O que é que a Segundona 2014 tem?

0 127
Texto: Allan Brito, Diego Freire, Igor Nishikiori, Julio Simões, Márcio Hasegava e Matheus Trunk

Todo ano a gente faz tudo sempre igual. Em 2011, o Última Divisão voltou seu olhar para o Paulista Série B pela primeira vez e tentou te convencer de como a quarta e última divisão do estado pode ser muito interessante, tão ou mais difícil quanto a Série A do Campeonato Brasileiro. Em 2012, diante do sucesso, repetimos a fórmula e aproveitamos este espaço de abertura para lembrar como a Federação Paulista de Futebol (FPF) abandona o torneio e põe em risco a única chance de gente do interior ver futebol em sua essência, em 360 graus, não apenas na visão quadrada da televisão. Em 2013, voltamos a nos posicionar junto com o torcedor, que, diante das inúmeras, burocráticas e custosas exigências da FPF para liberar estádios, quase foi impedido de acompanhar o time de sua cidade do alambrado.

Este ano, bem… este ano a coisa segue do mesmo jeito! É curioso constatar que, mesmo depois de quatro anos, o futebol do interior paulista segue agonizando. Se é assim no estado mais rico e de futebol mais forte, imagina no resto do Brasil? Por isso, faremos nossa humilde parte na tentativa de valorizar esta tão surrada competição. Seguiremos a tradição de tentar te convencer de que a Segundona Paulista (ou Bezinha) é relevante e merece sua atenção listando pelo menos um bom motivo para acompanhar cada uma das 39 equipes que buscam uma das quatro vagas de acesso. Se você pensa que Salvador Cabañas no Tanabi é o único motivo para ficar ligado no torneio, está muito enganado. (JS)

Grupo 1

assisense

Assisense (Assis)

O gerente de futebol Pedrinho Coelho é conhecido por planejar times fortes, como o do Marília, candidato ao acesso para a Série A-1 deste ano. Em campo, olho em Guilherme Banana (A) e Roberto Baggio (V), que, além de nomes curiosos, ainda marcam gols.

bandeiranteBandeirante (Birigui)

Da primeira fase da competição, o Leão da Noroeste será o time que mais irá viajar para disputar a Segundona. O Bandeirante irá percorrer 1636 quilômetros para jogar fora de casa. Se passar para as fases seguintes, pode acumular ainda mais quilômetros na saga da Segundona.

gremio_prudenteGrêmio Prudente (Pres. Prudente)

O Grêmio Prudente foi um dos primeiros clubes a iniciar os treinamentos da competição.O destaque do Grêmio é o volante Bruno Rossetto, 20 anos, que veio por empréstimo do Figueirense. O jogador foi revelado nas categorias de base do Atlético Paranaense.

osvaldo-cruzOsvaldo Cruz (Osvaldo Cruz)

A pré-temporada do clube foi realizada em Marília, já que o alojamento da equipe passa por reformas. Já o destaque alternativo fica por conta do lateral-esquerdo boliviano José Luís Siviora, que teve passagens pela base do Vitória-BA e pelo Novorizontino.

presidente_prudentePresidente Prudente FC (Pres. Prudente)

O Tricolor da Vila Industrial contratou 24 jogadores para a disputa da Segundona deste ano, muitos deles garimpados na própria cidade ou em municípios da região. A pré-temporada foi realizada na cidade de Anhumas, município localizado 17 quilômetros de Prudente.

vocemVOCEM (Assis)

A demora na entrega de documentos quase impediu o retorno ao profissionalismo depois de 12 anos – a confirmação veio a 10 dias da estreia. Destaque para Jeferson Mikimba, meia de 32 anos que já passou pelo time B do Metz-FRA e defendeu Togo nas Eliminatórias-2006.

(MT)

Grupo 2

barretosBarretos (Barretos)

Rebaixado em 2013, o time conta com um goleiro que pode proporcionar boas piadas e grandes defesas: Vitor Iguita, que tem só 17 anos e por isso não deve ser o titular.

fernandopolisFernandópolis (Fernandópolis)

Com a intenção de arrecadar dinheiro para a campanha deste ano, o time organizou a rifa de um fusca azul (poft!).A iniciativa rendeu R$ 8.600,00 aos cofres do clube, que tem feito boas campanhas nesta divisão nos últimos anos.

guia_fusca_fernandopolis

inter-bebedouroInter de Bebedouro (Bebedouro)

É um dos times mais antigos do Brasil (1906). Entre aqueles que estão em atividade, é o 11º. No estado de São Paulo, é o segundo mais antigo, atrás apenas da Ponte Preta. Por pouco não conseguiu o acesso em 2013 – alcançou a quarta fase.

olimpiaOlímpia (Olímpia)

A parceria com a Coral Investimentos, que também gerencia o Monte Azul na Série A-2, renderá ao clube do presidente Niquinha (um ex-roupeiro da equipe) a chegada do técnico Varley de Carvalho e de mais de 14 jogadores para o elenco.

tanabi_ecTanabi (Tanabi)

