Série B tem violência, jogos decididos no fim e gol estranho do Cruzeiro

0 222

Por José Gustavo Félix e Bruno Cosentino

A 3º rodada da Série B se mostrou mais agitada em relação à anterior. Principalmente no quesito gols marcados, com uma média de 2,3 gols por partida.

Tivemos a 1º derrota do Juventude, a manutenção dos 100% de aproveitamento do
Cruzeiro, e jogadores da Ponte Preta agredidos por torcedores organizados.

Infelizmente, a covid-19 segue se espalhando por jogadores e membros
dos clubes do campeonato. Nessa rodada, CSA x Cuiabá foi adiado por conta da grande quantidade de atletas contaminados na equipe de Alagoas, que chegou a ter 20 jogadores que testaram positivo para a doença.

Melhor jogo, mas com violência

Ponte Preta 3×3 Vitória

A Ponte Preta esteve perto da primeira vitória, mas ainda não foi dessa vez. A Macaca saiu atrás, virou o placar pra 2×1, tomou o empate, e voltou a estar na frente até os 44 minutos do segundo tempo. Até que Rafael Carioca fez o gol que rendeu um ponto pra cada time.

Esse jogo ficou manchado pelo que aconteceu uma hora após o apito final.
Em frente ao estádio, um grupo de cerca de 30 torcedores agrediu os jogadores e
danificou o ônibus do clube. A Ponte publicou uma nota oficial repudiando o que
aconteceu. O presidente conversou com os jogadores e prometeu reforçar a
segurança nos próximos jogos.

Segue o líder

Paraná 2×1 Juventude

Sb1

Na Vila Capanema, o Paraná Clube venceu o Juventude e assumiu a
liderança. O tricolor saiu perdendo, mas virou para 3×1. Aos 19 minutos, o time
gaúcho abriu o placar com um belo gol do meia Renato Cajá. Mas os paranaenses
viraram ainda na primeira etapa, com dois de Andrey. No segundo tempo, Bruno
Gomes fez o 3º e fechou a conta. O Ju perdeu os 100% de aproveitamento no
campeonato.

Bugre desencanta

Saiu a primeira vitória (e primeiros pontos) do Guarani. E foi com emoção. O Bugre venceu o Botafogo-SP por 1×0.

O protagonista foi Júnior Todinho. Ele fez o gol da vitória aos 37 do primeiro tempo., mas na etapa final, foi expulso com 23 minutos. A expulsão quase complicou a situação do time. O Botafogo pressionou até o fim, mas não conseguiu nem o empate.

Jogos decididos no apagar das luzes

Brasil de Pelotas 1×1 Oeste

Sb3

No Bento Freitas, o Brasil de Pelotas saiu na frente do marcador com gol do
atacante Gabriel Poveda, e vinha conquistando sua primeira vitória. A alegria durou
até os 49 minutos do 2º do tempo, quando o zagueiro Lázaro derrubou Rael dentro
da área: pênalti para a equipe paulista. O atacante Kalil converteu e garantiu o
empate. As duas equipes seguem sem vencer na Série B.

Curiosidade: o zagueiro Lázaro, do Brasil-RS, foi o mesmo que cometeu o pênalti, por toque de mão, contra a Ponte Preta, na rodada passada. Partida que também terminou em 1×1.

América-MG 1×1 Operário

Mais uma vez o América-MG não conseguiu vencer dentro de casa. Depois de perder na última rodada pro Cuiabá, o Coelho recebeu o Operário no Independência e empatou, deixando a vitória escapar nos acréscimos. Os mandantes saíram na frente com Juninho, mas Julinho empatou aos 49 minutos do 2º tempo.

Artilheiro da Série B

Léo Gamalho, em Náutico 1×1 CRB

A Série B já tem um artilheiro isolado e não poderia ser ninguém menos do que
Léo Gamalho. O centroavante é o autor de todos os 3 gols marcados pelo CRB na
competição até aqui. Ele evitou a derrota para o Náutico com gol marcado aos 44 do
2º tempo.

Sb2

Já o Timbu pagou pelas inúmeras oportunidades perdidas de aumentar o
placar e garantir a vitória, com direito a duas bolas na trave.

Goleiro Decisivo

João Ricardo, da Chapecoense, na vitória por 1×0 sobre o Sampaio Corrêa.

A Chape conquistou sua primeira vitória no campeonato, mas passou sufoco
contra o Bolívia Querida. Aylon abriu o placar para o Índio Condá, com 6 minutos de
jogo, após falha grotesca do zagueiro Paulo Sérgio. Ainda na primeira etapa, o
Sampaio acertou uma bola na trave e exigiu 4 defesas difíceis do goleiro João
Ricardo. O time catarinense ainda teve um pênalti desperdiçado pelo capitão Alan
Ruschel.

Raposa 100% e rumo ao G4

O Cruzeiro conquistou a 3º vitória em 3 jogos e segue com a caminhada em
busca do retorno à elite do futebol brasileiro. O adversário da vez foi o Figueirense.
O gol da vitória saiu dos pés de Maurício, aos 46 do 1º tempo, com uma bela
finalização, após um perde e ganha na área alvinegra. Após começar com -6, o
Cruzeiro já é o 9º colocado, e está a 2 pontos do G4 (o Vitória é o 4º com 5 pontos).

Lance bizarro da rodada

Maurício fez um belo gol, mas a jogada foi feia. Estranho.