Grêmio Prudente? Grêmio Barueri? Oeste de Barueri? Não se confunda mais!

1.614

As cidades de Barueri, Itápolis e Presidente Prudente, todas em São Paulo, não são próximas umas das outras – a menor distância entre elas é entre Itápolis e Presidente Prudente (cerca de 340 km), enquanto a maior é entre Prudente e Barueri (cerca de 530 km). Mesmo assim, o trio pode provocar muita confusão em quem não acompanha de perto o futebol paulista, graças às trocas de sedes de clubes.

Duvida? Quando alguém fala de Grêmio Prudente, por exemplo, pode estar falando de duas equipes diferentes. E não raro, a menção ao Oeste Paulista pode levar o interlocutor a pensar no clube de Itápolis.

Acredite: tudo isso está no mesmo balaio.

Leia também:

E para você não mais se confundir a respeito, o Última Divisão traz aqui um pequeno guia histórico para você nunca mais trocar as bolas quando for falar de Grêmio Barueri, Grêmio Prudente, Oeste…

Barueri em Presidente Prudente

Em primeiro lugar, é preciso ter em mente três clubes como pontos de partida dessa linha do tempo: o Oeste Futebol Clube, fundado no dia 25 de janeiro de 1921 em Itápolis; o Grêmio Recreativo Barueri, nascido em Barueri no dia 26 de março de 1989; e o Oeste Paulista Esporte Clube, que veio ao mundo em 13 de dezembro de 2005 em Presidente Prudente.

Campeão da quarta divisão do Campeonato Paulista em 2007, o Oeste Paulista disputou a Série A-3 em 2008 e 2009, quando foi rebaixado. Em 2010, licenciou-se do futebol.

(Crédito: Emanuel Colombari)

Paralelamente a isso, no fim de 2009, o Grêmio Barueri vivia às turras com a Prefeitura de sua cidade. Então, mudou-se para Presidente Prudente no começo de 2010. Lá, o clube – que havia trocado de nome para Grêmio Barueri Futebol Ltda. – passou a se chamar Grêmio Prudente Futebol Ltda.

Os resultados deste Grêmio Prudente não foram bons. Rebaixado no Brasileirão de 2010 e no Paulistão de 2011, o clube foi vendido para um grupo de empresários de Barueri e voltou para a Grande São Paulo, retomando o nome de Grêmio Barueri.

Enquanto isso, em Presidente Prudente, empresários e políticos locais aproveitaram a estrutura deixada pelo clube barueriense e reativaram o antigo Oeste Paulista, mas com um novo nome: Grêmio Desportivo Prudente. Este “outro” Grêmio Prudente adotou inclusive um distintivo semelhante ao que era utilizado pelo clube de Barueri quando atuava na cidade.

Ao mesmo tempo, o Grêmio Barueri definhava, com sucessivos rebaixamentos, tanto no Campeonato Brasileiro quanto no Campeonato Paulista. Caiu da Série B do Brasileiro em 2012 e da Série C em 2013, disputando a Série D pela última vez em 2014. No Paulista, disputou a Série A-2 pela última vez em 2014 e a Série A-3 até 2016. Desde então, licenciou-se.

Veio então o Oeste de Itápolis. Embora disputasse a Série B do Brasileiro desde 2013, o clube passou a mandar jogos na Arena Barueri por não ter condições de atuar no Estádio dos Amaros, sua casa tradicional. Em 2017, mudou-se de vez para a Grande São Paulo.

Quarto elemento

Achou confuso? Vale lembrar que há um quarto clube que pode ser envolvido nessa confusão toda: o Sport Club Barueri, criado no fim de 2009 frente à mudança do Grêmio Barueri para Presidente Prudente.

No começo de 2010, o Campinas Futebol Clube – que disputou a Série A-3 do Campeonato Paulista de 2009 – foi vendido e mudou sua sede para Barueri, onde foi incorporado pelo SC Barueri. Com esta vaga, o SC Barueri disputou a terceira divisão paulista em 2010 e 2011, quando foi rebaixado. Sua última competição oficial foi a quarta divisão paulista de 2012.

Comments