Série D tem poker, viradas absurdas e susto em campo

Caio Almeida / Bangu AC
196

A 2ª rodada da Série D já teve equipes se isolando na liderança. Dos 64 times que disputam a fase de grupos, quatro venceram os dois jogos. São eles: Castanhal (PA), Guarany de Sobral (CE), ABC (RN) e Uberlândia (MG). Por outro lado, Atlético (AC), GAS (RR), Palmas (TO), Jaraguá (GO) e Rio Branco (ES) ainda não pontuaram. Águia Negra e Patrocinense farão o último jogo da rodada no próximo dia 30, adiado por conta da Covid-19.

Além disso, rolou jogador que fez 4 gols (“poker-trick”), goleadas, virada no final da partida, susto em campo e árbitro saindo de campo escoltado pela polícia. Confira o resumo da rodada:

Leia também:

Publicidade

 

GOLEADAS

Caxias (RS) 5 x 1 Rio Branco (PR) 

Jogando em casa, o Caxias não tomou conhecimento do Rio Branco e goleou por 5×1. Aos 21 do primeiro tempo, Michel cobrou pênalti e abriu o placar. No 2° tempo, Michel voltou a balançar as redes aos 5 minutos. Pouco depois, ele deixou seu hat-trick ao aproveitar falha na zaga adversária. Em uma tarde inspirada, Michel balançou as redes pela 4ª vez – o que é chamado de “poker-trick” ou apenas “poker”. O Rio Branco descontou com Demethryus. E Gleydson liquidou a partida para a equipe grená.

 

ABC (RN) 4 x 0 Sousa (PB) 

Classificado para as oitavas de final da Copa do Brasil, o ABC fez 4 x 0 no Sousa na tarde deste domingo. Aos 38 minutos do primeiro tempo, Ederson, em cobrança de pênalti, deslocou o goleiro e abriu o marcador. Com apenas 20 segundos da etapa complementar, Claudinho ampliou. Em menos de 2 minutos o atleta voltou a balançar as redes. Para fechar, Denner marcou o 4° gol aos 43.

 

JOGOS MALUCOS

Central (PE) 3 x 2 Caucaia (CE) 

O Central entrou em campo como lanterna, mas saiu com a vitória por 3×2 em um jogo movimentado e pulou para a terceira colocação no Grupo 3. Aos 18 minutos, Alysson colocou o Caucaia na frente. A vantagem durou apenas 2 minutos. Rogerinho igualou para o alvinegro com um golaço.

As redes só voltaram a balançar na etapa complementar. O Caucaia pulou na frente com um gol de pênalti de Ednei. O Central não desaminou e buscou o empate com Uoston. A virada veio na reta final: aos 39 minutos, com gol de cabeça do zagueiro Eduardo Favaro, após Sinho alçar a bola na área em cobrança de falta.

 

Uberlândia (MG) 3 x 2 Rio Branco (ES) 

O Uberlândia dominou o primeiro tempo e abriu o marcador aos 13 minutos com o atacante Leo Martins. Na volta do intervalo, o Verdão ampliou com o zagueiro Maílson. O jogo se encaminhava para um final tranquilo quando, aos 33 minutos, Thuram cometeu um pênalti e foi expulso. Marcos Vinicius cobrou bem e diminuiu a vantagem.

O time capixaba foi em busca do empate, mas um vacilo da zaga deixou Leo Martins livre para fazer o terceiro gol dos mineiros. O Rio Branco voltou a marcar com João Paulo aos 42 minutos, garantindo um final de partida agitado.

 

SUSTO EM SOROCABA

São Bento (SP) 1 x 1 Bangu (RJ)

No sábado, a partida entre São Bento e Bangu foi marcada por um susto no primeiro tempo. Aos 43 minutos, o meia Caio Cézar, do Bangu, caiu no gramado sentindo-se mal. O jogador saiu de campo para atendimento e teve um princípio de convulsão. As equipes médicas dos dois clubes socorreram o atleta, que foi para o hospital em uma UTI Móvel. O episódio causou espanto por ocorrer horas depois do mal súbito de Christian Eriksen, da Dinamarca, pela Eurocopa.

A partida ficou paralisada por cerca de 55 minutos esperando a volta da ambulância para o estádio.

O marcador só foi alterado no fim da partida. Felipe Ferreira abriu para o Azulão aos 42 minutos e Luís Araújo empatou aos 46.


 

Outras curiosidades

  • Negueba, do Moto Club (MA), perdeu um gol inacreditável. Após passe de William, o meia se enrolou com a bola sem marcação, sem goleiro, próximo da linha do gol e mandou para fora. A chance perdida fez falta, afinal, o Moto Club perdeu por 2×0 para o Guarany de Sobral.

  • Foram 13 pênaltis marcados na rodada, sendo três no sábado e dez no domingo.
  • Os jogadores do Atlético Acreano se revoltaram com o pênalti marcado no final da partida a favor do Ypiranga (AP). A polícia entrou em campo para escoltar o árbitro.

  • Novamente times sofreram com surto de Covid-19 no elenco. Seis jogadores do ASA (AL) testaram positivo para o novo coronavírus antes da partida contra a Juazeirense (BA), que terminou 2 x 0 para os baianos.
  • O Campinense (PB) também teve seis desfalques devido ao coronavírus para o jogo contra o América (RN). Mesmo assim, os paraibanos venceram por 3 x 0.
Comentários