Da glória ao quase rebaixamento: o fundo do poço chegou para o Twente?

FUTEBOL - Estatua Blaise Nkufo no estadio para o encontro Twente vs Benfica playoff de acesso a fase de grupos da Liga dos Campeoes a realizar no Estadio do Grolsch Veste. Terca feira 16 de Agosto de 2011. (ANTONIO AZEVEDO/ASF)
0 139

Entre 1966 e 2016, foram raríssimas as vezes que o título do Campeonato Holandês escapou do trio formado por Ajax, PSV Eindhoven e Feyenoord. Em duas temporadas (1980/1981 e 2008/2009), a taça ficou com o AZ Alkmaar; em outra (2009/2010), ficou com o Twente.

Chegar ao topo, porém, custou caro ao Twente. E quase levou o clube ao fundo do poço na temporada 2015/2016.

Desde que o time comandado por Steve McClaren conquistou a Eredivisie, o time sofreu para manter seus pagamentos em dia. Até que surgiu a Doyen Sports.

Em junho de 2014, a empresa assinou contrato com o Twente com a objetivo de ajudar sua recuperação financeira. Os resultados, porém, não chegaram. Pior: em março de 2015, a Real Federação Holandesa de Futebol (Koninklijke Nederlandse Voetbalbond, ou simplesmente KNVB) tirou três pontos do clube na tabela do Campeonato Holandês, justamente por conta das dívidas abertas.

chinedu_ede_twenteEm abril de 2015, o presidente Joop Munsterman renunciou, e Aldo van der Laan assumiu a cadeira. Mas a situação só piorou.

Durante a temporada 2015/2016, em novembro de 2015, o site Football Leaks divulgou detalhes do acordo entre Twente e Doyen. Segundo os documentos, o fundo recebeu do clube os valores referentes a parte dos direitos de determinados atletas, o que era proibido pela Fifa e pela KNVB.

A KNVB abriu investigação sobre o caso. E quando o bicho pegou, Aldo van der Laan também renunciou à presidência do Twente, alegando que as denúncias estavam afetando a imagem do clube.

Em maio, a entidade máxima do futebol holandês determinou o rebaixamento da equipe. A Doyen lamentou, mas se isentou de responsabilidade no caso. O clube apelou e acabou se salvando de uma perda de pontos que o levaria à zona do rebaixamento.

Desta forma, De Graafschap e Cambuur foram rebaixados à segunda divisão da Holanda. O Cambuur, lanterna com 18 pontos, caiu direto. Já o De Graafschap foi para os playoffs do descenso ao lado do Willem II – o primeiro perdeu para o Go Ahead Eagles, enquanto o segundo superou o NAC Breda.

(Ah! A quem se interessar: a presidência do Twente está vaga!)

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...