Rebaixados no Italiano, mas titulares na Eurocopa 2016

0 81

A seleção italiana começou bem na Eurocopa de 2016 e conseguiu a classificação como líder do grupo, com uma rodada de antecedência. O curioso é que boa parte desse sucesso se deve a quatro jogadores que tiveram uma ascensão rápida e semelhante na carreira: Eder, Marco Parolo, Emanuele Giaccherini e Antonio Candreva.

Há quatro anos, eles participaram de um rebaixamento vergonhoso do pequeno Cesena na Série A, mas hoje são titulares da Azzurra, com boas atuações e gols decisivos.

Giaccherini é o único que foi formado e revelado no Cesena, mas participou pouco daquela campanha de 2011/2012. Em agosto, a Juventus já observou seu talento e lhe contratou.

Giaccherini fez gol contra a Bélgica
Giaccherini comemora seu gol contra a Bélgica na Euro 2016

Eder, brasileiro naturalizado italiano, pertencia ao Empoli em 2011 e foi emprestado para o Cesena em julho. Fez apenas dois gols em 17 jogos e foi reemprestado, dessa vez para a Sampdoria, clube no qual começou a reescrever sua carreira.

Candreva teve uma história parecida: era da Udinese e foi emprestado para o Cesena em 2011. Porém, no último dia de transferências em janeiro de 2012, ele foi para a Lazio. Era um empréstimo, mas ele se destacou, foi comprado e está lá até agora.

Enquanto os jogadores sairam para resolver suas vidas, Marco Parolo ficou no Cesena até o fim da temporada. A campanha foi terrível: 24 derrotas, 10 empates e lanterna absoluta. Parolo só voltou a jogar bem quando foi para o Parma e depois na Lazio.

Já o pobre Cesena, que desperdiçou tantos talentos, até subiu para a Série A novamente em 2014, mas caiu em seguida e ainda está na segunda divisão. Para o time é uma história triste. Mas foi bonito ver como os jogadores evoluiram, deram a volta por cima tão rapidamente e fizeram bonito na Euro.

Eder fez gol decisivo contra Suécia
Eder fez gol decisivo contra Suécia

 

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...