Série D tem 16 classificados e cenas inusitadas com técnicos

João Normando/FAF
5.940

Após a 12ª rodada da Série D, apenas o Grupo 1 definiu todos classificados: Penarol (AM) e Galvez (AC) se juntaram a Castanhal (PA) e São Raimundo (RR). Desses, só os paraenses não podem ser ultrapassados.

Ao todo 14 times já estão matematicamente classificados: Castanhal, São Raimundo-RR, Penarol, Galvez, Guarany de Sobral, ABC, América/RN, Campinense, Juazeirense, Itabaiana, Aparecidense, Ferroviária, FC Cascavel e Joinville.

Dois times não estão classificados matematicamente, mas virtualmente sim: 4 de Julho e Portuguesa. Só uma tragédia improvável tiraria as vagas deles.

Publicidade

Além disso, a rodada foi marcada pela cena inusitada de um técnico cometendo falta.

E por falar em cena inusitada de técnico, vale destacar que viralizou agora uma cena divertida do Andrézão, auxiliar da Caldense.

Isso aconteceu na rodada passada, que teve vitória da Caldense sobre o Uberlândia. Nesta rodada, a Caldense perdeu pro Boa Esporte por 1 a 0, mas segue na vice-liderança da chave.

Confira o resumão da 12ª rodada da Série D.

Lideranças com vantagem

Palmas (TO) 0 x 2 Guarany de Sobral (CE)

Já garantido no mata-mata, o Guarany de Sobral disparou na liderança do Grupo 2. O Cacique do Vale entrou para jogar no contra-ataque e deixou o Palmas com a bola. A primeira chance de gol foi dos mandantes. Bruninho invadiu a área e chutou no travessão do goleiro Célio. Os cearenses responderam pouco depois. Em contra-ataque rápido, Daniel Passira abriu o placar. Sentindo o golpe, o Palmas pouco atacou no restante da etapa. Por volta dos 43 minutos, atletas e comissões técnicas deitaram no gramado para evitar um possível ataque de abelhas.

No 2° tempo, o Palmas voltou pressionando, mas errou diversas vezes o último passe e não balançou a rede. Já o Guarany só tornou a levar perigo na reta final. Aos 40, após cobrança de escanteio, Daniel Passira subiu mais do que a zaga e cabeceou para o fundo da rede. O Guarany tem 25 pontos e abriu cinco de vantagem sobre o vice-líder. Apesar da derrota, o Palmas segue vivo na luta por uma vaga no G4 e ocupa a 6ª posição, com 14 pontos, três a menos do que o primeiro clube na zona de classificação.

 

São Raimundo (RR) 1 x 2 Castanhal (PA) 

O Castanhal levou a melhor no duelo entre líder e vice-líder do grupo. O gol do Japiim saiu logo aos 2 minutos. A defesa do São Raimundo falhou e o lateral Daelson mandou no canto direito do goleiro André Regly. Os roraimenses foram em busca do empate, que saiu aos 32. Eric ficou cara a cara com Axel e estufou a rede.

O jogo ficou cadenciado no início da etapa complementar. No entanto, aos 7 minutos, Daelson cruzou para a área, a bola encobriu André Regly e fez 2×1. O Mundão quase empatou com Eric, mas parou em ótima defesa de Axel. Na reta final, o jogo ficou intenso, porém o placar não foi alterado. Essa foi a primeira derrota do São Raimundo na competição, que manteve o 2° lugar do Grupo 1, com 25 pontos. Líder absoluto, o Castanhal tem 32.

 

ABC (RN) 3 x 1 América (RN) 

No Clássico Rei, o ABC pulou na frente aos 4 minutos:  Gustavo Henrique deixou os defensores para trás e chutou na saída do goleiro Lucas Gomes. Aos 11, Esquerdinha cabeceou para o fundo do gol e empatou. Na reta final do 1° tempo, Gustavo Henrique, de novo, cabeceou e ampliou para o Elefante da Frasqueira. O último gol da partida aconteceu aos 13 da etapa final. Claudinho mandou de primeira.

Dos quatro duelos entre as equipes neste ano, o ABC levou três. O Mecão venceu apenas uma vez, no Campeonato Potiguar. Assim, o ABC segue líder do Grupo 3, com 25 pontos, e abriu 4 de vantagem sobre o América, vice-líder.