Depois de Túlio, Viola e Marco Antônio Boiadeiro, o presidente Irineu Alves aposta no paraguaio Salvador Cabañas e no índio Aru, destaque do Gavião Kyikatejê-PA. Ambos serão comandados por Picolé, ex-jogador e padrinho de casamento de Muricy Ramalho. (AB)

Grupo 3

guaribaGuariba (Guariba)

Se você torce ou simpatiza com a Ferroviária de Araraquara, deve torcer pelo Guariba, que fez uma parceria com o time e aposta nos jogadores vindos de lá para brigar pelo acesso nesta temporada.

lemenseLemense (Leme)

O técnico da equipe é conhecido como João Telê, apelido que tem ligação com Telê Santana – João é conhecido por armar equipes com estilo de jogo arrojado e voltado para o ataque. Ele já prometeu que o time jogará “para frente” em busca do acesso em 2014.

pirassununguensePirassununguense (Pirassununga)

Um dos clubes mais antigos de São Paulo (fundado em 1907) criou um projeto para as categorias de base e aposta nelas para 2014. Por isso, seu elenco será basicamente formado por atletas do time sub-20, que foi semifinalista da segunda divisão estadual da categoria no ano passado.

taquaritingaTaquaritinga (Taquaritinga)

O time chegou a ficar mais de dois anos sem vencer, mas superou o trauma e agora aposta em Victor Hugo, técnico do último acesso do time, em 2002. Ou melhor, apostava, pois o cara foi para o para o Noroeste e deixou a tarefa nas mãos do jovem Eduardo Andriatti, de apenas 31 anos.

uniao-sao-joaoUnião São João (Araras)

Rebaixado em 2013, o time já conquistou títulos nacionais no passado (Série B em 1996 e Série C em 1988). Para se recuperar o time tem uma dupla “famosa” no setor ofensivo: Romarinho e Raikard.

guia_uniaosaojoao_ataque

xv-jauXV de Jaú (Jaú)

O time do técnico Roberto Biônico (!) chega mergulhado em crise. O clube até cogitou se licenciar da FPF por causa de uma dívida milionária, mas o presidente Ivo Ferraz descarta a hipótese de fechar o clube, que já ficou sem futebol profissional entre 1968 e 1975. (AB)

Grupo 4

sevhortolandiaSEV (Hortolândia)

O time, que trocou Votuporanga por Hortolândia em 2006, fez péssima campanha e sofreu a maior goleada do torneio em 2013: 10-0 para o Nacional. Na pré-temporada deste ano, venceu o time B do Capivariano, sensação da A2, em um jogo-treino. Seria um bom indício?

elosportElosport (Capão Bonito)

Por mais uma temporada, o grande destaque do galo de Capão Bonito é o seu treinador e vice-presidente, Luiz Carlos Vilela, que, pelos 13 anos no cargo, ganhou o apelido de “Ferguson caipira“. No início de 2014, Vilela renovou seu contrato por mais cinco anos.

pauliniaPaulínia (Paulínia)

Após dois anos de licenciamento, o Dinão – alcunha do clube por ter um dinossauro como mascote – retorna ao futebol profissional em 2014. Em seu site, porém, o objetivo não parece ser o acesso, mas, sim, “ser referência nas categorias de base” e formar atletas promissores.

primaveraPrimavera (Indaiatuba)

Fundado em 1927, o Fantasma de Indaiatuba tem mais anos de vida do que todos os rivais somados (87 vs. 53). Em 2013, ficou a um ponto do Cotia, que conseguiu o acesso. Para tentar ir ainda mais longe, acertou o retorno de José Luiz Drey, o treinador do ano passado.

sumareSumaré (Sumaré)

A influência de Campinas no futebol de Sumaré é visível. A cidade já teve o Guarani Sumareense e, desde 2006, assiste ao Sumaré Atlético Clube, nascido de parceria com a Ponte. Em 2013, foi lanterna de sua chave e agora aposta na pré-temporada de seis meses para não dar vexame. (DF)

Grupo 5

atibaiaAtibaia (Atibaia)

Em 2013, ficou em terceiro no grupo em que a campeã Matonense e o Tupã subiram, o que lhe rendeu o apelido “AtiBayern“. Para 2014, aposta em remanescentes Walter (G), Felipe Baião e Ademar (Z), Henrique (V) e Vinicius Tim Tim e Tatu (A). Gilsinho, ex-Palmeiras, é o reforço mais famoso.

mogi_das_cruzesAtlético Mogi (Mogi das Cruzes)

Há times que gostam de esconder o jogo, mas o Atlético Mogi foi longe demais. Até o fechamento desta edição, o time não havia apresentado seu elenco para a imprensa. Para piorar a situação, a uma semana da estreia, um jogador que defenderia o clube se envolveu em uma briga e morreu.

jacareiJacareí (Jacareí)

O time tem poucas pretensões e deve repetir 2013, quando não passou da primeira fase. Na pré-temporada, foi impiedosamente goleado pelo São José FC, da Série A-3 (8-0). Até trocou de treinador – Álvaro Queiroz deu lugar a Zé Carlos -, mas até o começo de abril não tinha o elenco definido.

