E se toda boataria do mercado europeu se concretizasse?

0 67

Publicidade

Eu tenho relativamente pouco tempo de carreira no jornalismo. Mas, se tem uma coisa que eu aprendi ainda nos primeiros anos, foi: não dá para confiar em tudo que a imprensa europeia diz.

É claro que há jornais, rádios, emissoras, sites e profissionais nos quais a gente pode acreditar. Mas basta passar os olhos pela imprensa de lá, especialmente de Espanha e Inglaterra, para ver: o meio do ano é frenético em matéria de boataria.

A regra é: se o jogador se destacou (especialmente agora, na Copa do Mundo), a imprensa espanhola “coloca” no Real Madrid ou no Barcelona. James Rodríguez? Sim. Luis Suárez? Quero. Thiago Silva? Ô, sempre! Falcao García? Nem foi à Copa do Mundo, mas pode mandar!

Mas e se tudo que fosse noticiado pelos europeus fosse concreto? E se cada negociação fosse realmente fechada? Como ficariam os principais times europeus depois da Copa 2014?

É claro que seria impossível que todos os martelos fossem batidos. Em primeiro lugar, porque não é raro que qualquer clube do mundo busque mais de uma opção para uma mesma posição. Aí, fechando com um deles, é comum que os outros sejam descartados.

Em segundo lugar, não dá para um jogador de futebol fechar com todos os clubes nos quais ele é especulado. Sami Khedira, por exemplo, nem faz uma grande Copa do Mundo em 2014, mas é cotado em equipes como Arsenal, Chelsea e Manchester United. Keylor Navas, por sua vez, foi ventilado em Atlético de Madrid, Arsenal, Bayern de Munique, Liverpool, Porto e Real Madrid.

Em terceiro lugar, e este é o principal ponto deste texto, a imprensa esportiva europeia é, por vezes, um tanto quanto descompromissada. Sem muito critério, qualquer coisa vira capa de jornal. Na Espanha, os principais diários vivem em função de Barcelona e Real Madrid; assim, se o torcedor quer um astro no seu time, a imprensa local faz sua parte.

(Crédito: Reprodução)

Passada a crítica, vamos ao exercício deste texto: e se tudo que foi especulado realmente se concretizasse? Como ficariam os principais clubes da Europa?

Para fazer os cálculos desta brincadeira, o blog estabeleceu algumas regras:

1. É obrigatório que o jogador tenha sido especulado em um clube. Para atestar, cada jogador “negociado” tem um link para a respectiva notícia na imprensa gringa.

2. Caso o jogador tenha sido especulado em mais de um clube, vale a especulação mais recorrente.

3. O jogador especulado sempre ganha a vaga de um titular no time-base. Ou seja: só chega para ser reserva caso outro reforço na mesma posição seja “contratado”.

4. Se for especulado em um time, independente de ser contratado, o jogador nunca permanece em seu clube de origem. Exemplo: Luis Suárez, na mira do Barcelona, não entra no time do Liverpool.

5. Para fechar a conta, um jogador pode entrar em mais de um time, mas caso ele seja titular em um e “dispute posição” em outra, fica apenas no primeiro time.

Todos entendidos? Então vamos às contas com o que “teremos” em alguns dos principais times do futebol europeu, além de respectivas avalições do blogueiro.

Arsenal

Szczesny; Debuchy, Veltman, Koscielny e Gibbs; Ramsey, Özil, Arturo Vidal e Jefferson Montero; Balotelli (Lavezzi) e Alexis Sanchez

Avaliação: Faltou time para encaixar tanto boato – pior para Mertesacker, Arteta, Podolski, Giroud…

(Crédito: Paul Gilham/Getty Images)

Atlético de Madrid

Navas (Oblak); Juanfran, Giménez (Sílvio), Godín e Insúa; Guarín, Gabi, Arda Turan e Koke; Lukaku (Iturbe) e Mandzukic (Jackson Martínez)

Avaliação: Perde Miranda e Filipe Luís, mas deve restringir as contrataçõs ao ataque.

(Crédito: Alex Livesey/Getty Images)

Barcelona

Claudio Bravo; Montoya, Thiago Silva, Verthongen (Marquinhos) e Rojo; Busquets, Rakitic e Cuadrado; Van Persie, Suárez e Messi

Avaliação: Ué, mas cadê as canteras de La Masía?

(Crédito: David Ramos/Getty Images)

Bayern de Munique

Neuer; Rafinha, Boateng, Dante e Alaba; Schweinsteiger, Lahm; Ribéry, Thiago Alcantara, Götze e Müller

Avaliação: Todo mundo quer jogador do Bayern de Munique!