 

Briga pelo G4

Paragominas (PA) 4 x 1 Imperatriz (MA) 

O Imperatriz cedeu seu lugar ao Paragominas no G4 ao ser derrotado na Arena Verde. O Paragominas envolveu o adversário desde o começo e quase abriu o placar no primeiro minuto. Então, aos 7 minutos, Aleílson bateu na saída do goleiro. Aos 16, Kaikinha cruzou e Dutra ampliou para o Jacaré. O Imperatriz chegou com perigo pela primeira vez aos 20: Lineker mandou a bola no travessão.

Na etapa final, os mandantes marcaram logo no primeiro minuto. Robinho mandou de cabeça após cobrança de escanteio. Depois, o Cavalo de Aço melhorou e criou boas chances. Ficando no campo de ataque, os maranhenses conquistaram um pênalti aos 28. Joãozinho cobrou e diminuiu. Nos acréscimos, Deylon recebeu de Dutra e sacramentou a vitória. O Paragominas subiu duas posições e está em 4°, com 17 pontos, uma posição acima do Imperatriz, com 15.

 

Moto Club (MA) 3 x 1 Juventude Samas (MA) 

Depois de ser goleado pelo Paragominas, o Moto Club se reabilitou ao conquistar uma importante vitória diante do Juventude Samas. O Moto abriu o placar no primeiro lance. Ted Love chutou de primeira e marcou um golaço. O Poraquê só conseguiu empatar aos 34 minutos, com o zagueiro Nalberth. Pouco depois, o Papão do Norte voltou a frente. Henrique lançou para Felipe Cruz que, livre, mandou para a rede.

Antes do final da primeira etapa, um lance inusitado: o treinador do Juventude, o ex-volante Marcinho Guerreiro, cometeu “falta” no atacante adversário. Por conta disso, o técnico levou cartão amarelo.

Na etapa final, os mandantes mataram o jogo aos 7. Dentro da área e livre de marcação, Codó dominou e chutou forte na meta de Bruno. Aos 18, o zagueiro Betão foi expulso por falta dura em Henrique e os visitantes não tiveram poder de reação. Com 18 pontos, o Moto Club continua em 3° no Grupo 2. O Juventude manteve o 5° lugar, com 14, mas ainda com chances de classificação.

 

Tocantinópolis (TO) 0 x 2 4 de Julho (PI) 

O 4 de Julho encaminhou a classificação para o mata-mata na tarde deste sábado, jogando no Estádio Ribeirão. Após três derrotas consecutivas, o Colorado começou a construir o resultado aos 19 minutos. Alexsandro cobrou escanteio e Gilmar Bahia subiu mais do que a zaga para inaugurar o placar. Em vantagem, o time de Piripiri relaxou e o Tocantinópolis cresceu. Jailson fez ótima defesa no chute de Leo Amaral. Bilau e Gully tiveram a chance de empatar e mandaram para fora.

O TEC voltou para o 2° tempo com mais disposição. Assim, o 4 de julho fez duas faltas no primeiro minuto. Na cobrança, Marcinho mandou na barreira. A bola sobrou para Bilau, que finalizou para o gol, mas Jailson tirou com o pé. Os piauienses responderam aos 11 minutos. Chico Bala recebeu sozinho e ficou de frente com o goleiro Gabriel. O lateral teve tempo de ajeitar a bola e chutar cruzado para ampliar. O Verdão do Norte não se assustou, continuou tentando e teve um gol anulado por impedimento. Aos 38, um lance polêmico: Bilau cobrou escanteio e a bola foi desviada em direção ao gol, sendo defendida por Jaílson. No entanto, os jogadores do Tocantinópolis alegaram que o goleiro tirou a bola de dentro do gol e, por isso, pediram a validação, sem sucesso.

O 4 de Julho manteve a vice-liderança do Grupo 2, com 20 pontos. Eliminado, o Tocantinópolis amarga o último lugar, com 7.

 

Definição dos classificados do Grupo 1

Penarol (AM) 2 x 1 Fast  (AM) 

O Fast lutava por sua sobrevivência, só que o 1° tempo foi de pouca movimentação para os dois lados. Como só a vitória importava, o Rolo Compressor se lançou ao ataque no 2° tempo. Paulo Menezes arriscou de fora e exigiu bela defesa de Bruno Fuso. Aos 14, um pênalti bizarro. Após lançamento longo, Iago Salle saiu tranquilo para fazer a defesa, no entanto, deixou o pé e atingiu o atacante Diego Vitor, de forma desnecessária, e a penalidade marcada, além de levar o cartão amarelo e estar suspenso na próxima rodada. Raílson cobrou e fez. Aos 34, o Leão da Velha Serpa ampliou: Wallace foi acionado e, mesmo marcado, deu uma caneta em Paulo Menezes e chutou no canto de Iago Salles.

