Giro UD #32: Futuro de Messi, Ba-Vi feminino, as irmãs do Malawi e mais

Imagem: Miguel Ruíz/FC Barcelona
0 59

E aí? Tudo bem com você? Esperamos que sim!

Chegamos a mais uma sexta-feira e, com ela, trazemos mais uma edição do Giro UD, nossa coletânea semanal de materiais legais que vimos por aí para divertir você no final de semana.

Leia também:

Se você deixou passar, trazemos aqui a história do primeiro Ba-Vi feminino da história, uma reflexão sobre o futuro de Lionel Messi, a história de duas irmãs do Malawi jogando futebol e mais, muito mais.

Confira:

É bem provável que você não conheça as irmãs Tabitha e Temwa Chawinga, que atuam no futebol chinês e na seleção do Malawi. Tabitha é destaque na liga da China e foi eleita personalidade esportiva de 2019 no país africano, enquanto Temwa tenta agora seguir os passos da irmã mais velha. Até onde elas podem chegar? Até onde a seleção do Malawi pode ir com elas? No site da BBC, Peter Musembi conta a história delas (em inglês).

-U-D-

Falando em futebol feminino, você sabia que atletas de vôlei, basquete e atletismo de Bahia e Vitória se enfrentaram em uma partida feminina em 1956, durante plena proibição do Conselho Nacional de Desportos? O Milton Filho conta a história daquela partida no Arena Rubro-Negra.

-U-D-

O 8 a 2 que o Barcelona levou do Bayern de Munique nas quartas de final da Liga dos Campeões chacoalhou o time catalão. Em meio a rumores de uma transferência para a Itália, Lionel Messi já não é mais inquestionável no Camp Nou. No Ultrajano, o refinado Paulo Júnior levanta as possibilidades.

-U-D-

E já que falamos de Liga dos Campeões e futebol feminino, vamos juntar as duas coisas. Com os jogos da temporada 2019-2020 voltando nesta sexta-feira, a partir das quartas de final, a galera do Planeta Futebol Feminino montou um guia nota 10, com agenda de transmissão na TV e detalhes de cada time na disputa.

-U-D-

Se você usa o Twitter, deve ter visto a história do Noah, torcedor trans do Paysandu que se emocionou que, com a ajuda da namorada, conseguiu enfim se ver no corpo que quer ter. No UOL, a Maria Victoria Poli contou a história dele, que conseguiu emocionar até mesmo o clube do coração.

-U-D-

Luan não anda gozando de muito prestígio com a torcida do Corinthians, especialmente depois da decisão do Campeonato Paulista. Mas o que acontece com o camisa 7? No FOX Sports Brasil, o Daniel Bocatto conversou com o responsável por descobrir o jogador, que vê uma oscilação natural no desempenho.