Giro UD #17: transmissão da Copa de 1970, Torino, combinados pernambucanos e mais

Imagem: Torino FC/Divulgação
0 68

Mais uma semana se passou, e quando você olha no espelho, está ficando velho e acabado?

Pois não se sinta assim! Mesmo em tempos de isolamento social, a gente tenta te ajudar a manter a sanidade menta! É por isso que está chegando a 17ª edição do Giro UD, com o que encontramos de mais legal pela internet na semana!

Leia também:

Desta vez, temos matérias legais sobre a transmissão da Copa do Mundo de 1970 para o Brasil, a lembrança da tragédia aérea do Torino, os combinados de times pernambucanos… Só coisa boa!

(E você já sabe: se puder, fique em casa!)

Confira:

Você provavelmente sabe que a Copa de 1970 foi transmitida em preto e branco para o Brasil. Mas você sabe como foi composto o pool de emissoras que exibiu aquele Mundial para cá? Na BBC Brasil, Lucas Fróes conta este e outros detalhes dos bastidores da época.

-U-D-

A Tragédia de Superga completou 71 anos em 4 de maio. Em 1949, a delegação do Torino sofreu um desastre aéreo que matou 31 pessoas e dizimou uma das mais brilhantes gerações do clube italiano. Embora a história seja conhecida, João Pedro Silveira faz um detalhe bastante rico do episódio no ZeroZero.pt.

-U-D-

Revelado pelo Corinthians e com passagens por São Paulo, Flamengo e Vasco, Marques fez história pelo Atlético-MG, pelo qual se aposentou em 5 de maio de 2010. Passados dez anos, o jornal Hoje em dia relembrou como foi o último jogo do Xodó da Massa. A matéria é de Alexandre Simões e Henrique André.

-U-D-

Hoje em dia, combinados – aqueles times que reunem jogadores de duas equipes, não raro rivais – são menos comuns. Mas eram vistos com alguma frequência no passado. Em Pernambuco, foram apenas seis partidas de combinados que reuniram jogadores de Náutico, Santa Cruz e Sport. O Cassio Zirpoli conta a história dessas partidas.

-U-D-

Em Jaú, interior de São Paulo, torcedores do São Paulo faziam uma ação de distribuição de alimentos durante a pandemia quando deram um cachorro-quente a um morador de rua com a camisa do Corinthians. O registro viralizou e a família do corintiano o identificou. Agora, tenta o reencontro. História belíssima contada por Adriano Wilkson no UOL.