

O que estragou o jogo veio logo a seguir. O juiz expulsou Bruno Gomes e Paulo. Os 2 atletas realmente deram uma exagerada na discussão, com força excessiva, mas o juiz podia ter controlado com amarelos.

No 10 contra 10, os 2 times se desorganizaram e a partida piorou. O Cruzeiro fez o que tinha fazer, segurando o resultado com muita raça. E o Vasco trouxe pouco perigo e emoção no fim.

Piores jogos

Brusque 0 x 0 Sampaio e Remo 0 x 0 Guarani

Não faltam candidatos a esse posto de pior. Muitos jogos foram fracos. Brusque x Sampaio foi disputado em um gramado ruim, então vimos muitos erros básicos. Pra piorar, em muitos momentos os jogadores ficaram mais preocupados em brigar do que em jogar. A partida só acelerou no final, mas não compensou.

Remo x Guarani também teve muitos erros. Teve mais chances criadas, principalmente nos começos dos 2 tempos. Mas os times pareceram sentir desgaste físico e partiram para um final sem graça e sonolento.

Melhor time

Goiás

Na rodada passada, o Goiás perdeu pro Brasil, mas mostrou qualidades e potencial pra jogar melhor. E a evolução foi rápida: nessa rodada o time já conseguiu uma grande vitória contra o Avaí. No 1º tempo, fez 2 gols em 4 minutos, com Bruno Mezenga e Apodi. Depois liquidou com gol de Caio Vinícius. O Avaí só reagiu no fim, mas Tadeu se destacou, completando a grande atuação do conjunto esmeraldino.

Pior time

Vila Nova

O Vila perdeu pro Confiança, por 1 a 0, e acumulou o terceiro jogo sem vitória. O time sergipano mereceu o resultado, pois mostrou evolução e poderia ter vencido por diferença maior.

Na próxima rodada, hoje, tem Goiás x Vila Nova. O desequilíbrio é evidente. Mas em clássico tudo pode acontecer.

Melhor jogador

Matheus Barbosa (Cruzeiro)

Fez os 2 gols da vitória do Cruzeiro no jogo mais importante da rodada. No primeiro foi oportunista na área. E no segundo acertou um belíssimo chute.

Não é um jogador muito regular. Mas tem qualidade e conhece a Série B. Ainda deve ser muito útil pro Cruzeiro nessa campanha.

Vale elogiar também Bruno José, que não foi tão decisivo, mas fez uma partida grandiosa contra o Vasco.

Surpresas

Londrina e Ponte Preta

Os 2 times empataram por 0 a 0 e são surpresas? Sim, porque não basta olhar pro resultado. Londrina e Ponte Preta enfrentaram adversários melhores que eles e conseguiram um desempenho melhor.

O Londrina criou chances e poderia ter vencido o líder Náutico, que perdeu os 100% de aproveitamento.

Já a Ponte encarou o Operário e criou chances para vencer, mas acumulou o 4º jogo seguido sem fazer gol.

Londrina e Ponte estão nas últimas posições, mas pelo menos deram sinais de reação.

Olho nele

Igor Paixão (Coritiba)

Coritiba e Vitória fizeram um bom jogo. O time baiano deu trabalho pro Coxa. Mas um lance puxado por Rafinha e Igor Paixão, com conclusão de Waguininho, decidiu a partida. Isso chama atenção pra segunda boa atuação consecutiva de Paixão. Ele tem só 20 anos e mostra qualidades interessantes.

Lembra dele?

Serginho (Confiança)

O volante Serginho jogou por muitos anos no Atlético-MG. Depois passou por Vasco, Sport e Criciúma, além de outros times. Está com 34 anos e fez de cabeça o gol decisivo da vitória do Confiança contra o Vila Nova.

Paredão

Mota (Sampaio)

Em uma rodada cheia de 0 a 0, é claro que muitos goleiros se destacaram. Teve o já citado Tadeu, do Goiás. Teve César, do Londrina. Tivemos Vinícius e Mesquita segurando tudo em Remo x Guarani.

Mas uma defesa chamou muita atenção no jogo entre Brusque e Sampaio. Mota se esticou muito pra desviar uma belíssima finalização de Edu. O lance foi nos acréscimos. Ia resolver tudo. Mas ele impediu a derrota. Decisivo!

Destaque técnico

Allan Aal (CRB)

O CRB fez 2 a 1 no Brasil e mostrou os velhos problemas defensivos de sempre. Mas vale destacar que dessa vez Allan Aal fez um bom trabalho em outros setores. A começar pela interessante escalação de Celsinho e Reginaldo pela direita. A dupla de laterais trouxe um fator novo interessante. E durante o jogo ele acertou ao colocar Erick em campo, uma aposta que parecia improvável, mas acabou decidindo. Ele entrou bem e fez o gol da vitória.

Outras curiosidades

Bloqueio!

A decepcionante defesa do Avaí

Antes da Série B começar, o Avaí perdeu Betão, lesionado, e a zaga desandou.

Betão não é nenhum Maldini. Se um time sente tanta falta dele, é porque tem outros problemas pra corrigir. E ele não vai arrumar sozinho quando voltar.

Botafogo x CSA foi adiado

O Botafogo cedeu o Estádio Nilton Santos pra Conmebol e ficou sem casa pra receber o CSA. A partida foi adiada e não há data prevista pra acontecer.

Comentários