Nada vai matar o CD Aviación (nem mesmo a especulação imobiliária)

0 43

Esta não foi uma semana fácil para os torcedores do pequeno Club Deportivo Aviación, time amador de Madrid (Espanha). Fundado em 1970, o clube do bairro de Las Águilas teve seu pequeno templo, o estádio Pedro Vives, demolido pela Prefeitura de Madrid, desalojando atletas e corações.

Foi no dia 11, terça-feira passada. Muitos torcedores e moradores do bairro assistiram ao vivo ao triste fim do campo de terra, que servia de base para os cerca de 400 jovens ligados ao projeto. Alguns até se colocaram à frente das enormes escavadeiras na tentativa de fazê-las desistir, situação análoga ao do jovem chinês que tentou barrar um tanque de guerra na Praça da Paz Celestial, em 1989.

La máquina no pasa! La máquina no pasa! La máquina no pasa! – bradavam, à plenos pulmões.

cdaviacion-escavadeira

Muita gente se emocionou, e alguns choraram copiosamente. O presidente do clube, inconsolável, precisou ser contido por colegas. Familiares dos jovens que tinham ali seu espaço de lazer gritavam contra a determinação da prefeitura, num misto de revolta e dor. Alguns torcedores até planejaram passar a noite no local para tentar dar sobrevida ao clube do coração.

Não deu.

Minutos depois da saída dos jovens, escoltados pela polícia e sob aplausos, as máquinas tomaram o terreno e colocaram tudo abaixo.

cdaviacion-ruinas

Em uma emocionante nota oficial publicada em seu site, o clube declarou que pretende manter as atividades, custe o que custar.

“O Club Deportivo Aviación ficou sem seu campo de futebol. Depois de ser desalojado pela polícia municipal, os membros dessa grande família futebolística, com mais de 40 anos de história, olhavam, entre lágrimas, como máquinas escavadeiras colocavam por terra todo o seu trabalho. Mas não vao acabar com o ‘Avi’. O clube aviador seguirá jogando e treinando onde quer que seja. Nada vai matar o Aviación. Nada, nem ninguém”, diz a carta.

O secretário do clube, Fernando Sánchez, declarou ao jornal Libertad Digital que o Aviación não foi comunicado se o local seguirá sendo usado para a prática esportiva. O clube desconfia que o terreno do Estádio Pedro Vives será usado para a construção de um novo condomínio na região, informação não confirmada pela Prefeitura de Madrid.

Por ora, o bravo CD Aviación deve aceitar a oferta de alguns clubes — entre eles, o Rayo Vallecano, da primeira divisão espanhola — que ofereceram suas instalações para abrigar os treinamentos da equipe. É a certeza de que nada, nem ninguém, irá acabar com o ‘Avi’.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...