Inspiração ou coincidência? Conheça xarás de times brasileiros – PARTE 2

0 1.102

A primeira parte foi publicada nesta quinta-feira. Em ordem alfabética, continua agora a lista dos xarás de times brasileiros

LINENSE

O simpático clube do interior paulista nem deve imaginar, mas tem um xará na Espanha. É um caso claro de coincidência: enquanto a Linense foi batizada por causa da cidade de Lins, o Real Balompédica Linense tem esse nome porque foi fundado na pequena La Línea de la Concepción. As diferenças ficam claras nos uniformes. Fundado em 1912, o Real Linense usa preto e branco, diferente do vermelho e branco da Linense fundada em 1927

PALMEIRAS

A influência do Palmeiras paulista pelo Brasil é grande, já que existem xarás em diversos estados, como Bahia e Mato Grosso, por exemplo, sem falar daqueles que já foram extintos, no Rio de Janeiro e em Santa Catarina. Mas o que chama mais atenção é a existência de um xará no Moçambique, o Palmeiras de Quelimane. Por ser um país de língua portuguesa, poderia-se imaginar que é uma inspiração. Mas os uniformes amarelos do clube moçambicano diminuem a chance disso ser verdade.

Será que o Palmeiras se inspirou no xará para criar seu terceiro uniforme verde-limão?

PAYSANDU

Fundado em 1914, o Paysandu tem esse nome porque seu primeiro presidente quis homenagear o feito da Marinha de Guerra brasileira ao transpor o Passo do Paysandú, na guerra contra o Paraguai. Cerca de 25 anos depois, foi criado no Uruguai o Paysandú Bella Vista. Mas engana-se quem pensa que trata-se de uma cópia ou inspiração. O time uruguaio apenas usou o nome da cidade em que foi fundado, juntando com “Bella Vista”, clube com o qual foi fundido. A coincidência é ainda maior porque ambos têm azul no uniforme

PORTUGUESA

No Brasil a Portuguesa mais famosa é da capital paulista, mas a Santista, que infelizmente vive uma realidade terrível hoje em dia, foi fundada três anos antes, em 1917. Provavelmente nenhuma delas teve influência direta, mas em 1972 foi criada a Portuguesa da Venezuela. O time de Araure tem certa tradição no país e, apesar de não viver um grande momento, pelo menos está na primera divisão nacional, assim como a Portuguesa paulista.

Mas as coincidências param por aí: certamente a Portuguesa paulista jamais usará um uniforme igual ao reserva da Portuguesa-VEN: branco, com uma listra vermelha e outra preta, praticamente igual a camisa do São Paulo.

SALGUEIRO

O Salgueiro de Portugal não influenciou e nem foi influenciado pelo Salgueiro de Pernambuco. Mas ambos têm uma outra coincidência além do nome: ambos foram fundados há muito tempo, tiveram dificuldades, quase acabaram, mas recentemente conseguiram se estruturar melhor.

O time brasileiro só virou profissional em 2005 e chegou a estar na segunda divisão nacional em 2011 – neste ano caiu para a Série D. Já o clube português foi fundado em 1911, abandonou o futebol profissional em 2004, mas conseguiu voltar à ativa cinco anos depois

SANTOS

Além do União Flamengo Santos, já citado na primeira parte desta lista, diversos outros times já homenagearam o clube que revelou Pelé para o mundo. É inegável a influência do Rei do Futebol na fundação desses xarás do Santos, já que todos foram criados após a aposentadoria do craque.

Mas nem todos xarás do Santos imitam o escudo ou as cores do Alvinegro da Baixada. O mexicano Santos Laguna, por exemplo, veste verde e branco. Já o Santos da Jamaica usa verde, amarelo e azul para homenagear a Seleção Brasileira. O sul-africano Engen Santos tem amarelo no uniforme inteiro. Já o Santos de Burkina Faso joga de vermelho e preto. Pelo menos na Angola há uma cópia idêntica, o time de Viana, que já foi duas vezes campeão nacional, em 2008 e 2009

SÃO PAULO

Não era uma inspiração, mas sim uma filial do time do Morumbi: em Madri, na Espanha, os dirigentes Edson Lapola e Marcos de Almeida resolveram criar um time igual ao São Paulo. Eles renomearam um clube que já existia, o Santangelo, e criaram um clube que nem chegou a ser profissional, mas ganhou repercussão na Europa.

Reportagem do El País destacou que o Real Madrid tinha projeto para fazer uma filial  estrangeira, algo parecido com a ideia do São Paulo

O São Paulo Madrid foi criado em 2003 e tinha no escudo a inscrição “SPM” ao invés de “SPFC”. O time teve relativo sucesso, pois chegou a ganhar dois títulos na 9ª divisão espanhola, em 2005. Mas o projeto deixou de existir em 30 de junho de 2008, quando o São Paulo deixou de ter xarás pelo mundo.

VASCO

A cruz de malta não é o pendão apenas do Club de Regatas Vasco da Gama, do Rio de Janeiro. Na África do Sul e até na Índia existem xarás do navegador português, que certamente se inspiraram no time brasileiro. O caso indiano é ainda mais curioso: na cidade em que o clube foi fundado há um porto nomeado Vasco da Gama. Mesmo assim é assumida a inspiração no time carioca, já que até o uniforme é idêntico

VITÓRIA

O baiano Vitória é muito mais velho que seus xarás portugueses. Foi fundado em 1899 e tinha o críquete como princial esporte na época. Mas aos poucos o futebol dominou o clube e também foram criados seus xarás na Europa: o Vitória de Setúbal veio em 1910, enquanto o Vitória de Guimarães apenas em 1922, mas nenhum tem qualquer ligação com o clube brasileiro. São times da elite portuguesa, mas que não costumam alcançar as primeiras posições no campeonato nacional. Aparentemente essa é a sina dos Vitórias…

Lembra de mais algum xará internacional dos times brasileiros? Comente

(Colaborou Emanuel Colombari)

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...