Os chineses estão chegando

0 235

Vá se acostumando a ver essa marca aí em cima. Pouco conhecida fora da Ásia, a Li-Ning é a fornecedora oficial de materiais esportivos de atletas renomados ao redor do mundo – tais como Asafa Powell, Yelena Isinbayeva, Li Xiaopeng, José Calderón, Ivan Ljubicic, Shaquille o’Neal e Baron Davis. Impressionou? Pois prepare-se: os chineses estão começando a invadir também o futebol europeu, assumindo o fornecimento de três clubes da primeira divisão da Espanha nesta temporada.

Fundada em 1990 pelo ex-ginasta Li Ning, a empresa iniciou sua trajetória fabricando modelos de tênis. Nas duas últimas décadas, a estratégia foi um sucesso no mercado chinês, fazendo a marca competir com rivais do porte de Nike e Adidas em seu país de origem. Assim, em 2004, veio o primeiro grande passo de expansão: o acordo com a Federación Española de Baloncesto, assegurando materiais esportivos às seleções masculina e feminina de basquete da Espanha.


Na passarela, José Calderón veste uma elegante
camiseta da Espanha. O desenho é da Li-Ning.

Em 2006, a Li-Ning mudou a abordagem e se virou para a maior liga de basquete do mundo, a NBA, com a qual iniciou um processo de “colaboração estratégica”. Primeiro, assinou com Damon Jones, então armador do Cleveland Cavaliers. Depois, por US$ 1,25 milhão de dólares, fechou um acordo de quatro anos com Shaquille o’Neal – o maior de uma empresa chinesa com um atleta dos EUA. Hoje, são cinco os atletas da Li-Ning na liga.

A partir daí, vieram novos acordos: Associação Chinesa de Basquete Universitário, Associação de Tenistas Profissionais (ATP), equipe sudanesa de atletismo e Confederação Argentina de Basquetebol (CABB). Desde então, os argentinos já utilizam uniformes da marca, como os que são vistos no Pré-Olímpico masculino, disputado em Mar del Plata. O Comitê Olímpico da Suécia também conta com materiais esportivos chineses.

Em 2008, veio a grande tacada: convidado pela organização para acender a tocha olímpica na cerimônia de abertura da Olimpíada de Pequim, Li Ning (o ginasta) apresentou ao mundo sua empresa, mesmo sem ser uma patrocinadora oficial do evento. Pronto: as ações da empresa se valorizaram em cerca de 3%. Em crescimento, a empresa mudou sua sede para Portland, nos EUA, onde divide as atenções com o quartel-general da Adidas.

Em 2010, veio a primeira iniciativa tímida da Li-Ning em um grande centro do futebol europeu, assumindo os uniformes do Málaga. Em 2011, mais uma iniciativa da Li-Ning – desta vez, mais agressiva. De uma vez só, a marca assumiu o fornecimento de três equipes do Campeonato Espanhol, sendo duas da primeira divisão e uma da segunda: o Sevilla (que vestia Joma), o Espanyol (que usava Uhlsport) e o Celta de Vigo (até então patrocinado pela Umbro).

Os três uniformes já foram apresentados, e inclusive entram em campo na rodada deste fim de semana – a primeira após o fim da greve do Campeonato Espanhol. O contrato, de seis temporadas, renderá ao Sevilla nada menos que 12 milhões de euros aos cofres andaluzes.

Inicialmente, a abordagem ainda é discreta, mas os chineses já dão mostras de que a Espanha deve ser uma porta de entrada para o bilionário futebol europeu. Se dará certo, apenas o tempo poderá dizer – mas tendo em vista o sucesso que vem sendo alcançado no basquete, não seria de se estranhar de a Li-Ning começasse a aparecer com mais freqüência nos uniformes de clubes do Velho Continente.

Informações e fotos: Wikipedia, FIBA (José Calderón e Luis Scola) e Sevilla FC – loja oficial.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...