Pequenos Times, Grandes Vexames: Corinthians x Figueirense, 2005

0 975

Esta série relembra os maiores vexames dos times considerados grandes na Copa do Brasil. Para conferir todos os capítulos já publicados, clique AQUI. Para maior comodidade, o link será aberto em uma nova janela.
Colaborou: Allan Brito

Antes de mais nada, calma: sabemos que o Figueirense não é time pequeno – é uma potência do futebol catarinense e já viveu bons momentos na elite nacional. Mas há fatores que o colocam nessa série do Última Divisão, principalmente porque o Corinthians tem poucos vexames no currículo. De acordo com levantamento da Placar, feito pelo nosso colaborador Lucas Mello, o time tem o melhor aproveitamento em eliminar o jogo da volta contra times pequenos. Mas há um porém…

Por que foi vexame?

Lembra do Bilu? Nem eu
Lembra do Bilu? Nem eu

Apesar de ser tricampeão e não pagar tantos micos, o Corinthians tem derrotas traumáticas e que podem ser considerados vexames por alguns. A final perdida para o Sport em 2008 é uma delas. No ano passado, houve também a cobrança feita com displicência de Alexandre Pato e defendida facilmente pelo goleiro Dida, que valeu a eliminação para o Grêmio nas quartas de final.

Mas é outra cobrança que ficou marcada negativamente. Em 2005, contra o Figueirense, o time paulista caiu nas oitavas com um chute horrível de Roger – lance que muitos consideraram, na época, ter sido proposital para derrubar o então técnico Daniel Passarella.

Veja onde foi parar o chute de Roger e faça seu próprio julgamento:

Qual é a história?

No primeiro semestre o Corinthians vivia uma crise gigante. O time inclusive escapou de um vexame maior na Copa do Brasil, pois perdeu para o Cianorte por 3 a 0, mas se recuperou depois com vitória por 5 a 1.

Nas oitavas de final veio o Figueirense, que perdeu por 2 a 0 em São Paulo, mas devolveu o placar no Orlando Scarpelli, com gols de Bilu (!!!) e Rodrigo (!!!). O jogo foi para os pênaltis e contou com erros de três estrelas corintianas: Carlos Alberto, Sebá e, por fim, Roger, que mandou para muito longe as chances do time e também a cabeça de Passarella, demitido dias depois, após outro vexame – goleada por 5 a 1 para o São Paulo no Pacaembu.

Quem jogou?

Nem Tevez deu conta do Figueirense de 2005
Nem Tevez deu conta do Figueirense de 2005

O elenco do Corinthians naquela época era forte, tanto que foi campeão brasileiro posteriormente. A escalação foi Tiago; Anderson, Sebá e Wendel; Coelho (Roger), Marcelo Mattos, Edson, Carlos Alberto e Gustavo Nery; Tevez e Gil (Bobô). Vale observar que Fábio Costa, Betão e Roger só estavam fora do time titular por desentendimentos com Passarella.

Já o time do Figueirense era um legítimo esquadrão alternativo. Tinha até o volante Axel, ex-São Paulo. Relembre a escalação: Edson Bastos, Paulo Sérgio, Eloy, Cléber e Marquinhos Paraná; Axel, Rudinei (Márcio Martins), Flávio e Bilu; Cláudio e Rodrigo;

De volta para o presente

O primeiro duelo perigoso para o Corinthians na Copa do Brasil de 2014 é contra o Feira de Santana. Se evitar o vexame contra o time baiano, o time paulista ainda terá Nacional-AM ou São Luiz de Ijuí na fase seguinte. Será que Roger, Passarella e Bilu deixaram uma lição suficiente para o Corinthians não errar de novo?

Relembre todas as campanhas do Corinthians na Copa do Brasil:

  • 1989: quartas de final, Flamengo (semifinalista/Série A)
  • 1990: não disputou
  • 1991: quartas de final, Grêmio (finalista/Série A)
  • 1992: oitavas de final, Internacional (campeão/Série A)
  • 1993: não disputou
  • 1994: oitavas de final, Grêmio (campeão/Série A)
  • 1995: campeão
  • 1996: quartas de final, Cruzeiro (campeão/Série A)
  • 1997: semifinal, Grêmio (campeão/Série A)
  • 1998: oitavas de final, Cruzeiro (finalista/Série A)
  • 1999: oitavas de final, Juventude (campeão/Série A)
  • 2000: oitavas de final, Botafogo (quadrifinalista/Série A)
  • 2001: vice-campeão, Grêmio (campeão/Série A)
  • 2002: campeão
  • 2003: não disputou
  • 2004: quadrifinalista, Vitória (semifinalista/Série A – foi rebaixado no mesmo ano)
  • 2005: oitavas de final, Figueirense (quadrifinalista/Série A)
  • 2006: não disputou
  • 2007: oitavas de final, Náutico (quadrifinalista/Série A)
  • 2008: vice-campeão, Sport (campeão/Série A)
  • 2009: campeão
  • 2010: não disputou
  • 2011: não disputou
  • 2012: não disputou
  • 2013: quartas de final, Grêmio (semifinal/Série A)
Você pode gostar também
Comentários
Carregando...