Mata-mata na Série D começa com boas atuações de goleiros e deixa tudo aberto

Foto: Canindé Pereira/América FC
1.305

A segunda fase da Série D começou com jogos agitados, boas atuações dos goleiros e gols nos últimos lances. Nenhum time abriu ampla vantagem, o que deixa as classificações em aberto. Além disso, só um visitante venceu e apenas três partidas terminaram em 0x0. Vale lembrar que o gol fora de casa não é critério de desempate. Assim, em caso de igualdade no placar agregado, a vaga será decidida nos pênaltis.

A rodada também foi marcada pela primeira derrota do Castanhal (PA) na competição. Agora, somente o Joinville permanece sem derrotas. Assim, o time catarinense é o único invicto nas quatro divisões do Campeonato Brasileiro. Confira o resumão:

Boa atuação dos goleiros

América (RN) 1 x 1 Itabaiana (SE) 

Publicidade

Jogando na Arena das Dunas, as equipes erraram muitos passes nos minutos iniciais. Quem deu o primeiro susto foi o América aos 6 minutos. Esquerdinha cobrou escanteio por baixo, Jean Pierre desviou e o goleiro Léo salvou. No lance seguinte, Téssio cruzou pela esquerda, encontrou Ramon na área, que abriu o placar para o Itabaiana. Cinco minutos depois, o empate: Esquerdinha, livre de marcação, rolou para Alvinho finalizar. Melhor, o Tremendão deu trabalho ao goleiro Samuel Pires. No final do 1° tempo, o zagueiro potiguar Raniery saiu lesionado. Jan Pieter entrou no lugar.

O Itabaiana voltou para o gramado na pressão. No primeiro minuto, Téssio obrigou Samuel Pires a fazer grande defesa em cobrança de falta. Aos 12, pênalti para o América. Ramon deu carrinho nem Erick Varão dentro da área. Esquerdinha foi para a cobrança e isolou. Os sergipanos tentaram responder com chute do meio de campo com Jacobina. A melhor chance da etapa foi do Itabaiana: a zaga do América vacilou, a bola caiu nos pés de Batata dentro da área, que chutou para fora. O Itabaiana ainda não perdeu como visitante nesta Série D. São 3 vitórias e 5 empates. O duelo decisivo acontece no próximo domingo, no Mendonção.

Caldense (MG) 1 x 0 Aparecidense (GO) 

A Aparecidense teve maior volume de jogo até a metade do 1° tempo, colocando o goleiro João Paulo para trabalhar. Aos 22 minutos, escanteio foi cobrado na área da Caldense. A zaga tirou e na sobra David apareceu para fazer, mas o árbitro marcou impedimento do atacante. Depois, a Caldense teve uma sequência de três escanteios. No último, aos 25, o zagueiro Jonathan Costa, fazendo sua reestreia após um período de empréstimo no Paraná, desviou de cabeça para inaugurar o marcador.

No 2° tempo, os goianos voltaram com maior posse de bola, só que com um ritmo mais lento. Aos 11 minutos, uma trapalhada de João Paulo quase dá o empate. Caio Ribeiro recuou para o goleiro, que tentou driblar um atacante da Aparecidense e por pouco não perdeu a bola. Precisando do empate, os visitantes atacaram de todas as formas. A bola quase entrou aos 34, mas Jonathan Costa apareceu para tirar em cima da linha. Nos acréscimos, Patrick teve a chance de ampliar em contra-ataque, porém foi parado pelo goleiro Pedro Henrique. As equipes voltam a campo na próxima sexta-feira, em Aparecida de Goiânia. Um empate é o suficiente para a Veterana, enquanto a Aparecidense precisa ganhar por dois gols para se classificar.

Mandantes em vantagem

União Rondonópolis (MT) 2 x 0 Boa Esporte (MG)  

O União Rondonópolis dominou as ações e não deu espaço para o Boa Esporte. Aos 12 minutos, Peixinho cruzou para Heltinho desviar de cabeça, obrigando Tom a defender no reflexo. Depois, em bate rebate na área, o goleiro mineiro salvou outra. O Boa Esporte chegou ao ataque aos 36 minutos. Sem espaço, Fabinho tocou para Romeu chutar forte de fora da área, colocando Neneca para trabalhar. Aos 43, o gol do Colorado. Picachu cobrou escanteio e o zagueiro Tom mandou de cabeça para o fundo da rede.

