Pequenos Notáveis 2015: Inter de Lages e o seu trio de “medalhões”

0 19
Este texto faz parte da série Pequenos Notáveis, que conta a história de equipes que surpreenderam favoritos na temporada 2015. Para ler mais textos da série, CLIQUE AQUI.

Desde janeiro já era possível saber que o Inter de Lages não passaria o ano de forma indiferente, com as contratações de três “medalhões”: o goleiro Fernando Henrique, o meia Marcelinho Paraíba e o atacante Reinaldo.  O campeão catarinense de 1965, no entanto, teve um começo de Estadual trágico, levando 5 a 0 da Chapecoense e colocando o planejamento em xeque. Aparentemente os reforços famosos seriam apenas “jogadas de marketing”.

Essa foi a impressão até a quinta rodada. Só então veio a primeira vitória, contra o Marcílio Dias, ainda assim uma das piores equipes do campeonato. A torcida do Colorado Lageano viria a se empolgar de verdade no segundo triunfo, um incontestável 3 a 1 diante do Criciúma. Com um regulamento generoso (seis equipes se classificando entre dez participantes) bastou mais uma vitória, contra o quase rebaixado Avaí, para avançar de fase na quinta colocação.

No hexagonal final, o Inter “deslanchou” (dentro das limitações de um clube recém-promovido da segunda divisão). Venceu mais duas vezes o Criciúma e chegou a derrotar a Chapecoense, grande surpresa da Série A do Brasileiro do ano passado, garantindo um lugar no “Top 4” do Estadual e vaga na Série D de 2015.

Agora, a equipe tentará alçar voos mais altos nacionalmente, embora sem seu trio “estelar”. Marcelinho Paraíba, Fernando Henrique e Reinaldo já escreveram cartas de despedida ao fim dos contratos, agradecendo a oportunidade e declarando torcida eterna ao clube. No caso do goleiro a gratidão foi ainda maior, mas apenas Marcelinho já tem o futuro definido – pelas boas atuações com a camisa do Inter, assinou com o Joinville para disputar a elite do futebol brasileiro.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...