"Pagador de promessas", Frontini fala em seguir no Vila Nova após acesso na Série C

0 92

O atacante Frontini (aquele mesmo) foi o grande nome do acesso do Vila Nova na Série C do Campeonato Brasileiro. Contratado para buscar o acesso à Série B, o argentino não decepcionou e terminou a competição como o artilheiro do Vila, com oito gols. E de quebra, ainda “cumpriu” uma promessa no último fim de semana, feita meio de impulso.

No último sábado (16), Frontini caminhou sozinho os 16 km que separam Goiânia e Trindade para agradecer pelo acesso à Série B. Na cidade vizinha à capital goiana, o argentino pretendia assistir à missa no Santuário do Divino Pai Eterno, mas chegou depois do início da celebração. Depois de um descanso, voltou caminhando para Goiânia, mostrando boa condição física.

“Falei: deixa comigo, vou e volto”, contou Frontini por telefone ao blog, colocando a promessa quase como um desafio. “Fui sozinho. Cheguei no final da missa. A intenção era chegar no começo. Aí, almocei, descansei e voltei. Para ir, deu para dar uma corrida. Na volta, vim caminhando”, completou. No dia, Frontini chegou a publicar foto da caminhada nas redes sociais.

Frontini caminhou 16 km para ir de Goiânia a Trindade, descansou e caminhou outros 16 km na volta (Crédito: Reprodução)

O Vila Nova garantiu o acesso à Série B com uma vitória sobre o Treze (PB) nas quartas de final por 2 a 1 no placar agregado (derrota por 1 a 0 na Paraíba, vitória por 2 a 0 em Goiás). Nas semifinais, o time goiano caiu diante do Sampaio Corrêa, também com um placar agregado de 2 a 1 – desta vez, com um empate por 0 a 0 no Estádio Serra Dourada e uma derrota por 2 a 1 no Estádio do Castelão. Na primeira fase, o Vila foi vice-líder do Grupo B, atrás somente do Macaé.

Em sua primeira passagem pelo Vila Nova, Frontini se mostrou satisfeito com a participação no clube na Série C. “Foi bacana. É um clube de massa, a torcida incentiva”, disse o atacante, que se mostra disposto a continuar no Vila em 2014 – na chegada ao clube, ele já havia dito que gostaria de ficar. “Alguns clubes me ligaram, mas não abri uma negociação com ninguém – até por respeito ao pessoal aqui. Vou sentar com eles (Vila Nova), gosto do clube. Não conversei com ninguém”, garantiu.

Carlos Esteban Frontini

Nascido na Argentina em 19 de agosto de 1981, Frontini se mudou com a família para o Brasil ainda pequeno. O atacante começou a carreira no Mogi Mirim em 2001, passando por um sem-número de clubes nos últimos 12 anos: Corinthians (AL), Vitória, União Barbarense, Marília, Ponte Preta, Santos, América (RN), Figueirense, Mirassol, Goiás, Botafogo (SP), CRB, Bragantino, Remo, Duque de Caxias, Boavista (RJ), Ipatinga, Red Bull Brasil, Brasiliense, Volta Redonda e Vila Nova.

Na Série C de 2013, Frontini foi o homem-gol do Vila Nova, balançando as redes em oito ocasiões e superando as estatísticas de Marco Aurélio (quatro gols), Douglas, Thiago (três gols), Robston, Leonardo, Neto e Romero (um gol cada) dentre os companheiros de time.

Com oito gols, Frontini foi o artilheiro do Vila Nova na Série C do Campeonato Brasileiro (Crédito: MEI João Paulo Bezerra Di Medeiros – Especial para o Terra)

(Colaborou João Paulo di Medeiros)

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...