Sem Rangers na elite, Celtic pode dar espaço para nova zebra na Escócia

0 86

Houve um tempo em que o Campeonato Escocês não era polarizado entre Celtic e Rangers, e que outros times entravam na briga pelo título com os gigantes de Glasgow em pé de igualdade.

Mentira. Esse tempo nunca existiu. Desde que uma liga nacional foi disputada pela primeira vez na Escócia, na temporada 1890/1891, os dois times polarizam os títulos. Exemplo disso: na vidada do século XIX para o século XX, o Celtic já tinha quatro títulos nacionais, contra três do Rangers. E isso em apenas dez anos.

Mas é claro que já houve tempos em que a hegemonia da dupla Old Firm já foi desafiada. “Penetras” como Heart of Midlothian (dois títulos no final do século XIX), Hibernian (três títulos após a Segunda Guerra Mundial) e Aberdeen (três títulos no começo da década de 80) já entraram na festa dos dois arquirrivais ao longo da história. E, ao que tudo indica, a situação pode se repetir na temporada 2014/2015.

A situação é favorável a isso com a ausência do Rangers, que faliu em 2012, foi reaberto na quarta divisão e está atualmente na segunda. O Celtic, que teoricamente não tem concorrente direto na Escócia (e, de fato, foi bicampeão em 2013 e 2014), não vem tão bem na atual temporada.

Com um jogo a menos que os primeiros colocados (sete, contra oito), o Celtic ocupa a quarta posição, com 14 pontos. No entanto, mesmo com uma vitória neste jogo atrasado, o time não ganha muito terreno diante de Dundee United (19 pontos), Hamilton Academical (17 pontos) e Inverness (16 pontos), os três primeiros colocados.

É cedo para falar, mas a surpresa seria grande. Dos três, apenas o Dundee United foi campeão (apenas uma vez, na temporada 1982/1983, em foto que encabeça este texto). O Inverness, um clube modesto com o apoio de uma construtora local, vem em ascensão sólida nos últimos dez anos, enquanto o Hamilton – presença rara na elite escocesa após a Segunda Guerra Mundial – vem do acesso na última temporada.

Hamilton_Academical_FC_League_Performance.svg

Pode acontecer? Pode. É cedo? Bastante. Mas é bom o torcedor ficar de olho para não perder um eventual caso raro no Campeonato Escocês. Afinal, o Rangers já é o segundo colocado da segunda divisão após sete rodadas, e os jejuns da dupla de Glasgow não costumam ser longos – o maior foi de três anos, entre 1982 e 1985.

Para saber

O abismo de títulos no Campeonato Escocês: o Rangers tem 54 conquistas, contra 45 do Celtic. Os mais próximos são Heart of Midlothian, Aberdeen e Hibernian, com quatro canecos cada.

– A oitava rodada do Campeonato Escocês, neste final de semana, teve St. Mirren 1 x 2 Celtic, Dundee United 2 x 0 St. Johnstone, Aberdeen 3 x 2 Inverness e Motherwell 0 x 4 Hamilton Academical. Com estes placares, o Hamilton superou o Inverness e assumiu a vice-liderança.

– A segunda divisão do Campeonato Escocês, após as seis primeiras rodadas, tem ainda Heart of Midlothian em primeiro (19 pontos), Rangers em segundo (13), Hibernian em quinto (9 pontos), Dumbarton em sexto (8 pontos), Livingstone em sétimo (7 pontos) eFalkirk em oitavo (7 pontos). A competição tem dez times.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...