(Crédito: Shaun Botterill/Getty Images)

Benfica

Forster; Luís Felipe, Luisão, César e Benito; Rúben Amorim, Enzo Perez, Anderson Talisca e Nani; Victor Andrade e Rodrigo

Avaliação: Nomes como Luís Felipe (ex-Palmeiras), César (ex-Ponte Preta) e Anderson Talisca (ex-Bahia) já foram confirmados; Nani é cotado.

(Crédito: Jamie McDonald/Getty Images)

Chelsea

Courtois; Ivanovic, John Terry, Gary Cahill e Filipe Luís; Romeu e Ramires; Willian, Oscar e Fàbregas; Diego Costa

Avaliação: Para fechar as contas, precisaria da volta de Courtois e Romeu.

(Crédito: David Rogers/Getty Images)

Inter de Milão

Handanovic; Jonathan, Vidic, Juan e Dodô; Taider, Hernanes, Álvarez; Alexandre Pato, Palacio e Icardi

Avaliação: Mais uma temporada de reformulação.

(Crédito: Dino Panato/Getty Images)

Juventus

Buffon; Barzagli, Bonucci e Chiellini; Lichtsteiner, Marchisio, Pirlo, Evra e Asamoah; Morata e Drogba

Avaliação: Eis um time que perde peças e continua forte.

(Crédito: Valerio Pennicino/Getty Images)

Liverpool

Mignolet; Maxi Pereira, Agger, Lovren e José Enrique; Henderson e Gerrard; Lallana (Candreva), Shaqiri e Kovacic; Lambert

Avaliação: Lucas Leiva, Gerrard, Lallana, Sterling, Candreva, Shaqiri, Kovacic… O Liverpool precisaria de dois meios de campo para tanto jogador.

(Crédito: Laurence Griffiths/Getty Images)

Manchester City

Caballero; Zabaleta, Benatia, Mangala e Kolarov; Javi García, Fernandinho, Nasri e David Silva; Barkley; Negredo

Avaliação: Pouca boataria, que dá mais destaque às “saídas” de Yaya Touré, Dzeko e Agüero

(Crédito: Warren Little/Getty Images)

Manchester United

De Gea; Rafael, Vermaelen, Hummels e Shaw (Blind); Khedira, De Jong, Di María e Sneijder; Robben e Rooney

Avaliação: Com Louis Van Gaal confirmado como técnico, todo jogador da seleção da Holanda é especulado.

(Crédito: Alex Livesey/Getty Images)

Milan

Abbiati; Abate, Alex, Mexès e De Sciglio (Constant); Essien, Montolivo e Honda; El Shaarawy, Joel Campbell e Robinho

Avaliação: Virou figurante no mercado da bola…

(Crédito: Marco Luzzani/Getty Images)

Paris Saint-Germain

Lloris; Daniel Alves, David Luiz, Camara e Maxwell; Matuidi, Yayá Touré, Hazard e Pogba; Ibrahimovic e Cavani

Avaliação: Sem nomes como Alex, Thiago Silva, Marquinhos, Verrati e Lavezzi, entre confirmados e especulados, precisaria rebolar para remontar a defesa.

(Crédito: Shaun Botterill/Getty Images)

Porto

Fabiano; Danilo, Ba, Martins Indi e Alex Sandro; Fernando, Lucho Gonzalez e João Moutinho; Tello (Bernard), Quaresma e Enner Valencia

Avaliação: Não faz estardalhaço, mas pode comprar bons nomes.

(Crédito: Miguel Riopa/EuroFootball/Getty Images)

Real Madrid

Casillas; Carvajal, Sergio Ramos, Varane e Marcelo; Luiz Gustavo, Kroos e James Rodríguez; Gareth Bale, Falcao García (Aguero) e Cristiano Ronaldo

Avaliação: É sempre um prato cheio! Pepe, Xabi Alonso, Khedira, Modric… Abram o olho!

(Crédito: Pablo Blazquez Dominguez/Getty Images)

Roma

Lobont; Maicon, Leandro Castán, Balzaretti e Ashley Cole (Yedlin); De Rossi, Strootman, Torosidis e Totti; Eto’o e Dzeko

Avaliação: Uma dupla de ataque dessas seria realmente interessante, não?

(Crédito: Paolo Bruno/Getty Images)

Tottenham

Friedel; Aurier, Dawson, Moreno e Assou-Ekotto; Dembele, Paulinho, Chicharito e Depay; Origi e Remy

Avaliação: A escalação fecha, mas muda mais de meio time entre uma temporada e outra.

(Créditos: Clive Rose/Getty Images)
Você pode gostar também
Comentários
Carregando...