manthiqueiraManthiqueira (Guaratinguetá)

Alguns clubes investem em veteranos, outros em promessas. Mas só o Manthiqueira aposta em um manager estrangeiro. Paulo Fernandes, português de Coimbra, ajudará a treinadora Nilmara Alves a fortalecer o grupo, formado basicamente por atletas que defenderam o clube em 2013.

uniao_mogiUnião Mogi (Mogi das Cruzes)

Além de manter a base, fez a pré-temporada mais legal dos últimos tempos em Antália, na Turquia. Foram três vitórias, seis empates e seis derrotas em amistosos contra equipes do Leste Europeu e Ásia, entre eles os russos Zenit, Spartak e Dínamo. Contamos melhor esta história aqui. (MH)

Grupo 6

ecusECUS (Suzano)

Tem no elenco o atacante Eduardo Lourenço, irmão do bicampeão mundial de salto em distância, Mauro Vinícius da Silva, o Duda. “Ele me ajuda bastante com a postura de corrida”, contou. O próprio Duda, aliás, tentou jogar futebol, mas passou a correr mais que a bola e o resto é história.

guarujaGuarujá (Guarujá)

Com o estádio Antônio Fernandes em obras para receber a Bósnia, que ficará na cidade durante a Copa-2014, o time mandará suas partidas na Arena Barueri, a 136km de distância. Apesar do gramado melhor, o time do litoral deve sentir falta do carinho da torcida.

guarulhosGuarulhos (Guarulhos)

Uma parceria com o Santos trouxe ao AD Guarulhos o ídolo Serginho Chulapa, que atuará como “conselheiro técnico”. Com ele, veio também o técnico Gilberto Costa, campeão paulista pela Inter de Limeira em 86 como jogador e seu auxiliar na Portuguesa Santista em 2008.

nacionalNacional (São Paulo)

Em janeiro, uma parceria com o Grêmio Osasco quase alçou o Nacional direto para a Série A-2. Como não deu certo, o time apostará na base para tentar subir dentro de campo mesmo. Fique de olho no meia Thiago “Ganso” Cruz (até para ver se o apelido condiz), no lateral-esquerdo Ricardinho e no atacante Sócrates.

taboaoTaboão da Serra (Taboão da Serra)

Sensação da última Copa SP, o Cão Pastor aposta na base para fazer um boa Série B. A comissão do sub-20 foi alçada ao profissional, assim como 15 juniores que jogaram em janeiro. Para dar experiência, a diretoria apostou no lateral Paulo César, 35, ex-Fla, Flu, PSG e Seleção Brasileira.

uniao_suzanoUnião Suzano (Suzano)

Fez a melhor campanha de sua história no ano passado (penúltima fase) e também o artilheiro: Sócrates, com 17 gols em 22 jogos. Depois disso, o jovem de 21 anos passou por Atlético Sorocaba e Balsas-MA, mas agora está no Nacional, rival do USAC na primeira fase. Irônico, não? (JS)

Grupo 7

diademaAtlético Diadema

Após boa estreia na Segundona do ano passado, espera alcançar neste ano o almejado acesso. O técnico Ataliba (ex-Corinthians e Santos nos anos 80) deve manter algumas peças do elenco de 2013 e mesclar com a base, que foi campeã da segunda divisão estadual sub-20 na temporada passada.

ec_sao_bernardoEC São Bernardo

Desde que retornou ao profissionalismo em 2010, o Vovô do ABC não tem obtido grandes resultados – alcançou, no máximo, a segunda fase em 2011. Neste ano, renovou 70% do elenco, mas manteve o intocável Júlio Passarelli, que recusou convites para treinar times dos EUA e de Portugal.

jabaquaraJabaquara

Este ano, o Jabaquara completa 100 anos e quer comemorar com o acesso. Para isso, confia no técnico Darlan Santana, ex-sub-20 da Briosa e ex-jogador do próprio Jabuca nos anos 80, e no volante Felipe Marino, que jogou seis meses no Lleida, na Catalunha.

mauaenseGrêmio Mauaense

Após uma temporada para esquecer, a Locomotiva do ABC tenta ao menos passar da primeira fase. Mantido no cargo, Flávio Matias comandou o time em dois amistosos: contra o time do Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de SP (vitória) e os reservas do Palmeiras (derrota).

portuguesasantistaPortuguesa Santista

Quem viu os treinos da Briosa garante: o time faz um “tiki-taka do litoral“. Passes curtos, movimentação e posse de bola são os segredos do técnico Lelo para buscar mais um acesso na carreira. O meia Mike, o veterano Magno (ex-Bahia) e o goleiro Pablo (ex-SPFC) são as apostas.

sao_vicenteSão Vicente

Após o descenso em 2013, o São Vicente tenta voltar à A-3 sob o comando de Careca Paiva, ex-Lusa, Guarani e Corinthians (base). Destaque para o volante Willian Cesar (ex-Paraná e Goiás) e o experiente goleiro Russo (seis participações na Segundona). (IN)

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...