Palestino do Chile tem, finalmente, seu primeiro jogador natural da Palestina

0 152

Shadi Shaban é jovem, tem apenas 24 anos. Nascido na cidade de Acre, no norte de Israel, começou sua carreira no Maccabi Haifa, um dos principais times do país, pelo qual se profissionalizou em 2011. No entanto, não teve muitas oportunidades e acabou rodando por times menores, em passagens de pouca repercussão.

Seu destino só mudou mesmo quando, na temporada 2014/15, aceitou o convite do Ahli Al-Khalil, da Palestina. A região do Oriente Médio ainda não é reconhecida como um estado independente, mas desde 1998 integra a Fifa.

Shadi foi tentar a sorte na região, mas acabou saindo de lá campeão da Copa da Palestina 2015 e um dos destaques da equipe. A conquista garantiu uma vaga ao time na Copa da Liga Asiática deste ano e, para se preparar, o clube decidiu atravessar meio mundo para fazer sua pré-temporada no Chile.

No Chile?? Sim, senhor. Afinal, é onde está a maior comunidade palestina fora do Oriente Médio, com estimativa de 450 mil a 500 mil imigrantes. A colônia é tão forte que tem até um time de futebol, o Club Deportivo Palestino, atualmente na primeira divisão e disputando a Copa Sul-Americana.

Assim, em janeiro deste ano, Palestino e Ahli Al-Khalil se enfrentaram em jogo-treino definido como “Partido por la Hermandad” (“Jogo pela Irmandade”, em tradução livre). Apesar das boas intenções, o placar não foi nada amigável: 5-1 para a colônia, com Shadi em campo pelos árabes.

Quis o destino, porém, que Shadi deixasse uma boa impressão no Chile. Tanto que, seis meses depois, desembarcava novamente em Santiago para assinar com o Palestino, tornando-se o primeiro jogador nascido na Palestina a defender o clube chileno. O empréstimo, que deve durar até o fim de 2016, foi articulado pelo Bank of Palestine, patrocinador do time há alguns anos.

Pouco mais de um mês depois de assinar contrato e se juntar ao grupo, Shadi Shaban entrou em campo e definitivamente fez história. A primeira participação foi logo em uma partida decisiva da segunda fase da Copa Sul-Americana, contra o paraguaio Libertad. Aos 40 minutos do segundo tempo, o técnico Nicolás Córdova sacou Diego Torres, que acabara de marcar o terceiro gol, para promover a estreia de Shaban.

Os pouco mais de cinco minutos em campo não permitiram que o palestino mostrasse qualquer futebol, mas foi o suficiente para emocionar o torcedor e também Shadi. Após o fim da partida, ainda antes do apagar das luzes mas já sem qualquer plateia, o jogador ajoelhou-se perto da linha central e rezou, como mostra o flagra da assessoria de comunicação publicado no Twitter:

É impossível saber se Shadi Shaban entrará na história do Palestino por seu futebol. No entanto, já é possível dizer que sua disposição em defender o clube, sua entrada em campo e seu respeito com a causa palestina já o coloca nos braços da torcida. Para eles, aconteça o que acontecer, Shadi já é um dos grandes.

FICHA TÉCNICA

Shadi Shaban – 24 anos, 1,82m, meio-campista

  • Maccabi Haifa – 2010/11
  • Hapoel Nir Ramat HaSharon – 2011/12
  • Hapoel Bnei Lod – 2012/13
  • Hapoel Acre – 2013/14 e 2015/16
  • Ahli Al-Khalil – 2014/15
  • Palestino (CHI) – 2016/17
  • Seleção da Palestina – 2015 (Eliminatórias Asiáticas para Copa do Mundo 2018)
Você pode gostar também
Comentários
Carregando...