Julio Iglesias: Cantor, galã… E goleiro!

0 190

“Eu era um bom goleiro. Tinha muita visão, mas não era um goleiro com classe.” Assim se descreveu o cantor Julio Iglesias em entrevista no Brasil em 13 de outubro de 2009. A faceta é pouco conhecida, mas verdadeira: um dos cantores românticos mais conhecidos do mundo foi goleiro do Real Madrid durante sua juventude.

Nascido na cidade de Madri em 23 de setembro de 1943, Iglesias chegou à cantera do Real na década de 50. No entanto, na data em que completaria exatos 20 anos, sem ao menos ter conseguido uma chance entre os profissionais, o promissor goleiro madridista sofreu um acidente automobilístico que mudou sua vida.

Era noite do dia 22 de setembro de 1963. Iglesias retornava de uma breve viagem à cidade de Majadahonda (a cerca de 16 quilômetros de Madri). No carro, além do próprio, estavam três amigos. No entanto, por volta das 2 horas da manhã, antes que chegasse à capital espanhola, o carro do quarteto sofreu um gravíssimo acidente. Na ocasião, o próprio Julio Iglesias estava ao volante.

“Perdi o controle do carro e capotei, resultando no que chama paraparesia – que é diferente da paraplegia. Trata-se de uma compressão da coluna na região do pescoço”, conta o próprio cantor, segundo seu verbete na Wikipedia.

O capotamento deixou Julio Iglesias semiparalítico por mais de um ano e meio. Preso a uma cama hospitalar, o agora ex-goleiro lutava para voltar a andar. Para passar o tempo, começou a ouvir rádio e a escrever poemas. Neste período, enquanto recuperava os movimentos, ganhou um violão – presente de Eladio Magdaleno, seu enfermeiro, que acreditava que o instrumento ajudaria a distraí-lo e facilitaria a retomada da destreza nas mãos.

“Tive um acidente de carro aos 20 anos e fiquei por dois anos e meio anos no hospital. Foi uma circunstância muito importante da minha vida. Lá, comecei a cantar, escrever canções e a fazer música”, resumiu o próprio Julio Iglesias, na entrevista que abre este texto.

O cantor só deixou o hospital em 1966, após quase três anos de internação. Recuperado, Julio Iglesias passou a dedicar parte de seu tempo à fisioterapia, supervisionada por seu pai nas praias de Málaga e Alicante, e aos estudos do curso de direito, que havia iniciado na Universidad Complutense de Madri e que retomava após o afastamento médico. No final daquele ano, estava formado.

Com o talento musical desenvolvido no hospital e a carreira esportiva deixada de lado, Julio Inglesias viajou para a Inglaterra, onde estudou inglês nas cidades de Ramsgate e Cambridge. Nesta segunda cidade, para faturar alguns trocados, passou a tocar em um pub. Em 1968, já de volta à Espanha, apresenta-se no Festival de Música de Benidorm, do qual sai vencedor em 17 de julho daquele ano.

Com um contrato com a Discos Columbia assinado e a canção La Vida Sigue Igual no repertório, Julio estava definitivamente encaminhado para a música. A Espanha perdia um advogado e um goleiro de talento.

Fonte Julio Iglesias - Site Oficial
Você pode gostar também
Comentários
Carregando...