No 2° tempo, o Boa teve mais posse de bola, mas esbarrou na defesa bem postada do adversário. Já o União apostou no contra-ataque. A Partida seguiu assim até os acréscimos, quando Tom errou a saída de bola e ela ficou com Juninho, que lançou para Picachu chutar. Na sobra, Lucas Bahia ampliou. O jogo de volta acontece no próximo sábado, em Varginha. O União pode perder por até um gol.

Penarol (AM) 1 x 0 4 de Julho (PI)  

Em duelo marcado por boas defesas dos goleiros, o Penarol começou melhor e teve chances com Clebson Boca, Rodriguinho e Raílson, que não entraram devido a boa atuação de Jaílson e pela falta de pontaria dos jogadores. O Colorado equilibrou aos 24 minutos do 1° tempo, quando Zé Arthur foi parado por Bruno Fuso.

No primeiro lance da etapa complementar, Jânio Daniel pediu pênalti em lance com Pedrão, mas o juiz mandou seguir. Aos 6, Wallace roubou a bola de Rômulo e bateu na saída de Jaílson, estufando a rede.  Atrás no placar, o 4 de Julho foi para cima e quase igualou com Zé Flores, Edy e Jânio Daniel. O Leão da Velha Serpa respondia em contra-ataques. O time de Piripiri teve a melhor oportunidade no final da partida. Sozinho, Vieira tocou fraco para as mãos de Bruno Fuso. O próximo jogo será no sábado, na Arena Colorada.

Paragominas (PA) 1 x 0 São Raimundo (RR)

Jogando em casa, o Paragominas teve a posse de bola, enquanto o São Raimundo apostava nos contra-ataques. O Mundão levou perigo pela primeira vez aos 7 minutos, em finalização de Fininho. Pouco depois, de frente para o gol, Douglas Franklin chutou na trave. A etapa transcorreu sem maiores sustos.

As equipes voltaram com a mesma postura no 2° tempo. Aos 10 minutos, Dutra lançou para Aleilson cabecear no canto do gol de André Regly. O São Raimundo cresceu com a entrada de Elicley no lugar de Juninho, mas sem dar susto em Dida, enquanto o Paragominas pecou nas finalizações. O segundo jogo será no domingo, no Estádio Canarinho.

Derrota após 14 jogos

Moto Club (MA) 2 x 0 Castanhal (PA)

O Moto Club tirou a invencibilidade do Castanhal na competição, ditou o ritmo da partida e quase balançou a rede aos 8 minutos, com Danúbio. Pressionando, o gol saiu aos 23. Ted Love encontro Márcio Diogo livre de marcação para apenas empurrar contra a rede. Pouco depois, Márcio Diogo passou por trás da zaga e invadiu a área, mas o lance foi parado por impedimento. Aos 21, Márcio Diogo tocou para Ted Love, que pelas costas da defesa do Japiim, chutou no canto esquerdo para ampliar. Nos acréscimos, Axel salvou o que seria o terceiro gol.

O Castanhal voltou modificado para a etapa final. Capanema, Geovane e Canga entraram nos lugares de Alexandre, Williams e Leandro Cearense. Os paraenses melhoraram. Aos 15, Lukinhas cobrou falta na entrada da área e a bola passou tirando tinta da trave do Papão do Norte. Depois, Pecel lançou para Capanema na entrada da área, que chutou forte e isolou. Então, o jogo ficou aberto. Danúbio ficou cara a cara com Axel, obrigando o goleiro a fazer ótima defesa. No lance seguinte, Fidélis tocou no canto de João Paulo, que só observou a bola ir para a linha de fundo. O segundo jogo será no domingo, no Modelão, e o Moto Club pode perder por até um gol, enquanto o Castanhal precisa ganhar por três gols de diferença para avançar direto.

Outros jogos:

Retrô (PE) 1 x 1 ABC (RN)  

O ABC apostou na defesa e impediu os avanços do Retrô no 1° tempo. Com pouca criação dos dois lados, o melhor lance foi do Retrô. Aos 28 minutos, Felipe Alves levou perigo ao tocar de cabeça. Atento, Wellington tirou.

O Elefante da Frasqueira cresceu de produção na 2ª etapa. Aos 20, pênalti para os visitantes. Gustavo Henrique foi derrubado na área por Ruan Vital. Wallyson cobrou no canto esquerdo de Jean, que se esticou para defender. O goleiro foi fundamental para segurar o ataque do ABC. Então, aos 43, Negueba limpou a zaga e chutou no canto direito para inaugurar o marcador. Nos acréscimos, Suéliton fez falta em Vital dentro da área. Pênalti para os pernambucanos. Na cobrança, Neilson deslocou Wellington e igualou. Em caso de igualdade no próximo domingo, no Estádio da Frasqueira, a classificação será decidida nas penalidades.