Logo depois, Alex tentou tirar a bola da área, porém caiu com a mão em cima da bola e outra penalidade foi marcada, dessa vez para o Fast. Jackie Chan cobrou e diminuiu. O Fast segurou a bola no campo de ataque, mas não foi efetivo. O Fast ocupa a 5ª posição do Grupo 1, com 13 pontos e está eliminado, pois pelos critérios de desempate, não consegue ultrapassar o Galvez. O Penarol está em 3° no Grupo 1, com 20 pontos.

 

Atlético Acreano (AC) 1  x 4 Galvez (AC) 

O Galvez assegurou uma vaga na próxima fase ao vencer o Atlético Acreano no Florestão. As equipes fizeram um 1° tempo equilibrado. O gol só saiu no final da etapa. Aos 43 minutos, o Imperador entrou na área com Alesson, que esbarrou na zaga. Giovani pegou a sobra e mandou para a rede.

Aos 4 minutos do 2° tempo, Alesson apareceu livre de marcação e ampliou. Pouco depois, a zaga do Galo Carijó errou e Palinha fez 3×0. Aos 27, a zaga do Galvez errou e Erick tocou para Douglas diminuir a vantagem. No final da partida, Léo tocou na bola com a mão dentro da área e o pênalti foi assinalado. Geovani Silva cobrou forte, no canto direito e deu números finais. Com a vitória, o Galvez é o 4° do Grupo 1, com 19 pontos. Com 10 derrotas, o Atlético é o último, com 4.

 

Outros destaques

– Em jogo de cinco gols no 1° tempo, o Atlético Cearense venceu o Caucaia (CE) por 4 x 3. Logo aos dois minutos, Hércules inaugurou o placar. Erick Pulga, aos 7, e Dudu Itapajé, ao 19, construíram a vantagem para o Atlético. Ainda na etapa inicial, Vitor, de pênalti, e Vanderlan, descontaram. No início do 2° tempo, Joabe empatou. Aos 16, Dudu Itapajé fez o gol da vitória. O Atlético Cearense continua em 4° no Grupo 3, com 17 pontos. Em último, o Caucaia tem 8.

– De virada, a Juazeirense (BA) venceu o Bahia de Feira por 2 x 1 e está classificado para a próxima fase. O início da partida foi movimentado. Aos 9 minutos, Deon abriu o placar. No lance seguinte, Ian empatou para o Cancão de Fogo. O 2° tempo foi aberto. Nos acréscimos, Kesley fez o gol da vitória. Com 26 pontos, a Juazeirense segue líder do Grupo 4. O Bahia de Feira é o 6°, com 12.

– No duelo contra o Santo André (SP), a Portuguesa (SP) ficou duas vezes atrás no placar, mas saiu do Ramalhão com o empate e a liderança do Grupo 7. Aos 26 minutos do 1° tempo, Léo Gobo desviou para o gol após cobrança de escanteio. Nove minutos depois, a bola foi lançada para a área e Patrick marcou de cabeça. Aos 12 da etapa final, Dheimison saiu errado e Will aproveitou a bobeada para ampliar. Precisando do resultado para não perder a liderança, a Portuguesa se lançou ao ataque e a recompensa veio nos acréscimos. Na base do abafa, Ermínio balançou a rede. O Santo André caiu uma posição e está em 3°, com 18. Com 20 pontos, a Portuguesa só precisa de outro empate para se classificar.

– O São Bento (SP) bateu a Inter de Limeira (SP) por 2×0 e segue vivo na briga por uma vaga no G4. Aos 42 minutos do 1° tempo  Kadu bateu de fora da área para abrir o placar.  Na etapa final, Kadu mandou para Anderson Cavalo, que só empurro para a rede. O Bentão subiu duas posições e ocupa o 6° lugar, com 14 pontos. Em último, com 13, a Inter também pode avançar, caso vença os dois jogos restantes.

– Jogando no Centenário, o Cascavel (PR) saiu atrás no duelo com o Caxias (RS), mas empatou em 1×1 e manteve a invencibilidade. Os paranaenses dominaram a partida, no entanto foi o Caxias que abriu o placar. Aos 24 minutos do 1° tempo, Michel balançou a rede em jogada de contra-ataque.  A Serpente igualou na reta final da etapa complementar. Robinho lançou para Carlos Henrique empurrar para a rede. Sem vencer há 4 jogos, o Cascavel continua líder do Grupo 8, com 24 pontos. Há cinco jogos sem vencer, o Caxias foi a 14 pontos e está em 5°.

