Girão da Série C#3: Recorde, surpresas e ataque de formiga

José Leomar/SVM
90

Fala, rapaziada. Passou muita raiva nessa rodada ou deu tudo certo? Bom, estamos aí para mais um Girão da Série C. A 15ª rodada foi cheia de gols, 23 ao total, chegando a uma média de 2,3 gols/jogo. No Campeonato já chegamos a marca de  355 gols. São 2,2 gols/jogo, uma média bem respeitável. Chega aí e vamos para o que rolou de melhor e, claro, de pior.

Leia mais:

O Santa disparou, disparou… 

  • Remo 0 x 2 Santa Cruz 

O que joga o Santa Cruz nesta Série C é uma barbaridade. O time vem de 7 vitórias seguidas e não parece hoje ter um adversário à altura. Contra os dois vice-líderes do Grupo A, o time ganhou jogando bem e ainda sem tomar gols.

Com classificação e liderança garantida, com 36 pontos em 15 rodadas e uma vantagem de 10 pontos para o vice-líder Remo, o Santinha ainda pode fazer história na competição. Faltando três partidas, o time está a 3 pontos de alcançar a melhor campanha da história da Série C no atual formato (dois grupos de 10): em 2012, o Fortaleza acumulou 39 pontos. Só 3 pontinhos em 3 rodadas, o que é totalmente plausível.

 

Por falar em Santa, nesta rodada o clube entrou em campo contra o Remo. Líder x Vice-líder. Jogando em casa o Remo foi para cima e foi pra cima. Não faltou para o Remo chutes para o gol. O Leão teve 16 finalizações a mais que o Santa, 21 x 5, só que faltou ao Remo fazer o gol.

 

Triunfo do Belo deixa o Grupo A bagunçado 

  • Vila Nova 0 x 1 Botafogo-PB

Há duas rodadas tudo parecia muito encaixado. Santa Cruz, Remo e Vila Nova despontados e somente uma vaga aberta sendo disputada por Manaus e Paysandu. Porém, com a vitória do Botafogo sobre o Vila Nova nesta rodada, parece que o Grupo A continua aberto tanto para a classificação quanto para o rebaixamento.

Somente 5 pontos separam o vice-lanterna do G4 e ainda há 9 pontos em disputa. O Fator Imperatriz vai ser relevante, assim como o clássicos na última rodada. Imaginem: um Re-Pa pode definir de classificação à rebaixamento, da mesma forma que o Clássico Tradição, entre Botafogo e Treze, pode definir acesso e caixão.

Por falar no Belo, o time fez uma ótima partida contra o poderoso Vila Nova. Mesmo com a bola, o Tigrão não conseguia finalizar e estava nervoso em campo. O Belo foi mais efetivo e conseguiu botar a bola no campo para conquistar o triunfo.

 

Londrina em casa é implacável

  • Londrina 2 x 1 Brusque

Lembrando o animal temido dos filmes de Steven Spielberg nos anos 70, o Tubarão faz bem demais o dever de casa. Não à toa que o Londrina tem a melhor campanha jogando em seus domínios: são 7 Vitórias e somente 1 empate até agora, 22 pontos com um aproveitamento de 91,7%.

A vítima dessa vez foi o líder Brusque, que segue em uma maré ruim de 2 empates e 2 derrotas. Agora, o time do Paraná segue firme e consolidado, pelo menos em casa, para a segunda fase.

 

HOJE SIM! Volta Redonda se reencontra com a vitória após 10 rodadas  

  • Ypiranga 2 x 3 Volta Redonda

É, minha gente. Demorou! Foram 10 rodadas sem saber o que era conquistar 3 pontos. Mas foi com emoção, é claro. Jogando contra o então vice-líder em Erechim, o Volta Redonda conseguiu uma vitória importantíssima na luta contra o rebaixamento para descarregar toda a tensão e medo.

Foi um jogaço de muitos gols entre Ypiranga e Volta e se os titulares não estavam resolvendo, coube ao banco. Hiroshi e Alef Manga entraram aos 19 minutos e, 5 minutos depois, os dois mandaram pra rede e ajudaram nesta vitória.

A Revolução dos Bichos

  • Ferroviário 0 x 0 Jacuipense

Ferroviário e Jacuipense entraram em campo no sábado, diante de forte calor e um gramado bem ruim no estádio Domingão. Agora, se faltou organização para os times, sobrou para as formigas. Elas tiveram mais ímpeto ofensivo e desenvolveram uma ação mais organizada que os dois times na hora de atacar o goleiro Jordan, do Jacuipense. Ele acabou deitando em cima de um formigueiro e precisou de ajuda para se livrar dos insetos.

O jogo terminou em um 0x0 sem muitas chances para cada lado.

 

Calma, São José! 

  • Boa 1 x 0 São José

O time do São José teve dois jogadores expulsos por xingar o árbitro durante a partida entre o Boa e  o Zeca. Vamos as divertidas súmulas.

Com gol de Jefferson, o Boa Esporte sai da lanterna do Campeonato. Já o Zeca volta a estar muito ameaçado, apenas 2 pontos distante da zona de degola.

 

Contrata-se batedor de pênalti

Da linha do pênalti até o gol são 9,15 m. Aí você vai lá, ajeita, define o canto, respira… e senta a bota. Parece fácil, mas nessa rodada o que teve de pênalti perdido. Foram quatro no total, Alan Mineiro para o Vila Nova, Agenor para o Criciúma, Caprini para o Ypiranga e Felipe Gedoz para o Remo.

Desses quatro, pessoalmente, ficou pior para o Gedoz. Ele acabou de chegar no Remo, entrou, poucos minutos depois assumiu a responsabilidade, bateu e Maycon Cleiton pegou e ainda defendeu o rebote.

Bom dizer também que o pênalti fez falta para os quatro times, que perderam suas partidas e curiosamente eram os mandantes dos jogos.

 

Demais Jogos 

  • Treze 1 x 1 Manaus 

Empate ruim para as duas equipes. O Manaus, com um a mais, ainda tomou sufoco do Treze.

 

  • Imperatriz 0 x 3 Paysandu 

Mais um clube que joga contra o Imperatriz e ganha. Importante destacar que o jogo não foi lá aquelas coisas. Além disso, a postura do Paysandu foi bem abaixo do esperado. O time fez três gols mas não apertou o Cavalo de Aço e perdeu a chance de fazer saldo.

  • São Bento 2 x 2 Tombense 

Por muito pouco o Bentão não garante uma vitória importantíssima na luta contra o rebaixamento. Mas ao final, o empate foi justo

  • Criciúma 0 x 2 Ituano

Vida difícil a do Criciúma, em mais uma apresentação ruim, o clube de Santa Catarina agora precisa pensar primeiro em não cair. Situação completamente diferente da vivida pelo Ituano, que segue firme em busca da vaga.


Gostou do texto? Então, faz o seguinte: procure a gente nas redes sociais: Twitter e Instagram. E tem também o nosso podcast, com episódio novo toda terça-feira

Comments