Sergipe (SE) 2 x 2 Campinense (PB)

Os times erraram muito no 1° tempo. Assim, a rede balançou em dois vacilos da zaga do Sergipe. Aos 45 minutos, completamente livre, Fábio Lima abriu o placar de voleio. Nos acréscimos, Claudio recebeu em liberdade pela direita, invadiu a área e ampliou.

O Gipão voltou modificado na etapa final. Ninho e Luizinho deram lugar a Brendo e Elivelton.  No entanto, o panorama continuou o mesmo até os 32 minutos, quando  Elivelton cobrou falta na cabeça de Henrique Bahia para diminuir. Minutos depois, o zagueiro Paulinho cortou o lance do ataque com a mão e o pênalti para os sergipanos foi marcado. Doda cobrou e empatou.  A virada quase aconteceu nos acréscimos, mas o goleiro Mauro Iguatu evitou. Os clubes se reencontram no sábado, no Amigão.

Atlético Cearense 1 x 1 Juazeirense (BA)  

O Atlético começou no campo ofensivo, sem dar espaço para a Juazeirense, que tinha nos contra-ataques a sua melhor arma.  Os baianos equilibraram a partida e quase marcaram em chute de fora da área com Toni Galego. Melhor na partida, o Cancão de fogo viu o Atlético balançar a rede. Aos 42 minutos, Zé Carlos tocou para Ewerton Potiguar fazer 1×0.

Na etapa complementar, a Águia deixou a Juazeirense com a bola. Desse modo, o empate veio aos 11 minutos. Thauan venceu o goleiro dentro da área. O jogo ficou truncado na sequência, com muitos erros. No próximo sábado as equipes se enfrentam no Estádio Adauto Moraes.

Cianorte PR) 0 x 0 Cascavel (PR) 

No Albino Turbay, as equipes fizeram um jogo bem disputado e equilibrado. O Cascavel impôs seu estilo de jogo, enquanto o Cianorte tentou anular o ataque adversário. Assim, foram poucas as chances de gol do 1° tempo.

Na etapa final, a Serpente foi mais ao ataque. No primeiro minuto, Robinho soltou uma bomba e colocou Bruno para trabalhar. Aos 5, Léo Itaperuna tocou para João Pedro chutar na saída do arqueiro, mas o zagueiro Mauricio tirou a bola de cima da linha. Aos 27, Mauricio levou o segundo cartão amarelo por falta em Leo Itaperuna e acabou expulso. O Cascavel não soube aproveitar a superioridade numérica. Já o Cianorte apostou na defesa para garantir o empate. Agora, as equipes voltam a campo no sábado, no Olímpico Regional.

Caxias (RS) 1 x 0 Portuguesa (SP)   

A Portuguesa começou em cima, obrigando Marcelo Pitol a fazer importantes defesas. O Caxias tinha dificuldades para chegar ao campo de ataque até que, aos 25 minutos, Bruno Ré quase marcou um gol olímpico. A Lusa atuava com tranquilidade, enquanto os gaúchos oscilavam.

A Portuguesa voltou para o 2° tempo com a mesma proposta. Já o Caxias começou a se encontrar. Aos 19, William Magrão finalizou com perigo. O placar foi alterado 22 minutos. Michel cruzou e encobriu Dheimison. O gol desestabilizou os paulistas. Além disso, também encontrou dificuldades para subir ao ataque graças ao recuo dos mandantes. Na reta final, a Lusa apostou nas bolas alçadas e voltou a assustar. Dessa forma, balançou a rede aos 46, mas o assistente marcou impedimento no lance. O jogo de volta será no Canindé, no sábado.

Brasiliense (DF) 0 x0 Ferroviária (SP) 

Ferroviária e Brasiliense fizeram um bom jogo defensivo no reencontro de Elano e Zé Love. O 1° tempo foi de muita entrega e discussões entre as equipes. A única chance clara aconteceu aos 46 minutos. Jefinho recebeu pela esquerda, cortou o zagueiro do Jacaré e chutou no canto esquerdo de Sucuri. Luan chegou atrasado no rebote.

