Decisão nos pênaltis: 10 jogadores que foram do céu ao inferno

Bruno Henrique, hoje no Flamengo, errou pênalti pelo Santos, contra o Cruzeiro
0 274

Por José Gustavo Felix

Existem muitas máximas no futebol. Por exemplo: “a bola pune”, que ficou famosa por causa do ex-treinador Muricy Ramalho. Algumas delas são unanimidade entre os amantes da bola. Outras, nem tanto. “Pênalti roubado não entra”? Às vezes entra sim. 

Certa vez ouvi a seguinte afirmação: “impressionante como o cara que fez um gol durante a partida, sempre acaba errando a cobrança de pênalti!”. Por isso, resolvemos listar dez jogadores que passaram por essa situação que é, no mínimo, estranha. Alguns foram de herói a vilão. Já outros tiveram a sorte de sair ilesos da situação.

A lista contém casos em que o jogo obrigatoriamente foi para as penalidades, independente se o atleta em questão venceu ou perdeu. Certamente você vai encontrar jogos que assistiu, e outros que nem sabia que já tinham acontecido, além de jogadores que passaram por times pelos quais você nunca imaginaria.

1 THIAGO NEVES

Talvez o caso mais conhecido desta lista. Final da Libertadores de 2008, Maracanã lotado. O Fluminense tinha sido derrotado pela LDU na partida de ida, no Equador, por 4×2. Para o tricolor, era necessário um placar de pelo menos dois gols de diferença, para conquistar a América pela primeira vez. O meia Thiago Neves fez história marcando três gols no tempo regulamentar, levando a decisão para os pênaltis. Porém, goleiro Ceballos defendeu a cobrança de Thiago. A LDU se sagrou como o primeiro (e até hoje único) time equatoriano da história a vencer a Copa.

2 DIEGO FORLÁN

Copa América de 2007. Brasil e Uruguai disputavam uma vaga na decisão. O jogo foi disputado em Maracaibo (Venezuela) e terminou empatado por 2 a 2. Forlán marcou o primeiro gol celeste. Nas penalidades, o Brasil saiu na frente com Robinho. O craque uruguaio abriu as cobranças pelo lado dos nossos vizinhos, e Doni defendeu. O Brasil chegou até a final, onde venceu a Argentina por 3×0 e foi bicampeão, já que também tinha vencido em 2004.

3 IVÁN ZAMORANO

No ano de 1997, a Copa da UEFA (atual Liga Europa), foi decidida entre Internazionale de Milão e Schalke 04. No jogo de ida, em Gelsenkirchen, os alemães venceram por 1 a 0. Na volta, em Milão, a Inter devolveu o placar graças a um gol de Zamorano, aos 39 minutos do segundo tempo. Nas penalidades o craque chileno foi o primeiro a cobrar pelos interistas, mas perdeu. Lehmann defendeu e o Schalke foi campeão europeu em pleno Giuseppe Meazza.

4 DIEGO MILITO

Em 2002, Racing e San Lorenzo fizeram um duelo argentino pelas quartas de final da Copa Sul-Americana. O jogo de volta foi em Avellaneda e, com um gol de Milito, o Racing fez 2 a 0. Esse placar levou a disputa para os pênaltis. O ídolo de La Academia mandou a cobrança no travessão. O San Lorenzo se classificou em pleno El Cilindro e foi o campeão.

5 CRISTIANO RONALDO

Esse lance também é bastante conhecido, por ter acontecido na final da Liga dos Campeões de 2008. Cristiano Ronaldo abriu o placar para o Manchester United, mas Lampard empatou para o Chelsea. Nas penalidades, o gajo parou em Petr Cech. Mas foi campeão, graças à famosa escorregada do Terry.

6 MÁRIO FERNANDES

Na última Copa do Mundo, a Rússia surpreendeu chegando até as quartas de final. Um empate por 2 a 2 contra a Croácia levou a decisão para os pênaltis. Os anfitriões só empataram graças a um brasileiro naturalizado russo. Mário Fernandes marcou, de cabeça, no segundo tempo da prorrogação. No entanto, ele desperdiçou a cobrança dele, chutando para fora.

7 IVICA OLIC

Em 2009, houve um clássico na semifinal da Copa da Alemanha: o Hamburgo recebeu o Werder Bremen. O meia Diego Ribas cobrou falta no travessão, e Mertersacker aproveitou o rebote para fazer Bremen 1 a 0. O gol de empate foi marcado por Olic, atacante que depois jogaria no Bayern de Munique. Nas penalidades, o croata parou no goleiro adversário. Na ocasião, outro que errou o pênalti foi Jerôme Boateng, na época zagueiro do Hamburgo. O Werder calou o estádio do rival e passou. Na final, foi campeão, com gol de Ozil na finalíssima.

8 TIAGO REIS

A final da Taça Rio de 2019 foi entre Flamengo e Vasco. O cruzmaltino abriu o placar no primeiro tempo, com gol de cabeça da revelação Tiago Reis. No apagar das luzes, Arrascaeta empatou pro rubro negro, e levou para as penalidades. Dessa vez, o atacante nascido em Brasília parou em César, e o Flamengo foi campeão.

9 RUI COSTA

Na Eurocopa de 2004, Portugal e Inglaterra fizeram um jogaço no Estádio da Luz, em Lisboa. Na prorrogação, com o placar 1 a 1, Rui Costa fez um golaço, que classificava os portugueses. Porém, Lampard empatou e deu mais uma chance ao English Team. Nas penalidades, apesar do erro de Rui Costa, Portugal avançou paras as semifinais.

10 BRUNO HENRIQUE

Nas quartas de final da Copa do Brasil de 2018, Cruzeiro e Santos duelaram. O Santos devolveu o placar da ida  e venceu por 2 a 1 no Mineirão, com gols de Gabigol e Bruno Henrique. Nas penalidades, o goleiro Fábio brilhou e defendeu a cobrança do atacante santista. O Cruzeiro terminou campeão daquela edição, conquistando seu sexto título.