Segundona Paulista: Conheça as equipes que mais disputaram a elite do estadual

Divulgação
803

Por Murilo Surian

Além do frio, o mês de agosto também traz uma competição tradicional do futebol paulista. Estamos falando do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, popularmente chamada de forma carinhosa por “Bezinha” ou “Segundona”.

Em 2021, a competição reunirá 30 clubes participantes. Todos buscando um único objetivo: as duas vagas na grande final que garantem o acesso para a Série A-3. Embora seja um sonho comum, nem todos os times partilham do mesmo otimismo. Alguns clubes não possuem a estrutura necessária para uma competição oficial que exige grandes gastos com locomoção, hospedagem, alimentação e claro, montagem de um elenco competitivo.

Publicidade

Uma particularidade da Bezinha é a limitação da idade. No último nível estadual é proibido registrar jogadores acima de 23 anos – fato que torna a competição equilibrada e com uma característica consoante em todos os clubes, que é o elenco formado por jovens atletas em busca do sonho de viver de futebol e atuar em grandes clubes.

Leia também:

A Segundona Paulista já teve participação de grandes atletas que alcançaram fama anos mais tarde. É o caso do pentacampeão Cafu, que iniciou no futebol profissionalmente atuando na quarta divisão pelo Itaquaquecetuba, em 1988 e 1989. Ou então Paulinho, ídolo do Corinthians e com passagens pelo Barcelona, Tottenham e Seleção Brasileira, que atuou em 2008  vestindo a camisa do Pão de Açúcar EC.

Da elite à Bezinha

Algumas equipes possuem uma história extremamente tradicional e de conquistas no passado. Entretanto, tais feitos não entram em campo e hoje os clubes penam para sair da última divisão.

É o caso do América de São José do Rio Preto, equipe de 75 anos e atualmente o que tem mais presenças na primeira divisão do Campeonato Paulista entre todos os clubes participantes do torneio. Foram 44 participações na elite, nível que o Diabo não disputa desde 2007. O América foi rebaixado para a Segundona em 2014 e não conseguiu mais retornar. Vale lembrar que o time figurou na elite por 34 anos consecutivos, de 1964 a 1997.

A segunda equipe que mais disputou a elite do Campeonato Paulista foi o Mogi Mirim, equipe que encantou o futebol com o Carrossel Caipira formado por Rivaldo, Leto, Valber e comandado pelo técnico Vadão. O clube que completou 89 anos no mês de fevereiro, retorna ao cenário futebolístico após um licenciamento em 2019. O Sapão da Mogiana já disputou 29 vezes a elite do Campeonato Paulista e possui dois títulos do interior: 1933 e 2012.

O Paulista de Jundiaí, além de 28 participações no Paulistão, ostenta um dos maiores títulos do futebol do interior de São Paulo. Quem não se lembra da Copa do Brasil de 2005? Com o goleiro Vitor e o zagueiro Réver, a equipe treinada por Vagner Mancini alcançou a maior glória do clube ao bater o Fluminense em pleno estádio São Januário – feito que garantiu a equipe de Jundiaí na Libertadores do ano seguinte. Entretanto, 15 anos após o feito o cenário é outro. O Galo da Japi retorna para a última divisão após a ter conquistado em 2019.

O quarto dos cinco clubes que mais disputaram a primeira divisão estadual é o tradicional XV de Jaú, que caminha para o seu centenário em 2024. O clube jauense já disputou a Série A do Campeonato Brasileiro, revelou dezenas de craques para o futebol mundial e agora tenta retornar aos tempos de glórias. No total, são 26 participações na elite. A última delas já completou 25 anos, foi em 1996. O Galo da Comarca foi rebaixado para a Bezinha em 2012 e não conseguiu retornar desde então.

Fechando a lista dos times com mais participações no Campeonato Paulista da Série A1, o quinto colocado é o Rio Branco de Americana, que possui 18 participações na elite entre 1991 e 2010.

Vale aqui a menção honrosa à Matonense, que já disputou 5 vezes a elite estadual. Em 2020, o time caiu na primeira fase, eliminado no “grupo da morte”, atrás de Francana, XV de Jaú e Sãocarlense.

É fato que camisa não ganha jogo. Muito menos na Segundona, o campeonato mais difícil de São Paulo. Para que essas equipes consigam subir um degrau, será necessário ter muita competência (e um pouco de sorte).

O Campeonato Paulista sub-23 da Segunda Divisão tem data para começar: será no dia 22 de agosto e se estende até o dia 31 de outubro, data da grande final. Boa sorte a todos e bons jogos!

Comentários