– Jogando em Jaraguá do Sul, o Joinville (SC) avançou de fase ao vencer o Juventus (SC) por 1 x 0. O gol saiu apenas aos 40 minutos do 2° tempo. Uelber tocou na saída do goleiro Iago Hass. Empatado em pontos com o Cascavel, o Joinville é o 2° devido ao saldo de gols. Já o Juventus despencou três posições e foi para 6°, com 14.

– O Marcílio Dias (SC) subiu duas posições no Grupo 8 ao vencer o Rio Branco (PR) por 2 x 0 na tarde deste sábado. O Marinheiro dominou as ações logo no início e, assim, o gol saiu aos 6 minutos. Wellington bateu cruzado, de fora da área, para abrir o placar. Aos 36, o meia Castanha errou a saída de bola e Ligeirinho foi em direção ao gol. Diego Silva ficou com a sobra e fez. Agora, o Marcílio Dias tem 15 pontos e está em 4°. Na lanterna, o Rio Branco (PR) tem 7.

– No confronto gaúcho, o Esportivo (RS) bateu o Aimoré (RS) por 2×1 em Bento Gonçalves. Batista marcou para os donos da casa aos 6 minutos do 1° tempo. Aos 45, Araújo igualou para o Aimoré. No final do 2° tempo, Juninho Tardelli deu a vitória ao Esportivo, que pulou para 3° do Grupo 8, com 15 pontos. O Aimoré é o 7°, com 11.

– O Uberlândia (MG) voltou para o G4 do Grupo 6 ao bater a Patrocinense (MG) por 1 x 0 na tarde deste domingo. O gol saiu no 1° tempo. Ingro recebeu cruzamento na área e, livre, mandou para a rede. O Verdão está em 4°, com 19 pontos. A Patrocinense segue na lanterna, com 4.

– De virada, o Boavista (RJ) venceu o Madureira (RJ) por 2 x 1 e subiu três posições no Grupo 7. Aos 11 minutos, Leonardo Sardinha tocou na saída do goleiro e colocou o Tricolor Suburbano na frente. Nos acréscimos, Marquinhos mandou de cabeça para o gol. No começo do 2° tempo, o lateral PC derrubou Victor Pereira dentro da área. Ralph Dias bateu rasteiro no canto esquerdo do goleiro Lucão, que caiu para o lado certo, mas não defendeu. O Madureira se lançou ao ataque, mas o placar não foi alterado. Agora, o Boavista é o 4°, com 15 pontos. O Madureira saiu da zona de classificação e está em 5°, com 14.

– O Cianorte (PR) bateu o Bangu (RJ) por 2 x 0 no estádio Albino Turbay. Os gols só saíram na etapa final, Erick Salles, aos 38, e Buba, aos 45, marcaram. Embalado, esse é o sexto jogo sem perder dos paranaenses, que assumiram a vice-liderança do Grupo 7, com 19 pontos. O Bangu caiu duas e é o 7°, com 13.

– O Águia Negra (MS) voltou a sofrer seis gols na Série D. No duelo dos eliminados, o Rio Branco (ES) jogou sem peso e fez bonito. A equipe de Rio Brilhante saiu na frente. Aos 8 minutos, Everton Canela chutou de fora da área, a bola quicou no gramado, bateu na trave e entrou. O Capa-Preta não se abateu e conseguiu um pênalti pouco depois. Marquinhos foi derrubado na área por Flávio. Gil Mineiro cobrou e empatou. Os visitantes viraram aos 32, com Neguete e ampliaram aos 38, com o colombiano Sanchez. No início do 2° tempo, o colombiano marcou novamente. Aos 12, o Águia diminuiu. Bruno Carioca chutou e a bola desviou na defesa antes de entrar no gol de Diogo. O Rio Branco perdeu duas chances com até que, aos 16, outro pênalti. Souza tocou a bola com o braço e a infração foi marcada. Outra vez Gil Mineiro bateu e fez 5 x 2. Na reta final, Marquinhos aproveitou a falha da zaga, driblou os defensores e marcou o último gol. Assim, o Rio Branco permanece em 6°, com 12 pontos. Com a segunda pior defesa, o Águia é o vice lanterna, com 6.

Comentários