Independência: o estádio que homenageia um antigo adversário

0 401

O Estádio Independência ganhou holofotes nacionais e internacionais em 2013, recebendo jogos da histórica campanha atleticana rumo ao título da Copa da Libertadores da América daquele ano.

Mesmo sendo conhecido do torcedor brasileiro, o estádio do América-MG merece um pouco mais. Você sabe, por exemplo, por que o Independência tem este nome? Para isso, vale a pena contar justamente a história de um antigo rival americano.

indepen_0002Fundado em 7 de setembro de 1913, o Sete de Setembro Futebol Clube chegou a ser uma força mediana no futebol mineiro durante algumas décadas. Durante sua trajetória nos gramados, teve em Raimundo Sampaio (foto) um de seus nomes mais folclóricos: ex-jogador, torcedor, presidente, Raimundo virou personagem histórico em Minas Gerais.

Quando Belo Horizonte foi escolhida como uma das sedes da Copa do Mundo de 1950, o prefeito Otacílio Negrão escolheu um terreno no Bairro Oswaldo Cruz (hoje conhecido como Horto Florestal, ou apenas Horto) para a construção do novo estádio.

”O município comprometeu-se a construir um estádio à altura do evento. Inicialmente comandadas pelo clube Sete de Setembro, as obras foram concluídas sob a responsabilidade da Prefeitura de Belo Horizonte”, conta o site da Prefeitura de Belo Horizonte.

indepen_0001Como o estádio tinha ligação quase umbilical com o Sete de Setembro, nada mais natural que adotasse um nome referente à data – logo, Estádio Independência. O local, no entanto, só passou a ser  de direito do Sete em 1965, quando foi inaugurado o Estádio do Mineirão – até então, era do poder público.

O Independência só passou para outras mãos nas décadas seguintes, quando o América-MG incorporou o Sete. O Coelho, que jogava no antigo Estádio das Alamedas entre 1948 e 1973, passou a atuar no Mineirão e no Independência desde a década de 70. Em 1989, porém, assinou com o Sete – já longe da primeira divisão estadual – um acordo para mandar seus jogos para o Horto Florestal.

No fim da década de 90, já em dificuldades, o Sete de Setembro foi oficialmente incorporado pelo América-MG – o que incluiu o Estádio Independência. Por isso, até hoje, o local leva o nome de Estádio Raimundo Sampaio, ex-presidente do Sete de Setembro.

O Estádio Independência antes da última grande reforma (Crédito: Wikipedia)
O Estádio Independência antes da última grande reforma (Crédito: Wikipedia)
Independência antes da última grande reforma (Crédito: Wikipedia)
Independência antes da última grande reforma (Crédito: Wikipedia)
Independência antes da última grande reforma (Crédito: Wikipedia)
Independência antes da última grande reforma (Crédito: Wikipedia)
Você pode gostar também
Comentários
Carregando...