Os mandantes voltaram melhor no 2° tempo. Zé Love e Saulo fizeram um duelo particular. Aos 12 minutos, o artilheiro do amor cobrou falta em direção ao gol e o arqueiro tirou no soco. Depois, o camisa 9 bateu outra falta forte, que parou nas mãos de Saulo. A Locomotiva assustou em bola parada. Bruno Leonardo enganou a defesa e cabeceou por cima do gol. Nos acréscimos, novamente outra cobrança de Zé Love, dessa vez no ângulo da meta de Saulo, que voou para garantir o empate. O jogo decisivo será no sábado, na Fonte Luminosa.

Esportivo (RS) 0 x 1 Santo André (SP)  

O Santo André venceu fora de casa e saiu em vantagem na segunda fase da competição. O Esportivo começou pressionando, mas abusou dos erros nas finalizações. Em um dos lances, com o gol praticamente vazio, Gutierrez chutou para fora. Já o Ramalhão matou na primeira oportunidade. Aos 37 minutos, Gian recebeu na entrada da área, e de canhota, mandou no ângulo de Otávio.

Os paulistas controlaram o início do 2° tempo. Aos 9, Elisandro mandou do meio da área e o arqueiro Alviazul fez a defesa em dois tempos. Os gaúchos equilibraram e, aos 21, PV tirou uma bola cruzada que cairia nos pés de Rafael Dumas. Depois, Mateusinho arriscou de fora da área e a bola passou tirando tinta do travessão. Na reta final, o Santo André retomou o controle e só administrou o resultado. O segundo jogo será no próximo sábado, em Diadema.

Uberlândia (MG) 1 x 1 Nova Mutum (MT) 

As equipes fizeram um jogo movimentado no Parque do Sabiá. De cara, Kellyton chutou de fora da área e Gabriel Oliveira pegou em dois tempos. Maicon Souza e Felipe Pará criaram boas jogadas. O Nova Mutum começou a se soltar e chegou ao ataque com Abner e Gustavo Nogy. Na metade do 1° tempo, Kellyton saiu contundido para a entrada de Elivelton.

O começo do 2° tempo foi de gás para o Verdão. Elivelton acertou o travessão e um chute de Ingro deu trabalho para Gabriel Oliveira. Melhor em campo, os mineiros foram surpreendidos com o gol do Nova Mutum. Gustavo Nogy bateu cruzado. Roballo deu rebote e Felipe Augusto aparece para empurrar. Então, a partida passou a ser defesa contra ataque. Com muitas paralizações, o árbitro deu 8 minutos de acréscimos. Aos 52, Daniel Ribeiro foi tocado dentro da área. Pênalti para os mineiros. Na cobrança, Ingro deslocou o goleiro para deixar tudo igual. As equipes decidem a vaga no domingo, em Nova Mutum, interior do Mato Grosso.

Joinville (SC) 1 x 1 Bangu (RJ)  

As equipes fizeram um bom jogo no Estádio Moça Bonita. Aos 8 minutos, Rafael Carioca invadiu a área e bateu de canhota para fora. Aos 27, Renan Oliveira recebeu e mandou para o gol de Paulo Henrique, mas o árbitro marcou impedimento. A partida esfriou e se encaminhava para o 0x0. No último lance do 1° tempo, Chrystian bateu escanteio e Fernando completou de cabeça, abrindo o placar para os catarinenses.

O Bangu voltou do vestiário com mais posse de bola e foi recompensado aos 13 minutos. Rochinha cruzou para Rafael Carioca empatar. Melhor na partida, os cariocas não conseguiram furar novamente a defesa do JEC. A definição do classificado será no sábado, na Arena Joinville.

Galvez (AC) 0 x 0 Guarany de Sobral  

O Galvez foi superior no 1° tempo. Gordo teve as melhores chances do Imperador. Aos 15 minutos, Alesson cruzou e a defesa não tirou. Gordo pegou a sobra, bateu rasteiro e a bola passou perto da meta. Aos 37, Gordo fintou a marcação, chutou e viu a bola passar perto da trave. Sem espaço, o Cacique do Vale pouco fez no ataque.

O 2° tempo seguiu no mesmo ritmo. A melhor chance da etapa aconteceu aos 21 minutos. Após cobrança de escanteio, Ryan chutou de primeira e a bola passou raspando a trave. Quase gol do Imperador. Aos 26, Radames chutou de fora da área e assustou. A partida foi caindo de qualidade, com muitas faltas no meio de campo e a igualdade persistiu até o apito final. As equipes fazem o último jogo no Estádio do Junco, na próxima segunda-feira.

Comentários