Saiu o último campeão estadual do Brasil (e, sim, isso é importante)

0 119

Publicidade

O Santos faturou neste sábado o título do Campeonato Amapaense de 2013. Vencedor do primeiro turno da competição, o time tirou o pé no segundo turno (conquistado pelo Macapá) e foi para a decisão do título. Ali, em dois jogos, contabilizou uma vitória por 2 a 0 e um empate por 2 a 2 diante do rival azul. Assim, levou seu segundo título na história do torneio estadual, repetindo a conquista de 2000 e que bateu na trave em 2011.

Pode parece uma notícia pouco importante a esta altura do ano, cerca de seis meses depois dos principais estaduais do Brasil – mesmo porque foi o último título de primeira divisão de estadual a ser decidido no País. Mas é importante, por um motivo muito simples: evita problemas desnecessários (ou brechas) na classificação da Série D do Campeonato Brasileiro.

Na quarta divisão nacional de 2013, cinco times conseguiram vagas com base no estadual do ano anterior: Águia Negra (MS), Gurupi (TO), Maranhão (MA), Nacional (AM) e Ypiranga (AP). Destes, apenas o Campeonato Sul-Mato-Grossense acabava em maio, enquanto a Série D começava já em 1º junho.

No entanto, de acordo com o Estatuto do Torcedor (Lei 10.671/2003), as equipes que disputam o torneio devem conhecer seus adversários, a tabela e o regulamento com 60 dias de antecedência em relação ao início da competição – neste caso, em 1º de abril. Não haveria tempo hábil para que os times de estaduais menos cotados no Ranking da CBF indicar seus times à Série D do mesmo ano. O que fazer? Prolongar a disputa e indicar os clubes para a edição do ano que vem.

Parece meio óbvio, mas nem sempre é o que acontece. O Campeonato Rondoniense deste ano só foi decidido em 1º de junho, data do pontapé inicial da Série D. Por “sorte”, o representante do estado folgaria na primeira rodada do grupo, o que dava tempo para que o título fosse decidido – neste caso, a favor do Genus. Só que esta brecha no Estatuto do Torcedor era mais do que suficiente para que algum time tentasse tirar os rondonienses do torneio. Foi o que o Remo tentou (e quase conseguiu).

Por isso, a decisão da Federação Amapaense de Futebol, de realizar o estadual entre julho e outubro, é muito acertada. Além de fugir de problemas com datas de classificação de equipes, ainda consegue aproveitar jogadores que disputaram estaduais próximos e que ficam sem clubes para o restante do ano.

Neste ano, o próprio Santos levou a melhor neste sentido e contratou o uruguaio Acosta (aquele mesmo), após passagens do jogador por Resende (RJ) e Operário (MT) ainda no primeiro semestre. O jogador, ex-Náutico, Corinthians e Brasiliense, não decepcionou, e fez gol até nas finais – no caso, o primeiro no empate por 2 a 2 deste sábado diante do Macapá.

Com o título, o Santos fica com a vaga do estado na Copa do Brasil de 2014, enquanto o Macapá irá para a Série D. Sem dor de cabeça e sem abrir brechas para ninguém.

Sobre o Campeonato Amapaense

A competição contou com oito equipes em 2013: Independente, Santana (ambos de Santana), Macapá, Santos, São José, São Paulo, Trem e Ypiranga (todos de Macapá).

No primeiro turno, os times jogaram entre si, classificando os seis primeiros para a segunda fase. Os dois últimos colocados, São José e Santana, foram eliminados (não há rebaixamento), enquanto os dois primeiros, Santos e Trem, decidiram o turno. O título ficou com o Santos.

No segundo turno, os seis primeiros do primeiro turno jogaram entre si. Os dois primeiros colocados da fase decidiram o turno entre si – melhor para o Macapá, que venceu o Independente.

Na decisão, os vencedores dos dois turnos se enfrentaram em dois jogos. No placar agregado, o Santos venceu por 4 a 2 e garantiu o título, além da vaga na Copa do Brasil. O Macapá ficou com a vaga na Série D.

Os campeões estaduais de 2013: Plácido de Castro (AC), Santos (AP), Princesa do Solimões (AM), Paysandu (PA), Vilhena (RO), Náutico (RR), Interporto (TO), CRB (AL), Vitória (BA), Ceará (CE), Maranhão (MA), Botafogo (PB), Santa Cruz (PE), Parnahyba (PI), Potiguar de Mossoró (RN), Sergipe (SE), Brasiliense (DF), Goiás (GO), Cuiabá (MT), Cene (MS), Desportiva (ES), Atlético (MG), Botafogo (RJ), Corinthians (SP), Coritiba (PR), Internacional (RS) e Criciúma (SC).

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...