De tabu à torcida única: seis motivos para não perder Vila Nova x Goiás

Daniel não perdoou o "erro" de Robston
0 120

Neste domingo (31), em Goiânia, 40 títulos estaduais estarão em campo no Serra Dourada. Após quase dois anos, Goiás x Vila Nova se enfrentam na rodada de abertura do Goianão, trazendo de volta ao maior palco do futebol no Centro-Oeste do Brasil, a grande rivalidade do estado, atenuada nas duas últimas temporadas.

Para entrar no clima do dérbi, o Última Divisão preparou uma lista com seis motivos para ficar ainda mais ligado no jogo, que promete ser de fortes emoções. As atrações para a partida são diversas e vão desde vencedor do Prêmio Puskás no banco de reservas a campo com novas dimensões, torcida única e mais. Acompanhe:

1. Que saudade!

Você se lembra do último Vila x Goiás? Provavelmente o torcedor esmeraldino tenha uma lembrança mais agradável deste jogo. Naquele 15 de fevereiro de 2014, o Verdão venceu o Tigre de virada, por 3 a 1. Desanimado, o Vila cairia para a Série B do Estadual naquele ano, enquanto o até então invicto Goiás perderia o título para o Atlético Goianiense no último lance do campeonato. Diferentemente dos últimos anos, o Vila começa 2016 motivado após ter sido campeão brasileiro da Série C e da Série B estadual, e vê seu maior rival tentar um recomeço, após o rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2015.

2. Daniel Carvalho x Wendell Lira

Daniel Carvalho, o reforço mais badalado do Goiás em 2016 (Rosiron Rodrigues/Goiás EC)
Daniel Carvalho, o reforço mais badalado do Goiás em 2016 (Rosiron Rodrigues/Goiás EC)

Ao todo, foram 24 atletas apresentados por alviverdes e alvirrubros neste início de temporada. Do lado verde, apenas o goleiro Renan e o volante Patrick permaneceram da equipe titular que encerrou o Brasileirão de 2015. A grande novidade dos reforços é sem dúvida o meia Daniel Carvalho (ex-Botafogo e Internacional) que chega junto com outros nomes conhecidos, como o volante Wendel (ex-Sport e Vasco) e o técnico Enderson Moreira, bicampeão goiano e da segunda divisão nacional pelo Goiás.

Lira venceu o Puskás e agora quer ajudar o Vila contra o clube que o revelou
Lira venceu o Puskás e agora quer ajudar o Vila contra o clube que o revelou

Do lado vermelho, cinco jogadores foram mantidos do último ano para cá, dando destaque para o atacante Frontini. A grande novidade colorada é o atacante Wendell Lira, autor do gol mais bonito do mundo no ano passado, segundo a Fifa. A grande quantidade de viagens, entrevistas e autógrafos atrapalharam a pré-temporada do jogador, que deve ficar no banco de reservas no duelo de amanhã por opção do treinador Márcio Fernandes.

3. Tabu alviverde

O retrospecto no clássico é amplamente favorável ao Goiás. De acordo com o portal Futebol de Goyaz em 256 partidas, são 130 vitórias alviverdes, 61 alvirrubras, além de 65 empates. Para piorar a situação do Vila, dos últimos dez encontros, o Tigre perdeu sete vezes e só venceu uma vez, no Goianão de 2012, por 3 a 2.

4. Nova dimensão do Serra

Criticado por jogadores e técnicos, o gramado do Serra Dourada sofrerá mudanças para esta temporada. As maiores dimensões do Brasil, que eram de 110,5m X 75,14m, passaram agora para 105m X 68m, seguindo a nova regra de padronização dos gramados imposta pela CBF. A promessa é de uma partida mais pegada e de posse de bola.

5. Só uma cor na arquibancada

Goiás x Vila não acontece só dentro de campo, também é problema de segurança pública. Por isso, o confronto terá, pela terceira vez em sua história, apenas uma torcida. Com certeza não terá a mesma graça se as duas torcidas estivessem presentes, mas se lembrarmos do último duelo em 2014 – 42 pessoas detidas, além de várias brigas generalizadas -, pode-se dizer que a medida é acertada.

Captura de Tela 2016-01-30 às 16.05.386. Farpas públicas

Não foram só os torcedores que entraram no clima do clássico. Declarações polêmicas dos jogadores movimentaram a semana do dérbi. Do lado esmeraldino, Daniel Carvalho disse em um programa de TV que pensava que Goiás x Atlético-GO era o grande clássico do estado.

O volante colorado Robston não gostou e retrucou dizendo que nem sabia que o meia alviverde era jogador do Goiás e disse mais: “ele conhecerá a força do Vila”. No intuito de demonstrar a raça do Vila, Robston falou em entrar em campo com “olho no sangue” e por isso foi motivo de chacota no Instagram de Daniel Carvalho.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...