Giro UD #8: Garrincha, nova liga brasileira, Richarlyson e uma porção de coisas

133

Você já conhece o Giro UD, certo?

Então, reunimos o que de mais estrepitoso nós lemos por aí na última semana – não apenas no Brasil, diga-se de passagem.

Leia também:

Nesta edição, temos um crônica deliciosa e reveladora sobre Garrincha, uma revelação do futebol feminino uruguaio, uma nova liga no Brasil, os estádios da Argentina… Enfim, muita coisa boa.

Contamos a seguir:

Trocar a América do Sul pela Europa é o sonho de muita gente jogando futebol por aqui. Mas fazer isso aos 17 anos não é fácil. O jornal uruguaio El Observador contou a história de Valentina Morales, meio-campista da seleção celeste feminina sub-20 que defende o Real Murcia. O texto é de Sebastián Amaya.

-U-D-

Garrincha é um nome eternamente ligado ao Botafogo, embora tenha defendido outras equipes. Mas você consegue imaginar o Anjo das Pernas Tortas como flamenguista? Ruy Castro, craque da palavra (e biógrafo do ponta), conta essa história em coluna na Folha de S. Paulo.

-U-D-

Uma nova liga nacional de clubes pode estar a caminho? Segundo informação de Lauro Jardim, colunista de O Globo, sim. Atlético-MG, Botafogo, Ceará, Corinthians, Fortaleza, Red Bull Bragantino e Sport acenam com a possibilidade. Flamengo, Palmeiras e Vasco, por outro lado, resistem.

-U-D-

Reforçou do Noroeste na Série A-3 do Paulista, Richarlyson, 37 anos, admite que a aposentadoria dos gramados “está muito próxima”. Por isso, fala em planos para quando pendurar as chuteiras – entre eles, investir no Crossfit e na carreira de coach. Mais detalhes, na entrevista para Selma Miranda no site da FIB.

-U-D-

Emmanuel Adebayor reforça o Olimpia na disputa da Libertadores de 2020. Mas quem foram os africanos que, antes dele, já participaram do torneio? Na Trivela, Leandro Stein traz a lista de todos os jogadores que atravessaram o Oceano Atlântico para mostrar talento por aqui. Spoiler: foram 26 antes de Adebayor.

-U-D-

Você certamente sabe da importância de Diego Maradona, Marcelo Bielsa e Julio Grondona para o futebol argentino. Mas você sabe quem foram Alberto J. Armando, Antonio Vespucio Liberti, Jorge Luis Hirschi, Feliciano Gambarte, Florencio Sola e Norberto Tomaghello? Todos eles dão nomes a grandes estádios da Argentina. No Clarín, Matías García conta quem foram os homens que dão nomes às principais arenas de país.

Comments