Rodada da Série D tem duas greves, recorde e maior média de gols

Foto: Leo Lima/ AD São Caetano
272

A 9ª rodada da Série D registrou uma chuva de gols, com quebras de recordes. O São Caetano teve uma greve, por falta de pagamento, e levou 9 a 0 do Pelotas. Mas não foi só isso. Outros jogos também tiveram muitos gols e emoções. E depois ainda rolou outra greve.

Entenda no resumão.

Publicidade

Recordes de gols

O Pelotas conseguiu o recorde: a vitória por 9 a 0 se tornou a maior goleada da história da Série D. Superou a vitória do Plácido de Castro sobre o Vila Aurora, por 9 a 1, em 2011. Atrás dessa estão 3 goleadas por 8 a 0.

Outro recorde quebrado foi de gols marcados em uma rodada. Em 2020, nenhuma rodada tinha superado a média de 3 gols por jogo. Mas a 9ª rodada conseguiu, com 97 gols em 31 jogos, ou seja, média de 3,12.

Veja as médias das outras rodadas:

1ª rodada: 79 gols em 32 jogos (2,46)
2ª rodada: 80 gols em 32 jogos (2,50)
3ª rodada: 71 gols em 32 jogos (2,21)
4ª rodada: 85 gols em 32 jogos (2,65)
5ª rodada: 66 gols em 30 jogos (2,20)**
6ª rodada: 95 gols em 32 jogos (2,96)
7ª rodada: 90 gols em 32 jogos (2,81)
8ª rodada: 86 gols em 32 jogos (2,68)
9ª rodada: 97 gols em 31 jogos (3,12)*

* Um jogo foi adiado
** Dois jogos foram adiados

Crise e greve no São Caetano

O São Caetano foi campeão da Série A2 Paulista há duas semanas. Mas nem houve tempo pra muita comemoração. O clube, que já vivia uma crise financeira, entrou em conflito político. O presidente Nairo Ferreira afastou dirigentes e investidores para retomar o poder. Prometeu novos investimentos, mas na prática continuou devendo salários e premiações.

Então os jogadores do São Caetano resolveram fazer greve. Na rodada passada, como destacamos aqui no resumão, houve um acordo de última hora, que não foi cumprido. Então dessa vez a maioria dos atletas não quis jogar. Quase rolou um W.O.

Porém, o Azulão arrumou um time improvisado para enfrentar o Pelotas. Era uma equipe de reservas e jovens das categorias de base, inclusive do sub-17. Teve atleta que chegou ao estádio 10 minutos antes da partida iniciar. O resultado foi a citada goleada por 9 a 0.

Depois disso Nairo Ferreira soltou uma nota desastrosa, minimizando o resultado e insinuando críticas contra os jogadores que fizeram greve.

Claro que os atletas ficaram incomodados e romperam de vez. Jogadores de qualidade, como o goleiro Luís, o capitão Sandoval, o volante Emerson Santos e o meia Anderson Rosa, já se despediram.

Portanto é claro que o São Caetano jogou no lixo uma boa oportunidade de se reconstruir. Com o time campeão da A2, brigaria pelo acesso. Com esse desmanche, é torcer pra evitar novos vexames. E ficaremos de olho nos próximos capítulos da crise…

Sucesso e greve no Gama

Outro time está em greve na Série D, o Gama. Mas esse fez bonito na 9ª rodada, pois goleou o Palmas, pior time da competição, por 6 a 1. E assim o clube ampliou a ótima campanha, que tem 8 vitórias e 1 empate em 9 jogos.

Mas acabou a paciência do elenco. Os jogadores entraram em greve desde segunda-feira. Nem foram aos treinos. A diretoria emitiu uma nota oficial em que evita criticar os atletas e promete um acordo até o final de semana. A torcida está tentando arrecadar dinheiro também. O Gama vai enfrentar o Tupynambás, no próximo sábado.

10 gols em um jogo

O São Caetano tomou 9 a 0, mas esse não foi o jogo com mais gols na rodada. Teve também a partida entre Jaciobá e Potiguar, que terminou 7 a 3 pra equipe do Rio Grande do Norte. A defesa do Jaciobá é uma mãe: já levou 30 gols em 9 jogos.

Artilharia acirrada

Claro que, com tantos gols marcados, a disputa pela artilharia esquentou. Alison, do Joinville, fez gol e segue isolado na frente, com 7 ao todo. Mas tem 4 jogadores na cola dele, com 6. Um deles é Wallace Pernambucano, do América-RN, time que vive ótima fase. São 6 vitórias consecutivas no momento. Com isso, Wallace vira favorito nessa disputa.

Outras curiosidades

Além do Deola, o Villa está cheio de personagens conhecidos, como Maicon (ex-Inter de Milão), Jocinei (ex-Corinthians), Augusto Recife (ex-Cruzeiro) e o técnico Mancini (ex-Roma quando era jogador). Mas a situação é caótica, com crise política e péssimos resultados na Série D: 2 vitórias, 1 empate e 6 derrotas.

Temos recebido relatos de que isso tem acontecido em vários jogos. Não é novidade. Mas não deixa de ser uma vergonha pra CBF!

Figurinha (3)Depois de muitas lesões e outros problemas, Marcelo Mattos está conseguindo jogar no Bangu, pela Série D, aos 36 anos. Na 9ª rodada, ele foi titular pela primeira vez e ainda usou a faixa de capitão. O time derrotou o fraquíssimo Toledo por 1 a 0, mas ainda não empolgou. Precisa evoluir pra subir.

https://twitter.com/BrasilSerieD/status/1320824881844465666

 

 

Comentários