Da Europa à Segunda Divisão de SP: os caminhos que levaram Paulinho ao Tottenham

0 362

Não fosse a saída de Neymar para o Barcelona, a negociação entre Corinthians e Tottenham pelo volante Paulinho teria sido a mais midiática do meio do ano no Brasil. Principal referência do time do técnico Tite em 2012, o então camisa 8 fez sua estreia neste sábado pelo clube londrino, em amistoso diante do Espanyol (Barcelona) no Estádio White Hart Lane. E chegou com moral: começou a partida como titular, vestindo a camisa 15, e anunciado como um dos principais reforços da equipe de André Villas-Boas para a temporada.

O brasileiro, terceiro melhor jogador da última Copa das Confederações, provavelmente não estranhou seu posicionamento tático, já que o Tottenham foi escalado pelo português no 4-2-3-1 e começou o jogo com Lloris; Walker, Dawson, Fryers e Rose; Dembele e Paulinho; Lennon, Sigurdsson e Chadli; Soldado. Chegou a marcar um gol logo aos 7min do primeiro tempo, cabeceando cobrança de falta de Sigurdsson, mas a arbitragem assinalou impedimento. Mostrou facilidade de jogo com o finlandês e com Soldado – o espanhol, também estreante, marcou do pênalti no primeiro tempo o primeiro gol da partida, que terminou 1 a 1. No segundo tempo, Paulinho foi substituído por Sandro aos 15min.

Mas o que isso tem a ver com este blog, que gosta mesmo é de procurar histórias de divisões de acesso e descobrir personagens em campeonatos pelo Brasil e pelo mundo? Bem, é simples: Paulinho hoje está no Tottenham, e até pouco tempo atrás estava no Corinthians. Mas não é necessário voltar muito em sua trajetória para descobrir detalhes de sua caminhada rumo a White Hart Lane. Até chegar ao campeonato nacional mais valioso do mundo, o agora camisa 15 do Tottenham passou pela Lituânia, pela Polônia e até pela quarta divisão do Campeonato Paulista, da qual foi campeão em 2008. Tudo isso até completar 20 anos.

Embora algumas fontes citem passagens pelo futsal da Portuguesa no início da carreira, o mais confiável é apontar o Pão de Açúcar Esporte Clube (PAEC) como marco zero da carreira do meio-campista. Nascido em 25 de julho de 1988, o paulistano José Paulo Bezerra Maciel Filho chegou às categorias de base do atual Audax em setembro de 2004, aos 16 anos.

Há também fontes que citam o Juventus (então parceiro do Pão de Açúcar) como clube de profissionalização do ex-camisa 8 do Corinthians em 2006 – no entanto, os sites oficiais de Paulinho e do Juventus não fazem qualquer menção a esta trajetória.

Prestes a completar 18 anos, em 2006, Paulinho foi para a Europa, onde defendeu o FK Vilnius (Lituânia) em 2006 e 2007 – o Campeonato Lituano começa no primeiro semestre e termina no fim do ano, assim como no Brasil. Conhecido então como Paulinho Maciel, o meio-campista marcou pela primeira vez pela equipe em 20 de setembro de 2006, pela 28ª rodada do Campeonato Lituano, fazendo o segundo gol na vitória de virada fora de casa por 3 a 1 sobre o FK Silute – Mindaugas Grigalevicius abriu o placar para os mandantes no primeiro tempo, mas Vytautas Luksa empatou antes do intervalo e Aivaras Laurisas selou a vitória.

Paulinho deixou o Vilnius no meio do ano seguinte, com 35 jogos e 5 gols, assinando em 2007 com o LKS Lodz, da Polônia. Foi uma temporada mais difícil: sem marcar gols, com uma torcida um tanto quanto intolerante e uma equipe modesta (foi apenas a 11ª colocada entre as 16 do Campeonato Polonês), Paulinho sentiu que era hora de frear o sonho europeu. Foram apenas 17 jogos pelo Lodz, até acertar seu retorno ao Brasil. E ao Pão de Açúcar.

Foi aí que as coisas voltaram a entrar nos eixos. Apesar de disputar apenas a Segunda Divisão do Campeonato Paulista (que, na verdade, é a última das quatro divisões de SP), Paulinho se firmou no retorno à equipe paulistana. No fim do ano, o PAEC conquistou o título da divisão com duas vitórias sobre o Batatais nas finais (ambas por 2 a 1). Foi também o primeiro acesso do atual Audax, que repetiu o feito na Série A2 de 2013 e deve estrar na Série A1 no próximo ano.

Paulinho (sentado à frente, de chuteira laranja) comemora a conquista da Segunda Divisão do Campeonato Paulista de 2008 pelo Pão de Açúcar (Crédito: Divulgação)

Em 2009, em seu segundo ano como profissional no Brasil, Paulinho disputou a Série A3 do Campeonato Paulista, e conquistou mais uma vez o acesso. Até a última partida do Pão de Açúcar na competição, mais uma vitória de virada (3 a 1 sobre o Penapolense), Paulinho foi titular. Ao deixar o clube no fim da Série A3, o versátil volante contabilizava 39 jogos, sete gols marcados e o título da Segunda Divisão de 2008.

Paulinho, em 2009: após passagens por Lituânia e Polônia, o recomeço pelo Pão de Açúcar nas divisões inferiores de SP (Crédito: Divulgação)

De lá, transferiu-se para o Bragantino, e a história já se torna mais conhecida: 46 jogos, 14 gols, uma transferência para o Corinthians em 2010, convocações para a Seleção Brasileira, propostas recusadas de CSKA Moscou e Inter de Milão… Até chegar este sábado, 10 de agosto de 2013, data de sua estreia no amistoso contra o Espanyol em Londres. Nada mal para quem passou alguns dissabores na Europa e chegou ao Parque São Jorge sem qualquer pompa.

No Audax, o hoje volante do Tottenham é uma referência. “Desejamos ao Paulinho muito sucesso no Tottenham e que ele continue sendo motivo de exemplo e inspiração das novas gerações de garotos que são formados no Audax”, declarou Fernando Solleiro, presidente da equipe paulistana, após a transferência do meio-campista para o clube inglês no começo de julho.

Negociado ao fim da Série A3 de 2009, Paulinho trocou o Pão de Açúcar pelo Bragantino, e de lá foi para o Corinthians (Crédito: Divulgação)
Você pode gostar também
Comentários
Carregando...