Longe da fila do INSS: Quem são os quarentões famosos dos estaduais 2020

367
De goleiro a atacante, passando por lateral-esquerdo e até miolo de zaga. Os campeonatos regionais Brasil adentro possuem craques que atuaram até fora do país em seus plantéis para abrilhantar a disputa dos canecos. Com atletas que foram protagonistas em Fenerbahçe, Hertha Berlin, Fluminense, Flamengo, Grêmio e São Paulo, os “quarentões” do futebol brasileiro chegam para ser referência nos elencos e ajudar seus companheiros de clube a fazerem boas campanhas. Reunimos alguns exemplos de grandes medalhões que ainda teimam em não pendurar as chuteiras:

 

Ademilson no Tupynambás (Divulgação)
Ademílson, 45 anos, defenderá as cores dos mineiros do Tupynambás. Com passagens por Botafogo (2002) e Fluminense (2003) e com o título da Série D pelos também mineiros do Tupi (2011), o atacante será a esperança de gols do clube em 2020. O Tupynambás ainda contará com o lateral-esquerdo Lúcio (40 anos), que teve passagens pelos tradicionais Grêmio e Palmeiras, além de Tubarão da Serra (SP), Operário (MS) e Batel (PR).
Fernando Prass no Ceará (Fausto Filho/Cearasc.com)

O goleiro Fernando Prass, depois de passagens marcantes por Vasco e Palmeiras, assinou com o Ceará para a atual temporada. Com os títulos da Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e os títulos estaduais, o goleiro de 41 anos leva sua experiência para o clube cearense em 2020.

 

 

Marcelinho Paraíba no Perilima (Instagram/Perilima)
O atacante Marcelinho Paraíba, 44 anos, disputará o Campeonato Paraíbano pelo Perilima. Com passagens por Grêmio, São Paulo, Sport, Flamengo e Coritiba no Brasil, ele ainda jogou pelos alemães do Hertha Berlin (2001-2006) e anotou 79 tentos e deu 60 assistências em 193 partidas disputadas.

 

Magno Alves no Atlético de Alagoinhas
Magno Alves, 43 anos, colaborará com o Atlético-BA em 2020. O “Magnata” soma 18 clubes em sua carreira e 445 gols marcados. Esteve no plantel brasileiro que disputou a Copa das Confederações em 2001. Atuou por Fluminense, Atlético-MG, Sport, Ceará, Criciúma e os japoneses do Gamba Osaka, por exemplo.

 

Fábio Bilica, 41 anos, tentará levar o América de Pedrinhas ao título do Campeonato Sergipano. O clube disputa a elite regional pela primeira vez, após ser campeão invicto da segundona, e contará com a experiência do zagueiro para tentar fazer boa campanha em 2020. O atleta esteve na Seleção sub-23 em 2000 e tem passagens pelo italianos do Veneza e Palermo, além dos turcos do Fenerbahçe. Pelo Brasil, passou por Grêmio e Vitória e estava no Batatais (SP) e Miramar (PB) na temporada passada.
Nonato no Vitória da Conquista (Felipe Oliveira / ECBahia)
Já Nonato, 40 anos, ficará a disposição dos baianos do Vitória da Conquista na disputa do Campeonato Baiano em 2020. Sendo o sétimo colocado entre os goleadores do Bahia (125 gols com a camisa do tricolor baiano), o centroavante tem passagens também por Fortaleza, Goiás, Treze, Mixto, ABC e Anapolina. No exterior, chegou a atuar pelos japoneses do Consadole Sapporo e os sul-coreanos do FC Seoul e Daegu.

 

View this post on Instagram

Durante toda a minha carreira eu sempre fui movido a desafios e conquistas. Vencer me faz bem e me motiva. Esse sempre foi e sempre será o meu objetivo. 👊🏾 ⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Por onde passei, graças a Deus e muito trabalho, conquistei títulos. Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Carioca, Copa do Nordeste, Pernambucano, Libertadores, Recopa Sul-Americana, Gaúcho, Recopa Gaúcha, dentre outros, me orgulha muito da carreira que construí até aqui. 🙏🏾🏆 ⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Em 2020 não será diferente. Com muito orgulho chego motivado para mais este desafio, agora com a camisa do @botafogopb. Vamos buscar o inédito título da Copa do Nordeste, o acesso e o campeonato paraibano. Conto com o apoio da torcida do Maior da Paraíba. Juntos, faremos história! ⚫⚪ #RespeitaAAutoridade #omoicanoédobelo

A post shared by Léo Moura✨🙏🏾✨⚽️✨Botafogo-PB (@leomoura23) on

Não podemos esquecer ainda do lateral-direito Leonardo Moura, 41 anos, que acertou com o Botafogo-PB e disputará o campeonato regional (além da Copa do Nordeste) pelo clube paraíbano. Com passagens destacadas por Flamengo e Grêmio, o atleta acumula em seu vasto currículo os títulos da Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Copa Libertadores da América, para tentar auxiliar seu nome clube em 2020.
Comments