Dez curiosidades sobre o futebol estoniano

0 289

A Estônia é um país sem tradição no futebol. Atualmente, a seleção nacional é a 86º colocada no Ranking da FIFA, a pior colocação entre os países do Leste Europeu. Muitos clubes que disputam primeira divisão local são amadores. Apesar disso, os torcedores comparecem aos jogos e são conhecidos como jalgpallihaigla (“hospital de futebol”) por seu fanatismo. Neste resumo, você poderá conhecer mais sobre o esporte bretão na Estônia, também conhecido como jalgpall.

O campeonato nacional, a Meistriliiga, possui um regulamento exótico. Disputado por dez clubes, a competição têm quatro turnos. O último colocado é automaticamente rebaixado. Enquanto o penúltimo disputa uma vaga com o vice-campeão da segunda divisão

                                        Delegação da Estônia em 1924

A seleção local participou dos Jogos Olímpicos uma única vez. Isso aconteceu na Olimpíada de Paris, em 1924. Os estonianos foram eliminados pelos Estados Unidos no primeiro jogo, numa partida que terminou 1 a 0 para os americanos.

O Norma Tallin foi a maior equipe da Estônia durante a dominação soviética. Com inúmeros títulos nacionais, o clube acabou encerrando suas atividades no futebol em 1997.

O FC Lantana é outro time tradicional que abandonou o profissionalismo. Representante da minoria russa no país, a agremiação se negava a ceder seus jogadores para a seleção local.

Poom é lembrado no futebol inglês

O goleiro Mart Poom (acima) foi um astro do futebol estoniano. Ídolo no Derby Country da Inglaterra, o arqueiro fez parte do elenco do Arsenal que conquistou a Copa dos Campeões em 2006. Apesar disso, o jogador fez uma única partida oficial pelo clube londrino.

O atual técnico do Flora, Martin Reim, foi o atleta que mais vezes atuou pela seleção local. O ex-meia defendeu o país em 157 jogos, tendo marcado catorze gols pelo selecionado.

Brasil e Estônia se enfrentaram uma vez. O amistoso, disputado em 2009 terminou com vitória da seleção do técnico Dunga por 1 a 0. O gol foi marcado por Luís Fabiano.

O Levadia Tallin é o time da Estônia que mais longe foi numa competição européia. Em 2006, a equipe eliminou o Haka da Finlândia e o Twente da Holanda nas primeiras fases da Copa da UEFA. Só caíram diante do Newcastle da Inglaterra.

Considerado um dos piores times do mundo, o Ajax Lasnamäe é o lanterna da Meistriliiga. Em 35 partidas, a equipe sofreu 183 gols, não venceu nenhum jogo e tomou diversas goleadas. A maior humilhação foi contra o JK Trans Narva, em uma partida que terminou 14 a 0 para os adversários.

Lasnamäe é o Íbis da Estônia

O curioso é que mesmo com esses resultados, a torcida continua acompanhando as partidas do Ajax estoniano. O jogo do clube como mandante estão sempre cheios, garantindo boa renda ao Íbis da Estônia.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...